Nova Geração #193 – Infância para quê?

Ouça no Youtube. Divulgue, precisamos de sua ajuda!

NG-193-infancia-para-que

 

 

Livro dos Espíritos

Parte 2. Capítulo VII – Retorno à vida corporal

Item:  A infância

 

381. Com a morte da criança, o espírito retoma imediatamente seu vigor anterior? 

“Ele deve fazê-lo, já que está desembaraçado de seu envoltório carnal; todavia, só retoma sua lucidez anterior, quando a separação se completa, isto é, quando não mais existe elo algum, entre o espírito e o corpo.” 

 

382. O espírito encarnado sofre durante a infância, pelo constrangimento que lhe impõe a imperfeição de seus órgãos?

“Não; esse estado é uma necessidade; ele está na Natureza e de acordo com os objetivos da Providência; é um tempo de repouso para o espírito.” 

 

 

Mensagem Encerramento

Que Jesus possa em sua generosidade e em sua amizade por cada um de nós nos inspirar neste instante em que vamos falar de tema tão precioso: o lidar com a infância.

O mundo, a sociedade terrena, precisa muito aprender a lidar com a infância. Porque não podemos ter sociedade saudável, quando nós mesmos envenenamos os espíritos que estão nesta fase. Precisam os espíritas se perguntar: como contribuir para uma infância saudável? Hoje abordamos um dos temas, que é o que vocês estudaram.

A infância é uma fase de repouso, mas o que devemos entender por repouso? Apenas dormir? Não! Também, mas não só isto. Repouso das lutas emocionais, repouso das fadigas de disputas entre espíritos inferiores, por isto a infância precisa estar cercada de carinho.

Todos temos obrigação em cercar a infância com carinho, tornar a infância um momento de repouso de conflitos desnecessários. Porque muitas vezes vocês impõem à infância muitos conflitos, exigências absurdas, vocês expõem a criança a situação de muito estresse. Isso é muito ruim! Porque o sábio é aquele que segue a lei de Deus. Se Lei de Deus diz: repouso, é repouso! Estupidez fazer diferente! Dar-se ao trabalho de prestar à infância aquilo que Deus determina. Como fazer isto? Nunca exponha infância em atividades excessivas, nunca exigir tantos absurdos de uma criança. Proporcionar um ambiente de paz, quando espírito fala repouso, fala de paz.

O ambiente em que vive uma criança tem de ser estruturado de tal forma que estará saturado de energias pacíficas, pacificadoras, não expor criança a conflitos que espírito terá de ter quando adulto. Quando vocês entendem isso e fazem: o mundo se transforma. Quantos pais brigam e se agridem na frente de um bebê? Isto é uma infração à lei de Deus.

A infância deve ser preservada de tudo isto. Muito grave! Se quiser ter atrito e, às vezes, é importante que tenha, preserve-se a infância. Quantas energias distorcidas as crianças sofrem? Existem pais que levam as crianças para um verdadeiro inferno psíquico e muitas vezes transportam para dentro de casa, tumultos difíceis de orgias psíquicas que invadem o lar.

Os pais e os adultos em geral não têm direito de expor criança a esse tipo de coisa. Tudo bem, um dia aquele espírito terá de enfrentar isto, mas já será adulto, terá catorze, quinze anos de idade, mas não uma criança. Não uma criança.

Quando se fala de repouso, se fala de um amparo psíquico, um amparo energético. Pode ser que aquele espírito vá trabalhar socorrendo espíritos das trevas, pode ser que vá ter de ajudar pessoas brutas, que matam, que torturam e está neste meio para auxilia-los. Ok. Pode ser. Mas a obrigação do adulto é proporcionar repouso espiritual, energético, psíquico.

Vocês não tem noção o mal que fazem ao expor a criança a isto. Imagine um espírito que cometeu erros infernais em uma guerra. Matou, violência fez com maldade e por isto perturbou o seu psiquismo. Reencarna, suplica a chance. Quer se refazer. E ali está aquele espírito com um ano de idade, dormindo, descansando. E pai começa a agredir mãe, e eles se batem, e aquele espírito, por conta do estímulo psíquico, relembra todos os terríveis episódios que viveu na guerra. Que os pais estão fazendo? Estão acabando com o repouso daquele espírito. Estão colaborando para que aquele espírito retome toda a maldade e, às vezes, vai até se voltar contra eles.

Muitas vezes, um assassinato de um pai começa assim. De quem é a responsabilidade? De todos os envolvidos! Porque eles receberam espírito que pela lei de Deus, deveria ter repouso, não respeitaram… Fizeram o espírito alimentar tudo aquilo e vinte anos depois, um assassinato.

Ódio, brigas, tudo é terrível. Como acabar com tudo isto? Seguindo a Lei do Pai! Se a infância é feita para o repouso, que cada um, em sua vida, assuma o compromisso consigo mesmo de obedecer à Lei de Deus e se comprometer em fazer todo o possível para proporcionar à infância ambiente que permita o repouso espiritual. Um repouso psíquico, o repouso emocional, que eles merecem para que um dia também vocês mereçam.

Tenham paz! Porque isto irá levar também às crianças que convivem com vocês. Não pensem que repouso é indolência. Não! O repouso, filhos, é o repouso da semente que repousa no solo… Como repouso espiritual, na infância, para um dia eclodir e virar árvore: forte, poderosa e maravilhosa, que irá dar frutos para todos e sombra para os cansados.

Isto é a infância hoje. A infância que está vivendo a nova geração, e todos aqueles que se comprometerem, eu garanto, criar repouso para estes espíritos, poderão usufruir da sombra e do fruto desses espíritos maravilhosos que já estão no mundo e conseguirão amizades extraordinárias que durarão séculos e milênios sem fim.

Muita paz, do amigo espiritual de sempre.

 

Categories: Nova Geração

1 thought on “Nova Geração #193 – Infância para quê?

  1. Olá, só para informar, os itens descritos acima não são os itens lidos. Na leitura de hoje parou-se no número 382 do Livro dos Espíritos.

Deixe uma resposta para maria cristina Cancelar resposta