Nova Geração – 247 – Exorcismo

 Livro dos Espíritos
 Segunda Parte
 Capítulo IX - Intervenção dos Espíritos no Mundo Corporal 
 1. Penetração dos espíritos no nosso pensamento.
 2. Influência oculta dos espíritos nos nossos pensamentos e nas nossas ações.
 3. Possessos.
 4. Convulsionários.
 5. Afeição dos espíritos por certas pessoas.
 6. Anjos guardiães, espíritos protetores, familiares ou simpáticos.
 7. Pressentimento.
 8. Influência dos espíritos nos acontecimentos da vida.
 9. Ação dos espíritos nos fenômenos da Natureza.
 10. Os espíritos durante os combates.
 

 Perguntas do capítulo 459 a 557 


477. As fórmulas de exorcismo têm alguma eficácia sobre os maus espíritos?

“Não; quando estes espíritos veem alguém levar a coisa a sério, riem dele e se obstinam.”


Mensagem de encerramento

Queridas filhas e queridos filhos, que a paz do Cristo possa sempre encontrar espaço em nossos corações. 

O drama hoje de toda a área da saúde que lida com os conflitos emocionais é imenso, é preciso ter muito critério, muita atenção, tratar com muito carinho pessoas que vivem experiências de sofrimento, porque muitas e muitas vezes é muito frequente que os problemas estão conjugados, sim. Em muitas vezes. o desequilíbrio bioquímico do corpo associa-se a uma influência espiritual. 

Veja como isso envolve múltiplas áreas, não basta dizer: é isso ou aquilo, mas é preciso uma ação em conjunto. Precisaremos entender a necessidade de integrar os esforços para que a saúde do ser seja conquistada em um patamar novo. 

Não somos daqueles que têm postura contra: medicamento não pode ou postura fanática: medicamento resolve tudo. É preciso examinar cada caso e não há outra alternativa: é preciso observar dimensão espiritual, emocional e dimensão bioquímica do corpo para com uma compreensão desse conjunto, que é muito básico, mas já é um avanço para vocês, conseguirmos ter um tratamento adequado para cada um de vocês.

A medicina do futuro, não é isso, isso é o começo da medicina do futuro, pois há um outro componente que um dia será levado em consideração: a história espiritual daquele indivíduo, porque acredite, a interação dos medicamentos com corpo também é afetada pela história espiritual do indivíduo. Quando eu falo em história, digo a história dos últimos milênios pelo menos. Isto é muito interessante porque fazemos isto em nossos estudos, para vocês é impossível, hoje. 

As é importante que vocês entendam que ainda não começaram nada muito profundo, é que está na hora de pelo menos, abrir a cabeça de vocês para isso. Não ficar só com um tipo de tratamento, mas sempre se perguntar: como posso conjugar tudo isto? Como eu posso conjugar tratamento espiritual para determinado problema físico com medicamentos, com bioquímica… Falo em bioquímica, incluo também: planta, Homeopatia. Inclui tudo isto. Como conjugar tudo isso? Quando eu falo em bioquímico, falo também alimentação. Não é um comprimido, são compostos bioquímicos, tudo aquilo que altera a química do corpo.

Que conjunto maravilhoso o Espiritismo pode ajudar as mentes dos encarnados a formar. Médico espírita, se for espírita de verdade, tem obrigação disso, seja de que área for, porque pode estudar um pouco mais e não ser preguiçoso. Entender: eu sou ortopedista, mas posso sugerir alguns alimentos, posso indicar caminhos de equilíbrio espiritual. Qualquer religião séria, hábito de prece, e dizer isso: eu estudei e tal procedimento afeta a sua postura, a recuperação de ossos fraturados e explicar para a pessoa. Isto é contribuir para o mundo melhor, é não ficar na sua areazinha,  sentindo-se muito sábio, muito importante, simplesmente porque tão ignorante que não consegue nem compreender o tamanho da ignorância. 

