Nova Geração Livro dos Espíritos – Questão – 597 – Imortalidade dos Animais

Previous
Next

Livro dos Espíritos

Segunda Parte – Mundo Espírita ou Dos Espíritos 

Capítulo XI – Os três reinos

Questão 597

Livros
Dos
Espíritos

597. Visto que os animais possuem uma inteligência que lhes dá uma certa liberdade de ação, haverá neles um princípio independente da matéria?
“Sim, e que sobrevive ao corpo.”
a) Este princípio é uma alma semelhante à do homem?
“É também uma alma, se o quiserdes, dependendo do sentido que se dê a esta palavra; ela é, porém, inferior à do homem. Há entre a alma dos animais e a do homem distância igual àquela existente entre a alma do homem e Deus.”

Mensagem de encerramento

 

Queridos filhos, queridas filhas, paz.

Que o Cristo esteja com vocês iluminando os seus corações.

Vamos pensar um pouco o quanto Deus é grande. Compara toda a tua inteligência, tudo o que você aprendeu, tudo que você sabe sobre a vida, quantas coisas novas, tudo, com, por exemplo, uma pulga. Ou uma mosca, um besouro, uma formiga, compara. Você vai se espantar se fizer isso de maneira correta, séria. “Meu Deus… Formiga sabe, sei lá, quatro, cinco coisas. Quantas eu sei!”. Quantos desafios da tua vida, por exemplo, um animal de estimação poderia resolver? Coisas imensas para ele. Andar para longe, resolver problemas intrincados, conversar com pessoas, entender uma pessoa, entender outra, avaliar uma situação, escrever um livro. Como ele está distante disso. Ainda assim você o ama, claro, mas como ele está distante disso, não é verdade? É isso que espíritos querem dizer aqui. Compara. Porque espíritas agem de forma muito estúpida. Porque leem a questão e pronto “ah, já li, já sei discutir”. Estúpido. Qual proposta aqui? Aprender de verdade. Tirar um tempo e imaginar “quanta coisa eu sei além do meu cachorrinho? Quanta coisa?”. Quantos milhares e milhares de coisas você sabe que ele não tem como chegar perto? Quantas palavras você pode ler? E ele, quantas? Entende, filho? É isso que é proposta. E aí você diz “imagina o que Deus sabe”. Este é o ponto. “Meu Deus, como você está distante, do ponto de vista de compreensão”.

E há um outro aspecto, ainda assim você ama muito o seu animalzinho. Você tem carinho, afeto, faz tudo para ele ficar bem, mesmo ele não compreendendo 99 por cento da tua vida. Não é verdade? Não será assim que Deus te trata, filho? Ele sabe que você não compreende quase nada em relação a Ele. Mas Ele não te despreza por isso, Ele cuida de ti, Ele te embala com carinho, Ele se preocupa de te amparar em cada coisa. Que bom. Então, por que não pensar um pouco nisso? “Deus me ama muito mais do que eu amo o animal que eu mais amo. Muito mais. E Deus sabe muito mais do que eu do que eu sei em relação ao animal que mais amo”. É esta beleza do universo.

Ser inferior não é humilhação. É direito de receber mais carinho, ou pelo menos, direito de ser mais amparado, ou amparado no limite. Porque quando cresce não precisa. Entende? Então, Deus cuida de todos, inferiores e superiores em relação uns aos outros, porque nós todos somos muito inferiores em relação a Deus. Por isso, precisamos não só ler, mas meditar com muito carinho, muita seriedade cada questão. “O que os espíritos estão querendo dizer com isso? O que os espíritos estão querendo ensinar com isso? Que questão é essa?”.

Asseguro, quem se perguntar com um pensamento elevado em prece “Senhor, que questão é essa? Ajuda-me a ver a grandeza dessa questão”. Porque do mesmo jeito, filhos, que o teu animalzinho que tu ama não entende tudo e tu cuida dele, os espíritos como Kardec, e aqueles que estavam com ele, têm carinho por ti. E eles dizem: vamos dar aqui pequenas porções de sabedoria para que esse irmãozinho tão amado possa aproveitá-las, saboreá-las, meditá-las e conseguir expandir sua mente e seu coração.

 

É isso que desejamos para você.

Paz,

Do amigo espiritual de sempre.  

Outros Programas

Categories: Nova Geração

O que você achou?