Nova Geração Apocalipse 10 – Templo de Deus

Nova Geração Apocalipse 10 – Templo de Deus

Apocalipse, capítulo 5

 1 E vi, na mão direita do Sentado no trono, um livro escrito por dentro e por fora, selado com sete selos. 2 E vi um anjo forte, anunciando em voz alta:“Quem é digno de abrir o livro e soltar os seus selos?”. 3 E ninguém conseguiu — no céu, nem na terra nem debaixo da terra — abrir o livro nem mirá-lo. 4 E eu chorava muito, porque ninguém foiencontrado digno de abrir o livro ou de o mirar. 5
E um dos anciãos diz-me: “Não chores, eis que o leão da tribo de Judá, a raiz de Davi, venceu para abrir o livro e os seus sete selos”.
6 E vino meio do trono e das quatro criaturas e dos anciãos um Cordeiro de pé, como que degolado, com sete chifres e sete olhos,
os quais são sete espíritos de Deus enviados para toda a terra.
7 E veio e tirou [o livro] da mão direita d’Aquele que estava sentado no trono.
8 E quando tirou o livro, as quatro criaturas vivas e os vinte e quatro anciãos caíram diante do Cordeiro, tendo cada um deles uma
cítara e taças douradas cheias de incensos, as quais são as orações dos santos,
9 e cantam um cântico novo, dizendo:
“Digno és de tomar o livro e de abrir os seus selos,
Porque foste degolado e compraste para Deus no teu sangue
A partir de toda a tribo e língua e povo e nação;
10 E fizeste-os, para o nosso Deus, reino e sacerdotes;
E eles reinarão sobre a terra.”
11 E vie ouvi[a] voz de muitos anjos em círculo [em volta] do trono e das criaturas vivas e dos anciãos;e era o número deles miríades de miríades e milhares e milhares, 12 dizendo em voz alta:
“Digno é o Cordeiro degolado de tomar

O poder e riqueza e sabedoria
E força e honra e glória e bênção.”
13 E ouvitoda a criatura que [está] no céu e sobre a terra e debaixo da terra e por cima do mar e todas as coisas neles, dizendo:
“Àquele que [está sentado] no trono e ao Cordeiro
A bênção e a honra e a glória e o domínio
Pelos séculos dos séculos.”
14 E as quatro criaturas vivas diziam:“Amém”. E os anciãos caíram e prostraram-se.

Bíblia – Novo Testamento, vol. II: Apóstolos, Epístolas, Apocalipse. Tradutor: Frederico Lourenço

Diálogo mediúnico

Queridos filhos, queridas filhas, 

Que o Cristo nos auxilie sempre a compreender a importância das revelações que o apóstolo maravilhoso nos traz para que não sejamos aqueles servos irresponsáveis, virgens loucas, que não se preparam para a chegada do Senhor da vinha.

Podemos iniciar.

Muito obrigada pela sua presença hoje. A nossa pergunta é: qual a importância de entendermos os símbolos do Apocalipse?

Os símbolos, não só do Apocalipse, mas de todo o Novo Testamento, foi a linguagem escolhida pelo Mestre para se comunicar à humanidade. Espíritas tolos pensam: Ah, veio Kardec e explicou tudo, não preciso mais disso. Meus filhos, não caiam nesta pasmaceira. Isto é argumento de pessoas irresponsáveis que resolveram não estudar e, ainda assim, falar sobre Espiritismo. 

O papel de Kardec é explicar os símbolos, não para que vocês não precisem deles, mas para que vocês aprendam mais, ainda mais com os símbolos. Vocês não devem ter a infantilidade de pensar que símbolo é coisa de comunicação atrasada. Jamais alguém inteligente, estudioso dirá uma tolice dessa. 

Todo o saber mais profundo é transmitido em símbolo. A ciência verdadeira é um conjunto de símbolo. Ou você acha que quando se desenha num quadro, um quadro negro, uma molécula você está vendo a molécula? Tudo são símbolos. Se vocês não têm capacidade de entender o mundo material sem símbolo, como espíritas, quase enlouquecidos, dizem que vão entender Espiritismo sem símbolo? Mundo espiritual sem símbolo? Não dá para aceitar isso, filhos. Isso é de uma incompreensão que nos daria só piedade, mas também nos obriga a alertar de forma firme. Porque, se temos piedade desses amigos estúpidos que falam tanta besteira, temos também obrigação de alertar vocês para que vocês não caiam na mesma pasmaceira. 

Pede para esses ditos sábios espíritas explicar, dizer, se Espiritismo não lida com símbolo, por que Espiritismo tem esse privilégio? Como consegue explicar coisas sem símbolo? E o que é isso aqui em Livro dos Espíritos, para pegar exemplos que vocês usaram, de falar que o espírito é como uma chama? Não é possível compreender coisas profundas sem a utilização de símbolo. 

