Nova Geração 278 – Pequenas misérias da vida

Livro dos Espíritos

530. Os espíritos levianos e zombeteiros não podem criar pequenos embaraços que venham a contrariar nossos projetos e desviar nossas previsões? Numa palavra, serão eles os autores do que vulgarmente chamamos as pequenas misérias da vida humana?

“Eles se comprazem nesses aborrecimentos que representam para vós provas, a fim de exercitar vossa paciência; cansam-se, porém, quando veem que não têm êxito. Todavia, não seria justo, nem certo, culpá-los por todas as vossas decepções, de que sois, vós mesmos, os primeiros artesãos, pela vossa irreflexão, pois, acredite que, se a tua louça se quebra, é muito mais por inabilidade tua, do que por culpa dos espíritos.”

a) Os espíritos que provocam contrariedades agem em consequência de uma animosidade pessoal ou atacam o primeiro que chega, sem-motivo determinado, unicamente por malícia?

“Por uma e outra coisa; algumas vezes são inimigos feitos durante esta vida ou numa outra, que vos perseguem; de outras vezes, não há motivos.”



Mensagem de encerramento

Queridos filhos, queridas filhas,

Cristo esteja conosco neste instante!

Vocês sabem o que caracteriza um espírito lúcido, superior? Uma mente ordenada, organizada. Não é uma mente aflita para organizar. Isto é outra coisa… É uma mente que naturalmente é ordeira.

A vida faz sentido, as memórias estão compostas sem furos, sem confusões. Sabe o que tem de fazer e sabe uma boa forma de fazer cada coisa que tem que fazer. Isto dá paz, filhos. Sabe o seu passado, conhece bem tudo do presente e tem uma noção clara do futuro. Entendam que estou dando vários exemplos do que significa uma mente verdadeiramente ordenada. Isto é muito importante entender.

Vocês precisam querer caminhar para isto. Sem violência, arrogância, prepotência. Mas cada um observar e ver em si o que pode ordenar um pouco mais… Isto é importante. O que eu posso tornar mais organizado? Horários, coisas que guardo, tarefas que assumo… 

Vejo espíritas entrando em uma correria maluca. Coitados! Nunca conseguem contribuir efetivamente para coisa nenhuma… Porque a palestra de improviso, a reunião mediúnica que não tem concentração… Quando conversa com o outro, não se preocupa em sentir a dor e entender a situação do outro… São meras tarefas… Quer dizer: ocupam-se de uma coisa, dão o nome de Espiritismo, para fugir de si mesmos…

O indivíduo, o ser que tem compromisso com a própria evolução, precisa elaborar uma ordem interna, por meio de pequenos hábitos de cada dia… Ir pouco a pouco observando e modificando cada coisa.

Ao entrar em qualquer atividade, permitir que a atividade entre nele de forma ordeira… Assim fazia Eurípedes em cada coisa. Trabalhou muito. Um dos que mais trabalhou na história do Espiritismo, mas cada atividade era organizada. Cada coisa no seu lugar. Horários obedecidos. Cada estudo tinha um plano, como começar, como desenvolver, aonde quero chegar…

Cada enfermo era observado em profundidade. Remédio fitoterápico, orientação espiritual, estudo, indicação de livros. Mente ordeira. Apesar de todo o tumulto externo, a ordem do trabalho foi mantida… Porque a ordem íntima dele era mantida. Tirava uma hora todo o dia, para reorganizar e reestruturar a própria mente.

 Não adianta só sair fazendo, fazendo, fazendo para isto temos máquinas! É necessário fazer dando o que você pode dar enquanto ser humano. Já pensaram nisto? Que a tua contribuição tem de ser humana. Senão, não precisa. Então qual a contribuição humana em cada tarefa? Vai conversar com espírito necessitado? Não é só repetir uma coisa, pois para isto tem equipamento. Se fosse apenas o espírito ouvir disto ou daquilo, colocava ele para assistir um filme, ouvir uma coisa. Mas se você está ali, tem de fazer algo mais, isto é válido. Nós fazemos! Mas não precisa de você para isto. Nós precisamos de um encarnado, conversando com o desencarnado, para que o encarnado possa dar a sua contribuição específica. Não para dizer: o Evangelho diz isto, isto, isto… Para isto eu coloco um filme!

