Nova Geração Apocalipse 13 – Segundo Selo

Segundo Selo - Apocalipse - Capítulo 6

Ouça o Nova Geração Apocalipse 13 – Segundo Selo

Apocalipse, capítulo 6

3 E quando [o Cordeiro] abriu o segundo selo, ouvi a segunda
criatura dizendo: “Vem!”.

4 E saiu outro cavalo, ruivo! E a quem está sentado em cima dele foi dado tirar a paz da terra, para que todos se degolem uns aos outros; e deu-lhe uma grande espada

Diálogo mediúnico

Queridos filhos, queridas filhas,

Que o Cristo dulcifique nossas mentes e nossos corações. Precisamos de paz. Precisamos olhar a vida de forma sábia como um momento que precisa ser vivido adequadamente. Precisamos ver cada oportunidade para que consigamos entender e sentir em nós a mensagem do Mestre.

Podemos começar.

Muito obrigada pela sua presença hoje. A nossa pergunta é: como podemos interpretar o símbolo do cavaleiro vermelho do Apocalipse de João?

Falarei sempre de nosso ponto de vista. Existem Espíritos terríveis muito, muito habilidosos em engendrar situações, condições sociais e filosofias para perturbar os Espíritos invigilantes. 

Veja quantas ideias malucas hoje têm status no mundo de filosofia. Veja no Brasil, Pátria do Evangelho, quantas pessoas se odeiam por causa de candidato de política. 

O espírita, se quiser ser considerado servo do Cordeiro, terá que ser o indivíduo que ameniza esse ódio, não se opondo de forma brusca, mas levando um pouco de sensatez a tanta loucura. 

Parece que… ah, se indivíduo A for assim ou assado a minha vida vai ficar perfeita, sim, essa é a estratégia das trevas. Lembrem-se, espíritas, essa foi a estratégia das trevas para induzir a humanidade a crucificar o Cristo. O que se dizia? É preciso condená-lo, se você não condenar o Cristo você não é amigo de César. Parece hoje vocês em Brasil: se não condenar o outro, se não destruir o outro, ah, você não é amigo nosso, se você não odiar o A você não é nosso amigo, se você não odiar o B você não é nosso amigo, se você não quiser a destruição, a crucificação do C não é nosso amigo…  Será que espíritas entendem isso? Será que espíritas conseguem perceber que isto é de fato uma armadilha das trevas já anunciada há quase dois mil anos? Por favor, espíritas, acordem. 

Nenhum cristão pode desejar com tanto ódio o mal do outro irmão. Ah, pode discordar, pode discutir, mas não odiar, não querer que o outro, como vocês dizer, “se exploda”, seja morto, que tenha coisas terríveis, não. Não pode odiar. 

Então, podemos dizer que o cavaleiro vermelho, de fato, de forma muito simples, é o ódio, é aquele que promove o ódio entre todos, mas é um ódio que tem que levar à morte, é o desejo dele. 

Provocar um tipo de ódio que leva à guerra, que leva à agressão física, que leva tentar e até conseguir matar o outro. Isto é um fato que vocês não podem dizer que não existe. Quantas pessoas não estariam dispostas hoje em Pátria do Evangelho, como vocês dizem, “a matar o outro”?  Quantas pessoas não matariam se tivessem oportunidade hoje? Porque estão envoltas em ódio. Querem, porque querem, a destruição de seus irmãos. 

Que estranho, o Brasil, que tem uma estátua linda do Cristo, que virou símbolo, hoje brasileiros querem matar o outro. E o que espíritas estão fazendo? Isso sentimos falta. E o que espíritas estão explicando? … Irmãos, somos filhos de Deus, reencarnação mostra que todos nós já tivemos diversas ideias, hoje você diz que morre pela ideia da esquerda, mas ontem você dizia que morria pela da direita, e vice-versa, hoje você disse que odeia quem pensa assim, mas será que já não pensou? E quando você pensava (diferente)  como você gostaria que lhe tratassem? De um jeito? Então, trata o outro assim. Que, se você acha que tá certo, Deus impõe você sentir piedade por aquele que você acha que tá errado, que tá indo no caminho do mal, e não matá-lo. 

