Nova Geração 279 – Inimigos: desta, de outra vida e sem motivo

Livro dos Espíritos

531. A malquerença dos seres que nos fizeram mal na Terra extingue-se com a vida corporal deles?

“Reconhecem, com frequência, sua injustiça e o mal que fizeram; mas, frequentemente, também, vos perseguem com sua animosidade, se Deus o permitir, para continuar a vos experimentar.”

a) Pode-se pôr um fim a isso? E através de que meio?

“Sim, pode-se orar por eles e, retribuindo-lhes o mal com o bem, eles acabam por compreender seus enganos; de resto, se se souber pôr-se acima de suas maquinações, eles param, vendo que nada ganham com isso.”

A experiência prova que alguns espíritos prosseguem na sua vingança; de uma existência a outra, e que, assim, se expiam, cedo ou tarde, os erros que tiverem sido cometidos para com alguém.



Mensagem de encerramento

Queridos filhos, queridas filhas!

Observem que o Cristo sempre valorizou as pequenas coisas. Apenas espíritos muito burros têm estes planos malucos de salvar a humanidade com grandes coisas… 

Espíritos minimamente inteligentes sabem que a vida não se transforma assim, por isto valorizam o pouco. Tantos exemplos podemos citar.

Quando o Cristo fala da coisa mais importante do universo: conquistar o Reino de Deus. Ele fala de uma pequeníssima semente de mostarda. Não é interessante? Ele não disse que o Reino de Deus é semelhante ao Império Romano que domina o mundo. Não. O Reino de Deus é semelhante ao grande Templo de Jerusalém? Não!

O Cristo disse: o Reino de Deus é semelhante a uma pequeníssima semente, menor de todas. Olhem que interessante! Olhem que bonito!

Quando o Cristo fala da parábola dos talentos, vai dizer o quê? Quem foi fiel no pouco será no muito! Quem foi infiel no pouco, será no muito… Consegue observar isto? Então, não pensa assim: ah… Vou ter uma mente extraordinariamente ordeira, iluminadíssima. Porque isto é fantasia!

Pensa assim: como posso, passo a passo, organizar a minha vida? Quando chego em casa, onde coloco as coisas, minhas, de estudo e de trabalho? Esta atitude traz ordem ou desordem? Coisas simples… Pequenas coisas. Pequenas coisas, filho…

Ter muito cuidado com as pequenas mentiras que cada um conta para si. Ah… Estou fazendo isto para fazer o bem. É verdade? É mentira? É verdade em parte? Se pergunta filho, seja honesto consigo mesmo. Ah… Estou fazendo isto para ajudar na atividade, mas também sinto uma necessidade de aplauso.

Só o fato de ser honesto já melhora a sua mente, já faz você organizar as coisas porque a vida na Terra é isto. Tudo que vocês fazem, como espíritos da Terra é parte bondade e parte maldade, filhos.

Ninguém é tão puro assim, sempre tem um pouco e Deus não condena isto pois ele ama vocês. E quer que passo a passo a parte da bondade vá se fortalecendo. 

Não há este indivíduo que chega todo puro e edificado, com ato dignificado. Não existe isto, filhos, não entre vocês. Não é a realidade de vocês, melhor ser sincero consigo mesmo, pois isto traz verdadeira humildade.

Quando vocês esquecem que tem também um pouco ou um muito de atraso espiritual, vocês se tornam falsos. Isto é muito ruim! 

O que caracteriza um espírito honesto? É quando ele reconhece os seus limites, filhos.

Se espírito se comunica com vocês e sabe tudo, é um mentiroso! Se nunca tem limite, é um mentiroso! Todos nós temos limites de conhecimento e todos nós temos limites de bondade. Claro que sim!

Existem situações que observo: não tenho bondade suficiente para lidar com elas… Peço socorro ou vou fazer aquilo buscando uma sintonia e uma direção superior, porque por mim não dou conta.

O Importante é reconhecer isto! Tudo isto são fatores que vão mostrar-se na hora que vier o resultado. Então a consciência de tudo isto é totalmente indispensável. 

Vocês, portanto, precisam fazer o seguinte, filho: ao fazer uma atividade em nome do Cristo, de forma íntima, entrega o trabalho ao Mestre. Dizendo, Senhor: eis o que posso fazer. Ajude-me para que o que há de bom e belo se sobressaia nesta atividade, e que a parte que há em mim de inferioridade não estrague a obra.

Com esta prece, vocês realizarão muito, mesmo sendo espíritos inferiores, porque acima disto, vocês são filhos de Deus. E há uma força maior do que qualquer inferioridade dentro de vocês, que significa o amor Divino.

Sintonize com ele, pedindo ajuda, permitindo que ele lhe transforme e você um dia será luz. Até lá, a caminhada austera e honesta dos discípulos de Kardec, para que um dia celebremos a sua vitória. 

Muita paz,

Do amigo espiritual de sempre. 


                       Livro dos Espíritos 
                          Segunda Parte 
     Capítulo IX Intervenção dos Espíritos no Mundo Corporal
                                 -
1. Penetração dos espíritos no nosso pensamento.
2. Influência oculta dos espíritos nos nossos pensamentos e nas nossas ações.
3. Possessos.
4. Convulsionários.
5. Afeição dos espíritos por certas pessoas.
6.Anjos guardiães, espíritos protetores, familiares ou simpáticos.
7. Pressentimento.
8. Influência dos espíritos nos acontecimentos da vida.
9. Ação dos espíritos nos fenômenos da Natureza.
10. Os espíritos durante os combates.
             
                 Perguntas do capítulo 459 a 557
Categories: Nova Geração

O que você achou?