Nova Geração #165 – Passado e Futuro é Presente

Nosso tema é a percepção do tempo. A reflexão sobre o tempo é um dos temas fascinantes e desafiadores. Compreender que o passado e o futuro são vividos de forma diferente segundo o grau evolutivo de cada um é muito importante para ampliarmos nossa compreensão da vida.

Baixar Áudio


 

Livro dos Espíritos

Parte II – Vida Espírita

Capítulo 6

Item – Percepções, sensações e sofrimentos dos espíritos

242. Como os espíritos têm o conhecimento do passado? E esse conhecimento para eles não tem limite?

“O passado, quando dele nos ocupamos, é presente; exatamente como te lembras de uma coisa que te impressionou no decorrer do teu exílio. Simplesmente, como não temos mais o véu material que obscurece tua inteligência, nós nos lembramos de coisas que se te apagaram da memória; mas, nem tudo é conhecido pelos espíritos: a começar pela sua própria criação.”

243. Os espíritos conhecem o futuro?
“Isto depende, ainda, do aperfeiçoamento deles; frequentemente, eles apenas o entreveem, porém nem sempre lhes é permiti-do revelá-lo; quando o veem, parece-lhes presente. O espírito vê o futuro mais claramente, à medida que se aproxima de Deus. Depois da morte, a alma vê e abarca, num piscar de olhos, suas migrações passadas, mas não pode ver o que Deus lhe prepara; para isso, é preciso que ela esteja inteiramente integrada a ele, após muitas existências.”

a) Os espíritos que chegaram à perfeição absoluta têm um conhecimento completo do futuro?

“Completo não é a palavra, pois só Deus é o soberano Senhor e ninguém pode igualar-se a ele.”

 

Mensagem de Encerramento

 

Que o Cristo esteja em todos os corações. Todos!

Precisamos muito de uma compreensão exata, justa, e muito equilibrada do Espiritismo para que consigamos organizar as nossas vidas de tal forma que a nossa dor nunca nos leve a aumentar a dor do próximo.

Muitos espíritos: padres, místicos baratos e enclausurados, que não buscaram o retiro para a elevação, mas covardemente fugiram da vida, durante a chamada idade das trevas ou idade média, por misericórdia do Cristo, reencarnaram no Brasil e muitos, em grande quantidade, atuaram e ainda atuam no movimento espírita. Destes espíritos, incapazes de enfrentar a vida atual, os desafios, não podemos esperar que eles permitam que espíritos que querem crescer, corajosos, enfrentem o passado difícil. Eles proíbem e proibirão sempre, até se tornarem cristãos, qualquer pratica que leve a verdadeira espiritualização. Eles carregam com preconceito que não controlam sobre a comunicação mediúnica, eles carregam um preconceito que caminha para a loucura, contra o conhecimento de vidas passadas. Eles distorcem textos, interpretações, colocam palavras na boca de pessoas honestas, dizendo que eram contra a regressão de memória. Nunca, filhos, o individuo espiritualizado será contra a regressão de memória. Nunca um filho de processos de espiritualização do passado irá negar isto. Na verdade, vocês podem sempre se questionar, quando verem indivíduos de forma ferrenha e cruel, sendo contra algo…

Qual será o passado que está por trás desta postura inflamada ou da política torpe de gabinetes e corredores que se manifesta de forma tão triste no nosso movimento brasileiro? De onde vem isto? De práticas espirituais honestas? De pessoas que seguiram os exemplos do Cristo se tornando verdadeiros apóstolos? Ou de se seres inquisitoriais, de mentes totalmente doentias, e que querem dominar e controlar querendo usar poder para sustentar a ilusão terrível de uma falsa grandeza que nunca tiveram, porque nunca trabalharam para alcançar.

Sabemos que este tema é muito duro, que difícil reconhecer que no seio do Consolador temos tantos falsos profetas. Não devemos brigar com eles, filhos. Devemos nos precaver, devemos lembrar a mensagem do Cristo: lobos vestidos de cordeiros. Devemos saber que acima da maldade e da astúcia humana, está a pureza do amor do Cristo. Devemos compreender que só lobos caem em armadilhas de lobos.

Vocês poderão seguir o exemplo do Mestre, vocês poderão ler com o pensamento elevado às páginas de Allan Kardec. Por isto nosso trabalho em o Livro dos Espíritos, pois vocês não precisam se tornar vítimas destes lobos, basta não querer ser lobo. Basta não querer vincular-se aos que têm falso brilho de grandeza artificial. Basta querer ser humilde e reconhecer que precisa do Cristo. Não do famoso do momento, não do espalhafatoso da hora. Precisamos do Cristo! E o Cristo fala em corações que se dulcificam e que suplicam a verdade e assim conseguiremos.

Não basta filhos, apenas uma atividade pontual para que o Cristo habite em seus corações. Necessário diariamente, com muita serenidade e humildade, pedir: Senhor, que tua luz comece a tocar meu coração, para que eu não me perca no caminho dos lobos, mas que eu siga a ti, que é caminho da verdade e da vida.

Muita paz, do amigo espiritual de sempre.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s