Apenas muito depois vocês poderão ver o Espírito. Não falo perispírito, falo Espírito. Até lá, como faz? É melhor usar um símbolo ou não dizer nada? Portanto, todo o ensino do Cristo e todo aquilo que é continuação de seu servo, Allan Kardec, vai sempre explicar o símbolo, aprofundar o símbolo e apresentar novos símbolos. Ou alguém acha que foi possível explicar tudo o que era Deus? Quando Kardec usa o nome perispírito dizendo que usou de perisperma para falar como que algo que fica entre a casca de um fruto e uma semente, o que é isso, espíritas que querem ser tolos? Ele tá dizendo que o perispírito é uma polpa de fruta? que espírito desencarna e se alimenta comendo o perispírito que tem sabor de maçã? Não, filho, isso é símbolo. 

O Espírito não é uma fruta. Não é uma maçã, não é uma tangerina. Se vocês não entenderem símbolo vão achar que é isso. É apenas uma linguagem que utiliza símbolos para vocês entenderem melhor. Não tem como falar se não for assim.

Então, respondendo diretamente à pergunta: quem não entender os símbolos do Evangelho não entenderá o Evangelho. Quem não entender símbolos do Apocalipse não entenderá Apocalipse. Quem não entender os símbolos do Senhor Allan Kardec não entenderá o que disse este amigo do coração. É isto. 

Quem não entende tal língua não vai entender o que a pessoa falar nessa língua. Por isso nós alertamos aqui: se vocês não quiserem entender os símbolos do Apocalipse terão muita dificuldade em saber agir no momento atual, porque estamos numa fase extremamente delicada do Apocalipse. 

Esse estudo que nós patrocinamos é muito importante para vocês, porque vocês precisam saber como agir. Não pensem que a orientação para as congregações foi apenas no começo do Apocalipse. Não, filhos. 

Todo o livro da Revelação são as orientações que vocês precisam ter para não caírem, para não ficarem do lado do mal, para não se vincularem a essas figuras monstruosas que nós explicaremos para vocês. 

E nós mostraremos qual a relação dos alertas do Cristo com o vínculo que vocês podem ter ou não com o anticristo, com a grande meretriz, com a besta de muitas cabeças e chifres, com o falso profeta apontado por João. 

Essa relação terá que ser feita, porque nós não estamos aqui fazendo estudo erudito. Estamos aqui ensinando vocês a entender o que está acontecendo com a vida de vocês pra que vocês tenham consciência e grande chance de atravessar os momentos apocalípticos que estão vivendo e conseguir, com muita firmeza, tornar-se um aliado do Cordeiro de Deus. 

Vamos pensar sempre assim, aqui nosso estudo visa explicar a vocês o que vocês estão vivendo, o que está acontecendo, para que vocês escolham tudo com conhecimento de causa.

Hoje, estudo importantíssimo. Existe um centro luminoso que controla tudo na Terra. Existe seres belíssimos de sabedoria incalculável que estão vendo tudo que você tá fazendo. Que acompanham tudo, filho. Acompanham a política, a economia, os costumes, os filmes, os livros, as conversas, os planos do bem, os planos do mal. Acompanham tudo. São olhos que estão em asas. O que isso significa? Significa que eles podem pairar sobre tudo e ver tudo que está acontecendo em todas as dimensões da vida, do que acontece dentro do corpo do indivíduo às reuniões que definem as coisas na Terra.

Filhos, se vocês entenderam isso, que desse centro luminoso que acompanha tudo, será o centro de gestão, será o centro de decisões do que vocês vivem hoje. São esses os Espíritos apresentados por João que hoje tomam todas as decisões que em breve irá mudar definitivamente para sempre a sociedade terrena. 

Pensem sobre isso, meditem, que imagem bela e poderosa: um mar de espíritos luminosos vai ser ordenado pelo Criador do universo e irá mudar o mundo.

Paz,

Do amigo espiritual de sempre.

LIVRO DOS ESPÍRTOS

              Forma e ubiquidade dos Espírito

88. Os espíritos têm uma forma determinada, limitada e constante?
“Aos vossos olhos, não; aos nossos, sim; são, se quiserdes, uma chama, um clarão ou uma centelha etérea.”
a) Esta chama ou centelha tem uma cor qualquer?
“Para vós, ela varia do opaco ao brilho do rubi, conforme o espírito seja mais ou menos puro.”
Comumente, representam-se os gênios com uma chama ou uma estrela na fronte; é uma alegoria que lembra a natureza essencial dos espíritos. É colocada no topo da cabeça, porque aí está a sede da inteligência.

O que você achou?