Preciso do encarnado para que este possa dizer algo do ponto de vista dele… Uma troca humana… Uma reflexão de dois espíritos que estão em evolução! É um diálogo de espíritos inferiores tentando se ajudarem. É isto que eu quero de alguém que converse com o espírito em uma reunião que coordeno… Não quero que ele fique dando uma lição de moral, não preciso disto e ele não pode dar…

Mas ele pode agir como irmão. Dizer: “é meu irmão, a sua situação é muito difícil. A nossa aqui também é… São dores, né? a sua é esta e a minha é esta. Como faremos? Ah… também sinto raiva quando alguém faz isto comigo”. Ser honesto, ser uma troca de irmãos que estão tentando resolver questões parecidas…. É disto que eu preciso!

Ou você acha que eu pego espírito e direciono para se comunicar com o médium para ouvir o capítulo 37 do Evangelho? Leio para ele, tenho quem leia… Se fizer uma relação dentro desta relação humana, isto enriquece!

Não só para dizer: Jesus estava e contou isto… Não preciso disto, e isto é importante entender. E está ligada a mente ordenada e entender: qual o meu papel aqui. O que de fato posso colaborar? O que de fato posso acrescentar nesta tarefa específica de forma adequada? Tudo isto mente ordenada faz ou quem quer ter uma mente ordenada se esforça por fazer.

Esta é uma reflexão muito importante. Avaliar-se, avaliar o que está fazendo. Estou fazendo a melhor coisa, como fazer aqui? Lavo a louça da melhor maneira, limpo o chão, organizo a mesa de trabalho da melhor maneira? Buscar esta consciência, perguntando-se: qual a minha contribuição para cada tarefa? Se isto fosse feito, movimento espírita seria outro.

Se cada tarefa que vocês participam fosse feita reflexão muito séria, individual e coletiva, e claro, dialogando com o responsável, um conjunto. Vocês elevariam a atividade, seja qual for, a um patamar muito além do que está hoje, porque não seria uma coisa automática, de qualquer jeito, em que espíritos zombeteiros têm muito acesso. Porque ali, não se predomina uma ordem superior. Claro que falo de forma geral.

A grande maioria, posso dizer, mais de 90% ou quase 95%, está em uma situação que necessita isto com urgência. Então peço que vocês pensem em como fazer isto, primeiro na vida de vocês, para que possam levar isto de forma natural e verdadeira para atividade espírita. 

Cristo está conosco, mas a nossa desordem não permite que ele nos ajude tanto quanto ele quer.

O Cristo, filhos, não exige nada de vocês! Mas se vocês abrirem um pouco mais as mentes e corações, ele poderá ajudar de forma extraordinária tudo o que vocês fazem.

 Um abraço,

Do amigo espiritual de sempre. 


                        Livro dos Espíritos 
                          Segunda Parte 
Capítulo IX Intervenção dos Espíritos no Mundo Corporal
                                 -
1. Penetração dos espíritos no nosso pensamento.
2. Influência oculta dos espíritos nos nossos pensamentos e nas nossas ações.
3. Possessos.
4. Convulsionários.
5. Afeição dos espíritos por certas pessoas.
6.Anjos guardiães, espíritos protetores, familiares ou simpáticos.
7. Pressentimento.
8. Influência dos espíritos nos acontecimentos da vida.
9. Ação dos espíritos nos fenômenos da Natureza.
10. Os espíritos durante os combates.
             
                 Perguntas do capítulo 459 a 557
Categories: Nova Geração

O que você achou?