Nova Geração Apocalipse – Capítulo 13 – A Primeira Fera

Capítulo 13 – A Primeira Fera

é uma das sete congregações citadas no Apocalipse. Destaca-se por sua carência material e sua capacidade de verdadeiros testemunhos. 

Ouça o Nova Geração Capítulo 13 – A Primeira Fera

Apocalipse, capítulo 13

1. Vi sair do mar uma fera com dez chifres e sete cabeças; nos chifres dez diademas, e nas cabeças títulos blasfemos. 2 A fera da visão parecia um leopardo, com patas como de urso e boca como de leão. O dragão lhe delegou seu poder, seu trono e grande autoridade. 3 Uma de suas cabeças parecia ferida mortalmente, porém a ferida mortal foi curada. O mundo inteiro seguia admirando a fera e adorava o dragão que deu autoridade à fera; 4 e adoravam a fera, dizendo: Quem se compara à fera, quem poderá lutar contra ela? 5 Foi-lhe dada uma boca insolente e blasfema, deram-lhe autoridade para agir durante quarenta e dois meses. 6 Abriu a boca blasfemando contra Deus, blasfemando o nome dele, sua morada e os que habitam no céu. 7 Permitiram-lhe fazer guerra contra os santos e vencê-los; foi-lhe dada autoridade sobre toda raça, povo, língua e nação. 8 Vão adorá-la todos os habitantes da terra, cujos nomes não estão registrados desde o princípio do mundo no livro da vida do Cordeiro degolado. 9 Quem tem ouvidos de ouvir, escute: 10 O destinado ao cativeiro irá cativos, o destinado à espada, pela espada morrerá. Aqui estão a perseverança e a fé dos santos.

Bíblia do Peregrino

Diálogo mediúnico

Queridos filhos, queridas filhas,

Jesus, o amigo sincero, mais sincero do que todos, nos advertiu que o Reino chegaria, mas seria como uma criança em um parto com muitas dores. 

Não nos enganemos, não nos equivoquemos pensando “basta eu enganar ele rapidamente, basta dar um agradozinho, basta agradar o padre ou pastor, o centro espírita, ou qualquer bobo desse que finge ser representante de Deus”. Só representa Deus o filho que o obedece. E este falará sempre a verdade. Portanto, filhos, entendamos: quem quer tua verdadeira felicidade quer que você se prepare para sair vitorioso da batalha no mundo.

Muito obrigada pela sua presença hoje. A nossa pergunta do estudo é: como entender o símbolo de uma fera com dez chifres e sete cabeças?

Falemos, primeiro, do poder do mal. Claro que o mal tem poder. Limitado por Deus, submisso ao poder Supremo, sim. Mas, tem poder. Não podemos ser tolos, infantis, quase cômicos, bobos, dizendo “ah, não tem problema de anda, está tudo feito, é besteira, vamos passear”. O mal tem poder, filhos. O mal tem poder, está escrito, acabaram de ler! Então vocês têm que considerar isso. Claro, não existe um ser que vai rivalizar com Deus, isso é estúpido. Claro, ninguém pode rivalizar com o Cristo neste mundo ninguém. Mas isso não significa que o mal não pode ser feito na Terra. 

E vocês deveriam entender isso, porque vocês têm o mal também dentro de vocês. Por que não interpretar também assim? Será que vocês não possuem tendências inferiores que dão como que impulsos, como que ideias infelizes? E vocês teriam que controlá-los, que educá-los. É um aspecto.

Claro, sete é um número importante que significa completo, todo, feito, desenvolvido. O que representa é que o mal de cada um vai se desenvolver ao máximo. Tem que cuidar disso, filho. Não pensa que vai esconder, “ah, eu tenho essa ganância aqui, mas eu vou esconder”. Não. No Apocalipse ou se transforma ou se desenvolve ao máximo, muito importante você entender isso. Todos os teus sentimentos ruins, se não educados, vão se desenvolver ao máximo. Um impulso de assassinato, se não educado, poderá te levar a matar alguém, filho. Isto muito importante, isto num mundo que estamos já entrando, isso será feito. Por quê? Porque esses impulsos terão poder de realização. São os chifres. Você terá como matar. E, se não cuidar do instinto assassino, se tornará de fato um assassino. É apenas um exemplo que serve para todos os impulsos doentios que vocês carregam.

