Nova Geração 299 – Fórmulas Mágicas

Previous
Next

Livro dos Espíritos

Segunda Parte – Mundo Espírita ou Dos Espíritos 

Capítulo IX – Intervenção dos Espíritos no Mundo Corporal

Item 12 – Poder oculto, Talismãs, Feiticeiros 

Questão 553

Livros
Dos
Espíritos

553. Qual pode ser o efeito das fórmulas e práticas com o auxílio das quais certas pessoas pretendem dispor da vontade dos espíritos?
“Esse efeito é o de torná-las ridículas, se têm boa-fé; no caso contrário, são malandros que merecem um castigo. Todas as fórmulas são charlatanice; não há palavra sacramental alguma, nenhum sinal cabalístico, nenhum talismã que tenha qualquer ação sobre os espíritos, pois estes só são atraídos pelo pensamento e não pelas coisas materiais.”
a) Certos espíritos não têm, eles próprios, ditado fórmulas cabalísticas, algumas vezes?
“Sim, tendes espíritos que vos indicam sinais, palavras estranhas ou que vos prescrevem certos atos, com o auxílio dos quais fazeis o que chamais conjuros; mas, ficai bem certos de que são espíritos que zombam de vós e abusam da vossa credulidade.”

Mensagem de encerramento

Filhos e Filhas queridos,

Que o Cristo, este amigo tranquilo, compreensivo, nos envolva a todos! Vamos falar hoje de assunto muito curioso: das fórmulas mágicas dos espíritas. Quantas fórmulas mágicas vocês têm, meus filhos. 

E nós ficamos aqui observando e nos perguntando: quando vão entender Allan Kardec, porque muitos acham: nós não temos fórmulas mágicas. Sim! Vocês têm muito mais fórmulas mágicas do que muitos dos que têm de forma ostensiva.

Filhos, enquanto vocês não entenderem que tudo se define dentro de vocês, em suas emoções e em seus pensamentos, e isto é exteriorizado, criando realidade ao redor, vocês estarão presos às fórmulas mágicas. E isto não só em centro espírita. Centro Espírita, já foi dito aqui em exemplos. 

Vou dizer outros: aqueles que acreditam que porque estão indo cumprir obrigações sociais e nada de mau vai lhe acontecer. Estão fazendo o quê? Práticas mágicas! Atos e gestos que vão preservar do sofrimento. Isto é também fazer a mesma coisa que aqui está sendo exposto.

Vou cumprir tudo direitinho e não vou sofrer! Tolice! Isto é uma atitude mágica, infantil, imaginária, porque na Terra vieram para passar por provações. Claro, vocês podem agravar, piorar, mas não vão se preservar cem porcento, porque o Espírito que pode e quer se preservar cem porcento, sabe o que faz, filho? Muito fácil, não reencarna!

Ora, outro dia estava conversando com espírito em um estudo. Era uma senhora, e dizia que iria reencarnar para ajudar e tal e tal, e ser enfermeira. E me pedia conselhos… Disse que não queria passar por nenhuma grande angústia, provação, porque queira se dedicar ao bem! Eu disse: olha, entendo que você queira se dedicar ao bem. Mas se você não quer passar por nenhuma grande angústia, provação, é muito fácil: não vai para a Terra! Fica trabalhando em plano espiritual e ainda assim não consegue. e expliquei algo mais importante, penso eu. Filhos, são as grandes angústias, provações, que vão preparar vocês para fazer o bem! Fazer o bem não é construir uma casa de tijolo, pensando em outra coisa. Fazer o bem porque isto seria uma prática mágica, um ato meramente externo. Fazer o bem, significa doar de si as próprias vibrações. Não interessa se por meio de uma caneta que assina um cheque, não interessa se por meio de um sorriso, de uma mão que estende a mão para dar mil reais para outro. Não interessa! O que interessa é a vibração que aquilo encarrega. Espíritas não entendem isto, e aqui falo de algo mais grave de tudo: os espíritas estão transformando o ato de ajudar materialmente, em uma prática mágica! Isto ocorre, não tem como esconder! Não há como não ver! 

Espírito chega, não se prepara emocionalmente, não ama ninguém e doando um cobertor, pronto! Ele acha que aquela prática mágica vai resolver a vida dele toda, ele não deve ter problema com vizinho, família, adoecer, porque, afinal de contas, fez a prática mágica de estender a mão e dar um copo de sopa para alguém. Isto vale muito, se você fizer isto amando! Se você fizer isto: vibrando! Senão é um mero ato externo, que pode até ser negativo.

Porque se você doa alguma coisa para alguém, com ódio, dizendo: ah… este desgraçado tem de sofrer mesmo, você está fazendo o mal. Isto não é o caminho espírita, isto não é caridade verdadeira. Isto, filhos, necessita ser avaliado.

Fazer o bem não pode ser transformado em prática mágica de determinado ato externo: vou mexer a sopa, boto em um caneco com o coração cheio de ódio… E está tudo resolvido. Entender Espiritismo é saber que apenas emoções e pensamentos decidem o futuro espiritual. Todo o resto é mera externalização disto!

Cristo não tinha muito para dar ao mundo, quase nada do ponto de vista externo, mas ensinou que com amor verdadeiro e com a devoção sem limites, se pode salvar o mundo pelo exemplo, ajudando a todos nós a vermos o egoísmo que carregamos, a ganância, o orgulho, a vaidade. E isto nos ajuda, porque nos podemos trabalhar em nós e um dia sermos bons exemplos uns para os outros.

Que vocês fiquem em paz, 

Do amigo espiritual de sempre

Outros Programas

Nova Geração Apocalipse – Capítulo 19 – O casamento e o Cavaleiro Branco

1 Depois, escutei no céu um barulho como de uma grande multidão que dizia: Aleluia! Ao nosso Deus cabem a vitória, a glória e o poder, 2 porque são justas e certas suas sentenças. Porque sentenciou a grande prostituta que corrompeu o mundo com suas fornicações, e pediu-lhe contas do sangue dos servos dele.

Categories: Nova Geração

O que você achou?