O assassinato é a marca de Caim. Por que vocês promovem isso? Por que vocês espíritas vibratoriamente, às vezes, caem em armadilhas tão torpes. Então, assim nos enfraquecemos. Não podemos entrar nesse clima, não podemos entrar nesta vibração. Temos que seguir a luz, temos que dizer: isto vai levar a um derramamento de sangue. Tem que dizer: e quando o seu filho for atingido indiretamente e o sangue dele for derramado, você irá se parabenizar? E quando pessoa que você ama for vítima de um tumulto, de uma revolta social, isso vai trazer paz ao teu coração? Cuidado, irmão. Cuidado, irmã. Alimentar esse ódio não será bom para você. 

Vamos fazer esforço e até dizer: discordo de tudo, mas quem decidirá o destino do mundo é Deus. E aqui deixo a grande mensagem de Apocalipse, a maior de todas, segundo meu ponto de vista, claro: tudo é controlado pelo Cristo em nome de Deus. 

Então, essas guerras foram permitidas. Por quê? Porque os seres não quiseram abraçar o Cristo e desenvolveram ódio nos seus corações. Chega uma hora que esse ódio não faz mais sentido conter. Por isso diz: vem. Observem a linguagem, filho, não diz : eu vou criar, eu lhe ordeno que você leve a destruição. Ele diz “vem”, porque o cavalo, também, é símbolo das paixões humanas. Porque são coisas poderosas. Existem paixões superiores e existem paixões inferiores. Acho que dá para vocês entenderem isso. Então, o que é dito? Apenas “Vem”, como dizer: está na hora de você se mostrar, está na hora de você agir. 

Então, primeiro cristianismo revivido. Quem não quis aceitá-lo acumulou ódio. Chega uma hora que esse ódio para ser curado precisa aparecer, não era obrigado alimentá-lo. E aí o Mais Alto diz, vem, aparece, mostra-te, mostra as tuas deformidades para que eu possa te curar. Isso significa “vem”. Você quis ser assim, agora está na hora de aparecer e se mostrar como você quis ser. Isto que acontece, filhos. 

Não podemos, portanto, deixar em Brasil esse ódio crescer mais, não em nossos corações. E precisamos de forma sábia alertar pessoas. Dizer, olha, não vou entrar nessa disputa, porque eu acredito em Deus, mas eu quero que você pense, se esse ódio continuar, aonde terminaremos? Pode ser que seu partido ganhe e vá ao poder, e quando ele começar a matar os outros pode ser que alguma pessoa que você ame se torne vítima dele, isso que você quer? Ou você é tão tolo achar que controla tudo e todos? Não. Não dá para também ser tão tolo assim hoje, não é possível.

Fiquemos, portanto, atentos. Cada um desses cavaleiros apresenta desafios para o verdadeiro cristão. Hoje estudamos o desafio do ódio. Todas as doutrinas que dizem “é preciso tu destruir o teu irmão” são malignas. São anticristãs. São doutrinas do anticristo. 

Por isso, filho, se você se envolve a esse ponto com qualquer dessas doutrinas você está se tornando o anticristo. Não façam isso. Precisamos de espíritos lúcidos e sérios, pacíficos de verdade com o coração equilibrado em busca do Cristo, que viva uma paixão sublime de buscar a luz e não se envolvam com o ódio que leva ao sacrifício do outro.

Que vocês fiquem em paz,

Do amigo espiritual de sempre.               

As sete comunidades a que se refere o Apocalipse localizam-se na Ásia menor (hoje, Turquia) e são próximas umas das outras.
A ilha de Patmos, onde se acredita que o apóstolo João recebeu a revelação.

O Livro dos Espíritos

542. Na guerra, a justiça está sempre de um lado; como é que espíritos tomam partido daquele que não tem razão?

“Bem sabeis que há espíritos que apenas buscam a discórdia e a destruição; para eles, a guerra é a guerra: a justiça da causa pouco os toca.”

 

Ruínas históricas das cidades citadas no Apocalipse
Previous
Next

O que você achou?