Nova Geração Apocalipse 7 -Congregação de Sardes

Sardes é a quinta das sete congregações citadas no Apocalipse. Nesse estudo, abordaremos os temas de vida e morte espiritual e como é possível gerar o renascimento interior apesar de uma parte nossa estar morta.

Sardes

é a quinta das sete congregações citadas no Apocalipse.  

Ouça o Nova Geração – Apocalipse – 7 – Congregação de Sardes

Apocalipse, capítulo 3

1. “E ao anjo da congregação de Sardes escreve:
Essas coisas diz aquele que tem os sete espíritos de Deus e as sete estrelas: ‘Conheço as tuas obras [e sei] que tens nome [e sei] que vives — e [porém] estás morto. 2. Torna-te vigilante e fortalece as restantes coisas que estavam prestes a morrer, pois não encontrei as tuas obras completadas diante do meu Deus. 3. Recorda, portanto, como recebeste e ouviste e guarda [as minhas recomendações] e arrepende-te. Se não te mantiveres vigilante, virei como um ladrão, sem que saibas qual a hora [em que] virei encontrar contigo. 4. Mas tens poucos nomes em Sardes que não conspurcaram as suas vestes; e caminharão comigo [envoltos] em [vestes] brancas, porque são dignos.
5. O vencedor, assim, estará envolto em vestes brancas e não limparei o nome dele do livro da vida e confessarei o nome dele diante do meu pai e diante dos anjos d’Ele. 6 Quem tem ouvido que ouça aquilo que o espírito diz às congregações’.”

Bíblia – Novo Testamento, vol. II: Apóstolos, Epístolas, Apocalipse. Tradutor: Frederico Lourenço

As sete comunidades a que se refere o Apocalipse localizam-se na Ásia menor (hoje, Turquia) e são próximas umas das outras.
A ilha de Patmos, onde se acredita que o apóstolo João recebeu a revelação.

Diálogo Mediúnico​

Queridos filhos, queridas filhas, que o Cristo, amigo sincero, de um carinho extremo por cada um de vocês, nos auxilie nesse instante de reflexões tão delicadas, tão nobres e tão importantes. Que Ele nos inspire para que possamos contribuir com cada um de vocês, consolando, amparando e ampliando a vossa compreensão da grandeza do Cristo e de como Ele pode amparar cada um de vocês. 

Podemos iniciar. 

Muito obrigada pela sua presença hoje. A nossa pergunta do estudo é: na atualidade, sobre o que devemos estar mais vigilantes para não nos distanciarmos do Cristo?

Uma pergunta que exige muita reflexão. Uma longuíssima reflexão. Tentaremos agora resumir um pouco para ajudar vocês nessa caminhada. Nós não estamos aqui para mandar em ninguém. Nós não estamos aqui para nos metermos em vida, em coisa A ou B. Nós queremos apenas ajudar. Para que vocês encontrem e sigam o caminho do bem. 

Não há uma resposta simples a essa pergunta. Porque, como aqui foi dito, todos na Terra têm partes que estão mortas, embaraçadas, enegrecidas. Vamos trabalhar esses símbolos que vocês falaram: morte e a cor branca. 

Ora, é preciso que tudo em vocês seja luz e cada coisa é uma luz de cor diferente. Enquanto tenha uma dimensão morta, vocês não estarão na harmonia. Então, pergunta, o que mais pode distanciar do Cristo? Eu não diria a parte morta, o que distancia do Cristo é você não cultivar a parte viva. 

Por exemplo: se para você o que faz você se conectar ao Cristo de forma mais profunda é cuidar de criança, então afastar-se das crianças é o teu maior perigo. Entende? É porque é ali que tá a tua parte viva que vai florescer, e vai transbordar e vai impulsionar vida para todo o resto. 

Às vezes, espírita tem compreensão errada. Diz assim: não vou participar desse trabalho porque tenho que cuidar do meu casamento, olha que estúpido. Tá tendo problema no casamento, é uma parte que está morrendo. Que tem que fazer? Afundar no que morrendo? Não. Buscar vida e alterar a parte que tá morrendo com a vida! Então, se afasta e tudo piora… Claro, porque você trocou vida por morte. Acho que dá para entender isso. 