Então, não tenho jeito? Ao contrário, Apocalipse é oportunidade de crescimento espiritual. Isso vocês nunca podem tirar da mente. Apocalipse é oportunidade excelente de crescimento espiritual. Porque o teu mal vai se mostrar e você vai poder transformá-lo. “Ah, vai poder executar?”, sim. Mas vai poder transformá-lo. Porque há capacidade, orientação, condições para isso. 

Não pense que o mundo fica dominado pela fera e pronto, não. O Cristo atua mais do que nunca no mundo. Mas é preciso que você queira. Não explico aqui nada que seja contrário ao outro aspecto, que existe também. Organizações tenebrosas que têm contato com organizações tenebrosas de encarnados. Espíritas, muitos têm medo de comunicar-se conosco, mas eu garanto: muitos desses Espíritos tenebrosos eles conversam com os seus líderes das trevas. Há uma passagem que foi lida e talvez não tenha sido destacada na mente de vocês. A fera escuta o dragão. O dragão está desencarnado. Como isso se dá? E aqui se fala de pessoas. Existe contato mediúnico das trevas. Existe vários tipos, vocês conhecem que é possível.

Filhos, não pensem que estamos falando de ilusõezinhas, de brincadeiras tolas, de fazer programinha para isso, para mostrar… Estamos tocando o coração de vocês com a desagradável verdade: o mundo está no Apocalipse. E você, cristão, terá teu testemunho. Tem que se preparar. 

Pedro é um grande exemplo. Na crucificação não estava tão preparado e fraqueja. Depois, ele se ergue e diz “não, vou me preparar”, e morreu com uma dignidade profunda na cruz, feliz consigo mesmo, agradecendo a Deus “Pai, muito obrigado, ganhei força, não traio mais ao Mestre, mas louvo-o com a minha própria  morte”.

Isso tem que fazer. Todos vocês já traíram o Cristo. Por que não ser como Pedro? Reconhecer erro e fortalecer-se para um testemunho maravilhoso. Este é o convite que fazemos para todos vocês, que precisa ser aceito em clima de paz, porque o Cristo está mais presente do que vocês possam imaginar e quanto pior for o caos no mundo mais apoio cada um vai ter, desde que diga, com humildade: “Senhor, ajuda-me a ter mais fé, porque quero me vincular ao Teu amor para sempre”.

Que vocês fiquem em paz,

Do amigo espiritual de sempre.

As sete comunidades a que se refere o Apocalipse localizam-se na Ásia menor (hoje, Turquia) e são próximas umas das outras.
A ilha de Patmos, onde se acredita que o apóstolo João recebeu a revelação.

O evangelho segundo o espiritismo

CAPÍTULO V - BEM-AVENTURADOS OS AFLITOS

O MAL E O REMÉDIO

 19. Será que a Terra é um lugar de prazer, um paraíso de delícias? Já não ressoa mais aos seus ouvidos a voz do profeta? Ele não proclamou que haveria prantos e ranger de dentes para os que nascessem nesse vale de dores? Então, todos vocês que aí vivem, esperem ardentes lágrimas e amargo sofrer e, por mais agudas e profundas que sejam as suas dores, voltem o olhar para o Céu e bendigam ao Senhor por ter querido experimentá-los. Ó, homens! Será que não reconhecem o poder do Senhor, senão quando Ele tenha lhes curado as chagas do corpo e coroado de beatitude e ventura os seus dias? Será que não reconhecem o seu amor, senão quando adornou o corpo de vocês de todas as glórias e tenha restituído o brilho e a brancura? Imitem aquele que lhes foi dado para exemplo. Tendo chegado ao último grau da indignidade e da miséria, deitado sobre uma estrumeira, disse ele a Deus “Senhor, conheci todos os agrados da riqueza e me reduziu à mais absoluta miséria; obrigado, obrigado, meu Deus, por ter querido experimentar o teu servo!”

Santo Agostinho, Paris, 1863

Ruínas históricas das cidades citadas no Apocalipse
Previous
Next

O que você achou?