Este esforço deve ser de cada um de nós. A cada dia buscar compreender melhor a interação espiritual, eu quero dizer uma coisa para vocês: isso vocês já deveria saber que a influência espiritual altera o comportamento de suas células corporais. Altera a produção de hormônios no corpo. Quantas pessoas têm um problema de produção de um hormônio ou de outro e é simplesmente fruto de obsessão. Mas não quer ver isto, não quer entender. Quantas vezes o desequilíbrio do corpo é por conta dos ambientes que você frequenta, porque determinados ambientes, sim, desequilibra o corpo. E aí vai ao médico, faz exame, e diz tem um problema de produção de tal substância desequilibrada, mas não tem a menor ideia que é por causa do ambiente que você frequenta.

 Como desenvolver se espíritas se quer entendem o que eu falo? Não entendem porque nas suas vidas, não se perguntam: o que será que poderia ter originado esse desequilíbrio: pensamentos? Ambientes que frequento? Determinados padrões de relação humana? Alimentação? Não se preocupa, espírita quando adoece e vai atrás de comprimido… E o comprimido cura e gera coisa pior, porque o resto negativo continua. 

Então filhos, tem que se dar esse trabalho, de pensar sobre a própria saúde como um conjunto. Quem pensa, quem medita sobre isto, desenvolve sensibilidade e nós podemos inspirar e de repente a pessoa começa a se dar conta… Ah, talvez haja uma relação entre a minha insônia e o meu tipo de lazer… O fato de todo o dia, no intervalo do trabalho, estar sempre criticando com tanto ódio a política, por exemplo… Eu acho que aquela experiência que eu alimento de raiva, gera um desequilíbrio que não me deixa dormir bem…

Muito difícil, vocês vão dizer. Não é filhos, porque se vocês aprenderem a conhecer o corpo, este tipo de coisas vem naturalmente. Tanto de vocês, quanto dos guias espirituais de vocês. 

Não é para ficar se culpando feito um besta, um bobo, não… É descobrir fontes de felicidade e saber quais são as fontes infectadas, os ambientes, as posturas que vocês buscam e adoecem sem ter a menor necessidade, porque a maior parte das doenças de vocês é por causa da de vocês atual. Vocês escolhem ambientar-se de forma doente no mundo e aí isto desequilibra o corpo e vocês acham que vão resolver com um dos comprimidos. Não vão! Vão piorar a situação, filhos. 

Portanto é preciso ver o conjunto, em uma situação necessária utiliza o comprimido, mas não se iluda, ele não vai te curar. Nunca ele vai te curar. E você diz: ah… fiquei bom. Ok! Se continuar na mesma fonte, vai aparecer algo muito pior, então quando surgir algo pior você diz: curei esta doença, apareceu aquela.. Não filho, é o teu corpo alertando de outra forma, já que você tapou a boca dele da forma que ele estava alertando antes. Antes ele gritava, você tapou a boca, agora ele bate o pé fazendo o mesmo sinal de outra forma. 

Acredito que vocês puderam entender isto e vão dizer: e o exorcismo, o que tem haver? O exorcismo não é afastar os maus espíritos e o que há de ruim em vocês? É isto, filhos. Exorcismo é afastar-se de tudo, todas as fontes de perturbação. Podemos dizer que o contrário de quem está possuído pelo mal é alguém que está são, saudável. O que é o santo? É o saudável. É o que não precisa de exorcismo, afastar o mal. Vocês precisam saber exorcizar o quê? Todas as suas fontes malignas que hoje vocês procuram. Saber isto é fundamental para que a vida seja melhor, filhos. 

Espero que tenham compreendido algo, que isto gera uma reflexão mais séria em todos e em particular àqueles ligados à saúde. 

Que vocês fiquem em paz, do amigo espiritual de sempre. 

Categories: Nova Geração

2 thoughts on “Nova Geração – 247 – Exorcismo

  1. Gostaria de saber sobre literatura disponível, sou médica e trabalho na uti. Vejo que há situações que medicina materialista não explica ou resolve. Gostaria de estudar mais o aspecto espiritual da minha profissão

    1. Oi Renata!

      Um bom começo é conhecer o trabalho do Dr.Roberto Lúcio Vieira de Souza que está disponível na internet.
      Ele indica muitos livros e pesquisas que relacionam compreensão espírita e a medicina.

O que você achou?