Nova Geração Livro dos Espíritos – Questão – 605 – Duas almas

Previous
Next

Livro dos Espíritos

Segunda Parte – Mundo Espírita ou Dos Espíritos 

Capítulo XI – Os Três Reinos 

Questão 605

Livros
Dos
Espíritos

605. Se considerarmos todos os pontos de contato que existem entre o homem e os animais, não se poderia pensar que o homem possui duas almas: a alma animal e a alma espiritual, e que, se não tivesse esta última, ele poderia viver, mas como o animal; ou melhor, que o animal é um ser semelhante ao homem, tendo a menos a alma espiritual? Daí resultaria que os bons e os maus instintos do homem seriam o efeito da predominância de uma dessas duas almas?
“Não, o homem não tem duas almas; o corpo, porém, tem seus instintos, que são o resultado da sensação dos órgãos. Há nele apenas uma dupla natureza: a natureza animal e a natureza espiritual; pelo seu corpo, ele participa da natureza dos animais e de seus instintos; pela sua alma, ele participa da natureza dos espíritos.”

Mensagem de encerramento

Queridos filhos e filhas, que a paz do Cristo esteja em seus corações.

Queremos dizer com alegria, que nos empolga ver que vocês estão começando a dar-se conta, o mínimo que seja, da grandeza desse espírito: Allan Kardec.

Allan Kardec, não apenas coordenava o lado material, mas em muita coisa ele também coordenava na dimensão espiritual da Codificação. Vocês precisam entender que quem quer ser estudioso espírita, tem de saber aprofundar tudo isto!

Para explicar o Espiritismo, não é ler pergunta e resposta. Vocês sabem fazer isto, não precisam de ninguém. Menos ainda, não necessita que quem ler pergunta e resposta faça comentários tolos, torpes, que distorcem o que está escrito. Melhor ficar com o simples: lendo e meditando ou buscar quem de fato dedicou-se dez, quinze ou vinte anos para entender isto! Menos do que isto não adianta.

Observem, Kardec se preparou por muitas décadas, com estudo continuado em tudo, tudo que lhe caia nas mãos. Conhecia todas as filosofias que estavam presentes, quando digo presentes, filosofia antiga e atual de sua época. Estava presente na discussão do século que viveu. Por que vocês não querem se dar conta disto?

Fico imaginando: ele escrevia pergunta e resposta. Claro que esse trabalho era chato, mas não precisava de Kardec para isto. Precisava dele para fazer esta junção, esta integração, este diálogo ou vocês acham que o espírito de Platão não ficava muito feliz vendo alguém encarnado com capacidade de organizar as ideias tão antigas e respondendo questões, esclarecendo muitas vezes o que ele mesmo disse: como será belo quando vocês virem quem respondeu estas questões. Muitas virão a público. Que interessante!

Platão agora acompanhava as explicações dos símbolos que ele utilizou antes do Cristo, e agora em nome do Cristo ele vem explicar. O Cristo fez a síntese da sabedoria judaica, apresentando a estrutura da vida em sua obra aparentemente simples. Allan Kardec, fez a síntese das culturas antigas e da filosofia de seu tempo.

Que pena, que falta o médium de estudos sérios para que isto possa ser desvelado para vocês. Estes médiuns de palestras, não servem para coisa séria. Espetáculo! Precisamos de médiuns que aprofundem, que permitam que estes espíritos escrevam mensagens extensas, comunicando vários ângulos daquilo que está posto. Será que não entenderam ainda os espíritas o que Kardec disse? Que ele apenas deixava a base?

Trabalhadores do bem, necessário que a obra seja erguida, pois a base de uma casa é útil, importante. Mas a base não irá lhes proteger das tempestades. Necessário erguer paredes sólidas e teto firme, para que se possa dizer: enfim, estou seguro. Por isto os espíritos agem agora de forma muito intensa e todos vocês devem prepararem-se para entender que as paredes serão em breve construídas, que um teto maravilhoso protegerá quem tem a grandeza de ser humilde o suficiente para aprender com Kardec.

Paz,

Do amigo espiritual de sempre.

Outros Programas

Categories: Nova Geração

O que você achou?