Ah, o que me faz sentir bem é o trabalho do magnetismo. Saiu vivo, saiu disposto, ganha uma semana de ânimo. Então, o que você não pode largar é isso. Porque isso vai dar estímulo para que outras partes tuas que estão mortas possam pouco a pouco ter vida. Mas aqui está o ponto mais delicado que eu peço que vocês atentem: não é qualquer atividade, tem que ter vida. Não interessa se tem nome espírita, tem que ter vida em vocês.

Ah, participo de trabalho voluntário em hospital, lá ninguém é espírita, ninguém, nem faz prece no começo. Mas, se isso te traz vida, faz isso! É tua vida! É ali que o Cristo vai ter o acesso melhor ao teu coração e dali você pode irrigar com vida todas as outras partes. E você precisa, além disso, ter consciência, estar atento, vigilante e pensar no exemplo que tô dando, pode ser milhares de outros, tá certo?

Ah, eu preciso levar para o meu casamento um pouco dessa alegria que eu tenho com as crianças. Como fazer? Vocês não entenderam que estar vigilante é estar atento, é estar refletindo sobre isso. Estou vigilante em relação à morte que está acontecendo em meu casamento, estou refletindo, estou olhando, estou pensando, e, ao mesmo tempo, eu sei que extraio muita vida de meu trabalho com criança. Como levar esta vida para meu casamento? Como meu casamento poderia se parecer mais com essa atividade? Observa, não é uma coisa simplória, apesar de não ser difícil. Mas é pensar dia a dia: como eu posso levar essa energia, como eu posso levar este modelo, o que meu casamento precisaria ter para gerar um pouco de vida? Isso serve para tudo, filhos. 

Entendamos o seguinte: todos podemos ser salvos, todos podemos nos arrepender, todos podemos hoje, agora, em silêncio ou em voz alta, fazer uma prece e dizer: Senhor, existem partes mortas em mim, eu me arrependo, falta isso, isso, isso, para que minha obra esteja completa diante de Deus, socorre-me, ajuda-me, traz vida para mim. 

O Senhor atenderá, filhos.

Muita paz, 

Do amigo espiritual de sempre.

 

Ruínas de Sardes

Ginásio da cidade de Sardes


Conceitos

Sete candelabros

O candelabro é o símbolo das comunidades cristãs, grupos no mundo material que tem a função de sustentar e propagar a luz. O número sete significa totalidade. Nesse contexto, a totalidade dos grupos cristão no mundo.

Árvore da vida

A árvore é um dos símbolos mais ricos e complexos que existem. É integração entre as profundezas da terra, a superfície e o ar. Árvore da Vida é a origem e fonte nutridora de toda a vida material e espiritual.

Sete estrelas

As estrelas representam os anjos ligados as igreja. O número sete significa totalidade. Nesse contexto, significa o conjunto dos anjos - espíritos orientadores - responsáveis por todas as comunidades cristãs.

Morte espiritual

A morte espiritual é perda dos bens que resultam do adiantamento moral, perda figurada pela sua expulsão do jardim de delícias. A segunda morte é a perda representada pela expulsão do mundo de regeneração.

LIVRO DOS ESPÍRITOS

Objetivo da encarnação

      132. Qual é o objetivo da encarnação dos espíritos?

“Deus impõe-lhes a encarnação com o objetivo de fazê-los chegar à perfeição: para uns, é uma expiação; para outros, é uma missão. Porém, para chegar a essa perfeição, devem suportar todas as vicissitudes da existência corporal: nisto é que está a expiação. A encarnação tem também um outro objetivo, que é o de colocar o espírito em condições de suportar sua parte na obra da criação; é para executá-la que, em cada mundo, ele toma um instrumento em harmonia com a matéria essencial desse mundo para aí executar, daquele ponto de vista, as ordens de Deus; de tal forma que, concorrendo para a obra geral, ele próprio se adianta.”

A ação dos seres corporais é necessária à marcha do Universo; Deus, porém, na sua sabedoria, quis que, nessa mesma ação, eles encontrassem um meio de progredir e de se aproximar dele. É assim que, por uma admirável lei de sua providência, tudo se encadeia, tudo é solidário na Natureza.

Ruínas históricas das cidades citadas no Apocalipse
Previous
Next

O que você achou?