Nova Geração 294 – Pactos Malignos

Segunda Parte – Mundo Espírita ou Dos Espíritos 

Previous
Next

Livro dos Espíritos

Segunda Parte – Mundo Espírita ou Dos Espíritos 

Capítulo IX – Intervenção dos Espíritos no Mundo Corporal

Item 11 –  Pactos 

Questão 549

Livros
Dos
Espíritos

549. Haverá algo de verdadeiro nos pactos com os Espíritos maus?
“Não, não há pactos, mas naturezas más que simpatizam com os Espíritos maus. Por exemplo: queres atormentar o teu vizinho e não sabes como fazê-lo. Apelas, então, a Espíritos inferiores que, como tu, só querem o mal e que, para te ajudar, exigem que também os sirvas em seus maus propósitos; isto não significa que teu vizinho não possa livrar-se deles, por uma conjuração contrária ou pela própria vontade. Aquele que deseja praticar uma ação má chama os Espíritos maus, a fim de que o auxiliem nessa decisão, mas aos quais, por sua vez, fica obrigado a servir, já que esses Espíritos também precisam dele para o mal que queiram fazer. É somente nisto que consiste o pacto.”
A dependência em que o homem se acha, algumas vezes, em relação aos Espíritos inferiores provém de sua entrega aos maus pensamentos que estes lhe sugerem, e não de quaisquer acordos feitos entre eles. O pacto, no sentido vulgar do termo, é uma alegoria que simboliza uma natureza má simpatizando com Espíritos malfazejos.

Mensagem de encerramento

Queridos filhos e filhas, 

Que o Cristo nos ajude a compreender tantas dimensões profundas que Allan Kardec, os espíritos da codificação, nos revelam aqui com esta questão aparentemente simples.
Fala-se da profundidade, da grandeza e da imensa responsabilidade que o ser humano tem ao se relacionar com os outros seres humanos. Não existe relações insignificantes, incólumes, neutras, jamais filhos. Jamais. Mas existem relações de extremo valor, de extrema importância, que nos tocam profundamente, seja como um impulso de arrastamento para o mal, seja como um impulso de ascensão espiritual. 

Quem de vocês nunca encontrou pessoa que você sente: que estranho, fulano tem um poder de me atrair, de me induzir a coisas que não são boas. É algo que necessito lutar conscientemente para não cair… Quem de vocês nunca encontrou pessoas e amigos espirituais e se dão conta: que interessante, quando me associo a este grupo, parece que brota de mim coisas boas, equilibradas, saudáveis e belas. Aí está o verdadeiro livre arbítrio, filhos e filhas. 

Escolher, conhecer-se a si mesmo e entender o impacto que pessoas têm sobre vocês, e decidir: vou buscar mais o tipo de influência A ou vou buscar mais o tipo de influência B. Isto é fundamental, pois não adianta dizer: sou espírita. Isto não vale nada, diante do universo! O que valerá é isto: a sua sintonia com o bem ou com o mal. 

Agora explico para vocês, um aspecto do Apocalipse, das profecias do Cristo, que diz: nos finais dos tempos, haverá apenas bons e maus. Que coisa curiosa, não acham? Ele não diz: no final dos tempos haverá cristãos e não cristãos, haverá isto ou aquilo. Haverá oriente e ocidente… No final dos tempos haverá… Não! A divisão é feita entre bons e maus, justos e injustos. Porquê? Porque haverá um grupo que sintonizará entre si e com o mais Alto. Os bons, os justos, não interessa a religião deles… E haverá o grupo que sintonizará com os maus, não interessando que eles se digam espíritas, ou isto ou aquilo…. Porquê? Porque os sentimentos irão criar esta realidade magnética e os bons estarão associados uns com os outros e se alimentarão magneticamente. 

Por isto, filhos, a importância de vocês decidirem a cada dia, a quem vocês estão se associando magneticamente, porque muitos espíritas estão se associando com o mal. Permitem-se vínculos infelizes, embora na boca saiam as palavras: Cristo, Caridade, Allan Kardec. Nada vale, ou melhor: isto será um motivo a mais de condenação.

O Espiritismo é claro e inquestionável ao afirmar que todo o sentimento evoca, todo o sentimento gera um pacto espiritual. E a soma dos teus dias dará o resultado do teu verdadeiro pacto espiritual. 

Mas quero alertar a algo para concluir esta reflexão: não se iludam que aqueles que hoje estão fazendo pactos com os maus espíritos, do vício, da intriga, da calúnia, se vocês não mudarem urgentemente, não terão tempo, não pensem que há um ano antes de desencarnar vou ficar chorando e me arrependendo. Não dará tempo, filhos! Porque estamos em um período de decisão, energias muito poderosas descem do alto, mas energias inferiores envolvem também a Terra. 

Imaginem como duas correntes poderosíssimas e quem mergulhar na corrente do mal será arrastado, e não será um ano ou uns meses que irá resolver, porque chega a um ponto que apenas séculos permitirão o espírito se desembaraçar de tantos vínculos infelizes.
Portanto, filhos, orem todos os dias, criem um pacto com os seus anjos guardiões, com os bons espíritos. Criem vínculos profundos com os verdadeiros seguidores de Kardec, que hoje espalhados poderão pouco a pouco unirem-se por meio da internet, por meio de correspondência eletrônica e por meio de encontros espirituais. Estamos, sim, providenciando tudo isto, a quem queira participar conosco de trabalhos sérios e ativos. Saiba que tudo será possível, porque agimos em nome de Deus. 

Paz, 

Do amigo espiritual de sempre.

Outros Programas

Nova Geração Apocalipse – O Sétimo Selo: Quinta Trombeta

Sétimo Selo, capítulo 9 <a href=”https://grupomarcos.com.br/wp-content/uploads/2021/04/NG-AP-CAP-9.mp3&#8243; target=”_blank” role=”button” rel=”noopener”> Baixe o áudio </a> <img width=”750″ height=”750″ src=”https://grupomarcos.com.br/wp-content/uploads/2021/04/NG-AP-14-768×768.png&#8221; alt=”” loading=”lazy” srcset=”https://i2.wp.com/grupomarcos.com.br/wp-content/uploads/2021/04/NG-AP-14.png?resize=768%2C768&ssl=1

Categories: Nova Geração

O que você achou?