Nova Geração Apocalipse – Capítulo 14 – 2

A Hora do Julgamento

Ouça o Nova Geração – Apocalipse – 14.2 – A Hora do Julgamento

Apocalipse, capítulo 14 - A hora do julgamento

6 Vi outro anjo voando no zénite do céu levando-o evangelho eterno, para anunciá-lo aos que habitam na terra, a toda nação, raça, língua e povo. 7 Dizia com voz potente: Respeitai a Deus e dai-lhe glória, porque chegou a hora do seu julgamento. Adorai aquele que fez o céu e a terra, o mar e os mananciais.

8 Um segundo anjo o acompanhava, dizendo: Caiu, caiu a grande Babilônia, aquela que embriagava todas as nações com o vinho furioso de sua fornicação. 9 Um terceiro anjo os acompanhava, dizendo em alta voz: Aquele que adorar a fera ou sua imagem, aquele que aceitar sua marca na fronte ou na mão, 10 beberá o vinho da cólera de Deus derramado sem mistura na taça de sua ira; será atormentado com fogo e enxofre na presença dos santos anjos e do Cordeiro. 11 A fumaça do tormento se eleva pelos séculos dos séculos. Não tem descanso nem de dia nem de noite os que adoram a fera e sua imagem, os que recebem a marca de seu nome. 12 Aqui está a constância dos santos, que observam os mandamentos de Deus e se mantém fiéis a Jesus! 13 Ouvi uma voz celeste que dizia: Felizes os que morrem fiéis a Senhor. Sim – diz o Espírito – descansarão de suas fadigas, pois suas obras os acompanham. 14 Vi urna nuvem branca, e sentada na nuvem uma figura humana, com uma coroa de ouro na cabeça e uma foice afiada na mão. 15 Saiu outro anjo do templo e gritou em voz alta para aquele que estava sentado na nuvem: Lança a foice e ceifa, pois chegou a hora da ceifa, quando a messe da terra está madura. 16 Aquele que estava sentado na nuvem lançou a foice na terra e a terra foi ceifada. 17 Saiu outro anjo do templo do céu, também ele com uma foice afiada. 18 Saiu outro anjo junto do altar, aquele que controla o fogo, e disse em voz alta para aquele que tinha a foice afiada: Lança a foice a fiada e colhe as uvas da videira da terra, pois os cachos estão maduros. 19 O anjo lançou a foice na terra e colheu a videira da terra e jogou as uvas no grande lagar da ira de Deus. 20 Pisaram o lagar fora da cidade, e num raio de trezentos quilômetros atingiu a altura do freio dos cavalos.

(14: 6 a 20)

Diálogo mediúnico

Queridos filhos, queridas filhas,

Que o Mestre pacifique sempre os vossos corações com carinho de amigo, como quem sabe que se você permitir tudo ficará muito bem e você conquistará, com um impulso dele, a verdadeira felicidade.

Jesus, ao indicar para o apóstolo maravilhoso o Apocalipse, não quer de nenhuma forma atemorizar você. Não quer que ninguém fique apavorado, louco, desvairado. Não. O que ele quer é alertar. Como um amigo zeloso que diz “atenção, cuidado, você está atravessando um terreno perigoso. Se você seguir as indicações, tudo ficará bem. Por favor, não invente ir por outro caminho, há centenas de perigos: animais selvagens, trechos perigosos, areia movediça, armadilhas. Sigam, por favor, o caminho indicado e vocês chegarão no Reino da Paz”.

Isso é que Cristo objetiva com Apocalipse. Alertar como um amigo querido que deseja ver cada um de vocês chegar no mundo de regeneração.

Podemos iniciar.

 Muito obrigada pela sua presença hoje. A nossa dúvida do estudo é: como entender o significado da expressão “grande lagar da ira de Deus”?

Só pode entender isso se entender o Apocalipse todo. E particularmente o que foi estudado em capítulos que antecedem esse. O dragão, a fera, os monstros. Vocês acham, filhos, que espíritos monstruosos viciados na maldade vão simplesmente ficar quietos? “Ah, tá bom, eu perdi, adeus, agora eu vou me aquietar”, não. São espíritos que são espíritos, como diz o texto, furiosos, viciados em profunda agressividade. Como tratar com esses espíritos se não, como está no texto, com ira, com força, com imposição? É isso que o texto quer dizer. Haverá sim, imposição. Deus vai impor a cada um desses espíritos que fiquem em seus lugares e que sejam levados para onde Deus determina. Isso que quer dizer. O mundo ficou maduro, agora está na hora de Deus impor.

Então, se quiser entender o que significa a ira de Deus, entenda: significa a imposição de Deus. Firme, sem possibilidade de fugir. Ora, a imposição de Deus irá gerar muito sofrimento a esses espíritos furiosos. Por isso se fala ira, porque vai ser uma força maior do que a da fúria. Eles vão estar ensandecidos. Enlouquecidos. Que fazer, senão impor? Óbvio. Então, filhos, esse é o alerta: aqueles que tomarem o vinho da fúria viverão um banho de sangue. Aqueles que, como vocês dizem, quiserem gozar, gozar e gozar, vão terminar em um banho de sangue. Porque estarão tão alucinados que quando Deus impor não terá outras formas, senão algo muito firme, muito forte, muito agressivo. É linguagem da época, mas também de vocês, “foi tão agressivo, foi como um banho de sangue”.

 Haverá uma intervenção do Mais Alto muito firme, filhos. Vocês não pensem que os anjos do Senhor são frouxos, têm medos, têm linguagenzinha hipócrita. Não. Todas as chances ainda estão sendo dadas para vocês. Então, chegará a hora de dizer: acabou-se, não tem mais. Quem está louco vai merecer um tratamento firme, será imposto tudo, e ai dos que se revoltarem. E muitos se revoltarão, porque já estão loucos. Então será necessário atuações muito firmes.

Mas que há um outro aspecto: não é o sangue que tira os pecados do mundo, simbolicamente? A ira de Deus é para limpar o mundo. Entende, filho, o símbolo? Para limpar o mundo. Não é que vai, ah, pegar todos e virar a Terra um açougue humano. Não. Será firme, mas será firme na limpeza do mundo. Vocês sabem, simbolicamente, o sangue que limpa os pecados. A firmeza de Deus vai agir para tirar todos esses espíritos da Terra. Será sangue abundante, que significa: haverá uma purificação geral firme e austera. A Terra será purificada por Deus. Imagine que loucura qualquer espírito querer brigar com o Criador do universo. Eles estarão embriagados em fúria. E o sangue da uva, do Cordeiro, entende? Cristo deu seu sangue. Simbolicamente, que Deus vai fazer o sangue e com a sua firmeza irá purificar toda a Terra.

Estejamos em paz e atentemos com uma só grande preocupação: adorar a Deus, tornar-se servo desse espírito maravilhoso e todo o bem nos acontecerá. Porque todas as dificuldades serão apenas um exercício para a nossa constância para sermos salvos.

Que vocês fiquem em paz,

Do amigo espiritual de sempre.       

Ruínas históricas das cidades citadas no Apocalipse
Previous
Next

O que você achou?