Nova Geração 225 – Êxtase

 De repente havia uma luz deslumbrante. 
Era como se os céus estivessem explodindo e espalhando adiante toda sua glória em milhões de cachoeiras de cores e estrelas.
E no centro desse turbilhão estava um núcleo de luz ofuscante
que brilhava das profundezas do céu com uma velocidade aterrorizante até que subitamente parou,
imóvel e sagrada, acima de uma rocha pontiaguda na frente de Francisco. 

O Livro dos Espíritos

Parte 2 – Vida Espiritual – Capítulo 8 – Emancipação da Alma – Item Êxtase

439. Qual a diferença existente entre o êxtase e o sonambulismo?

“É um sonambulismo mais apurado; a alma do extático é ainda mais independente.”

440. O espírito do extático penetra, realmente, nos mundos superiores?

“Sim, ele os vê e compreende a felicidade daqueles que lá estão; é por isso que desejaria lá permanecer; há, porém, mundos inacessíveis aos espíritos que não estão bastante purificados.”

441. Quando o extático exprime o desejo de deixar a Terra, fala sinceramente? E não é retido pelo instinto de conservação?

“Isso depende do grau de purificação do espírito; se vê sua posição futura melhor do que sua vida presente, faz esforços para romper os elos que o prendem à Terra.”

Mensagem encerramento

Meus filhos, que o Cristo esteja sempre nos inspirando a aprender, a crescer e, acima de tudo, a crescer para melhor servir.

É com muita alegria que nós constatamos o interesse da Nova Geração por estes temas. É com muita alegria que agradecemos ao Cristo, este espaço que estamos tendo de falar para vocês, de poder explicar um pouco o valor imenso destes temas.

Meus filhos, ninguém de vocês irá conseguir espiritualizar-se sem fenômenos psíquicos profundos, sem os choques que abalem as estruturas inferiores que vocês ainda carregam.

O que vocês acham filhos, se o Cristo se preocupa pessoalmente em vir gerar esse tipo de experiência, o que vocês acham que isto é errado?

Vocês não pensam que Espíritos superiores que tem o Cristo como modelo, não estudam isto para gerar em vocês experiências que elevam, mas, hoje, centro espírita tem medo, muito medo.

Medo de experiências que façam os indivíduos terem que largar tantas zonas de inferioridade que carregam em si; tem medo de luz intensa porque a luz também mostra as sombras que cada um carrega.

Não condenamos ninguém, mas alertamos a todos: falsos profetas estão pregando Espiritismo dentro do movimento e não me venham dizer que vocês não sabem a diferença.

Está aqui o roteiro: O Livro dos Espíritos – qualquer falsos profetas destes que tem tanto, que falam contra O Livro dos Espíritos, não devem enganar vocês. Escrito de forma tão simples e clara, está ai… Ah, mas o Espírito guia dele inspirou, está fazendo uma correção. Sim, mas uma correção porque o Livro dos Espíritos aponta para o mais Alto enquanto ele quer que você afunde.

Então ele está mudando o mapa para levar para o inferno inferior. Filhos, vocês não precisam ser grandes sábios, precisam orar e ler com muita atenção as palavras de Kardec, palavras do espírito da codificação.

Não é possível que vocês queiram largar essa tocha que ilumina a humanidade chamada: Espiritismo. Fundada pelo O Livro dos Espíritos para seguir o doutrinadorzinho de centro espírita que se acha muito, muito inteligente… Porque o coitado consegue pensar que ele doutrina alguém, que ele muda a opinião de Espírito das trevas, quando deveria se considerar o que é: um dos mais rasteiros estagiários da equipe espiritual que trabalha. Esta é a verdade, não é para humilhar ou exaltar. Esta é a verdade.

Vamos em nosso coração mudar esta realidade tão estúpida, vamos dizer: se Kardec se deu a este trabalho todo, se Espíritos de codificação explicaram tantas vezes a mesma coisa para entendermos, deve ser algo muito sério e, principalmente, é algo muito valioso. Muito valioso!

São experiências que precisam ser estudadas, meditadas, e até que ponto conseguirmos isto na prática? Como se faz na prática? E, sob o amparo, a orientação de Espíritos sérios, realizar as experiências. É possível!

Hoje vou contar uma história: tinha um grupo mediúnico que um amigo coordenou por muito tempo, mais de dez anos, e a esperança dele era que conseguíssemos ali realizar fenômenos um pouco acima da banalidade do que se faz hoje.

Que aconteceu? Começamos, todos ficaram maravilhados. Para prosseguir, era necessário um tanto de esforço e falamos claramente que eles precisavam aprender a dormir, a se prepararem-se para sair do corpo, a orar, não interessava a dificuldade do dia, a acalmar o coração, meditar, explicamos detalhadamente, trouxemos amigos que deram depoimentos, tudo… 

O grupo começou a revoltar-se, dizendo que era misticismo… Que não podiam aquilo, como ia fazer? E nós começamos a ver que aqueles que queríamos ajudar, não queriam deixar de dormir com as suas imagens doentias, para depois satisfazê-las.

Eles não queriam entender que ao dormir assistindo filmes, imagens, que insinuavam sexo e violências, eles se perturbavam porque não quiseram abrir mão disto, tivemos de suspender um trabalho que ia gerar excelentes frutos para eles e para o movimento espírita. Ah… Porque você conta isto: pois esta é a realidade de fundo, a base disto, filhos.

Espíritas não querem este tipo de fenômeno, porque isto exigiria que eles se moralizassem. Então, fazendo cara feia, se fantasiam de pessoas sérias, e dizem que não, isto é místico.

Na verdade, isto é o caminho do Cristo, pois quem quiser obter fenômenos elevados, assume compromisso com o Mestre em se moralizar.

E, infelizmente, muitos não querem. Mas, todos os vinculados à Nova Geração, trazem este compromisso no coração. E estes fenômenos, filhos, ajudarão vocês a quererem se moralizar mais.

Esta é a diferença entre o bom e o mau discípulo. O bom discípulo também é necessitado, mas ele diz: Senhor, que coisa maravilhosa! Vou me moralizar para viver isto com mais intensidade. O mau discípulo diz: que coisa maravilhosa, mas eu prefiro a minha inferioridade. Esta é a verdade da parábola do semeador.

Estamos felizes porque vemos que muitos e muitos já se decidiram de forma firme e no futuro breve, teremos milhares de fenômenos extraordinários e a luz do Cristo vai se fortalecer no coração de muitos espíritas.

Que vocês fiquem em paz,

Do amigo espiritual de sempre.

Categories: Nova Geração

1 thought on “Nova Geração 225 – Êxtase

  1. Concordo plenamente, acredito que o desdobramento (mais conhecido como “projeção astral”) seja o caminho natural do desenvolvimento. Tem o excelente livro “Iniciação Viagem Astral” de João Nunes Maia e Lancellin. Para quem tem a mente mais aberta recomendo procurar por Wagner Borges, pessoa mais lúcida que encontrei sobre o assunto.

    Namastê!

Deixe uma resposta para Lourenço Cancelar resposta