Nova Geração Apocalipse – Capítulo 21 – Novo céu e nova terra

capítulo 21

Ouça o Nova Geração Apocalipse – 20 – O milênio

Apocalipse, capítulo 21

21 Novo céu e nova terra – Vi um céu novo e uma terra nova. O primeiro céu e a primeira terra desapareceram, o mar já não existe. Vi a cidade santa, a nova Jerusalém, descendo do céu, de junto de Deus, preparada como noiva que se apronta para o noivo. Ouvi uma voz potente que saía do trono: Eis a morada de Deus entre os homens: habitará com eles; eles serão seus povos, e o próprio Deus estará com eles. Enxugará as lágrimas de seus olhos. Já não haverá morte nem luto nem clamor nem dor. Tudo que é antigo passou. Aquele que estava sentado no trono disse: Eis que renovo o universo. E acrescentou: Escreve, estas minhas palavras são verdadeiras e fidedignas. E me disse: Acabou. Eu sou o alfa e o ômega, o princípio e o fim. Ao sedento darei de beber gratuitamente do manancial da vida. O vencedor terá tudo isso em herança. Eu serei o seu Deus e ele será meu filho. Ao contrário, os covardes e infiéis, os depravados e assassinos, os fornicadores e feiticeiros, os idólatras e mentirosos de toda espécie terão sua parte no fosso de fogo e enxofre ardente (que é a morte segunda). 

Diálogo mediúnico

Pergunta: Como os cristãos primeiros adquiriram tamanha coragem para enfrentar os testemunhos austeros que foram colocados para eles? Como eles conseguiram isso?

Queridos filhos, queridas filhas,

Quanta alegria estar mais uma vez com vocês. Sei que corações ansiosos aguardavam mais um estudo. Estamos aqui. Eventualmente, sim, teremos interrupções, mas jamais abandonaremos nenhum de vocês.

A resposta à pergunta foi dada, mas vamos desenvolvê-la. A coragem não vem de uma atitude arrogante. Não basta encher o peito de ar. Não basta botar uma roupa assim de combatente, ou elegante, um paletó, nada disso. A coragem verdadeira não vem de fora. A coragem vem de uma aliança com o Cristo. Não pensem que vai ser assim: acabou apocalipse agora quem quer fazer aliança levanta a mão. Não. É assim: quem de vocês já fez a aliança? Porque como sabemos o casamento é uma cerimônia que concretiza o que já está decidido. O noivo já decidiu casar com a noiva, a noiva já decidiu casar com o noivo. Não é na hora. Tipo “ah, tem aqui uma cerimônia de casamento, pega duas pessoas qualquer e casa”. Não. Quando se chega na cerimônia de casamento já houve anteriormente um conjunto imenso de decisões.

Essas decisões, falo de vocês agora que estão na Terra e desencarnados ligados a Terra, serão tomadas nos próximos anos, em poucas décadas, pouquíssimas. As decisões se vocês estarão como noivos do Cristo ou não. Entende? Isto é muito importante. Para não achar que chegar lá “ah, levanto a mão e digo que quero”. Não. Você está sendo fiel hoje? Você vai ser fiel nos próximos anos? Você tem certeza que tá dedicando ao máximo para ser fiel? Porque todos vocês terão oportunidade de passar por testemunhos que intimamente são tão difíceis quanto dos primeiros cristãos.

Então a questão é: como fazer para ter uma aliança com o Cristo durante a provação? Isto é importante. Porque entre conhecer, decidir e chegar no dia do casamento são etapas. Hoje muitos decidiram casar-se. Ótimo. Mas há um caminho até o dia em que o casamento é feito. Eis a situação de uma grande parte de vocês: decidiram, estão dizendo agora “sim, é o que quero”. Ótimo. Então para os que querem vou ensinar algo para vocês que acredito ser muitíssimo precioso. Como faz a noiva apaixonada? Ora, pensa no noivo toda hora, meu Deus, que coisa fácil! Que coisa fácil! Não estou ensinando nada novo, profundo, complexo. Estou ensinando algo essencial. Mas muito simples, penso. Se você quer ter esse casamento com o Mestre, esse intercâmbio profundo num psiquismo que é divino, porque o dele está ligado a Deus também, ora, pensa nele todo dia. Cria uma relação de carinho com o Cristo. Este é o ponto mais importante.

Você precisa, filho; você precisa, filha, estabelecer como João Evangelista fez, como Marta fez, como tantos, uma relação de profundo carinho com o Cristo. Não deve conversar com ele como se fosse um pedinte ou um louco que exige, não. Porque Deus tem com o Mestre uma relação de carinho. O Mestre quer ter com você uma relação de carinho. Então é preciso todos os dias pensar nele. “Ah, meu querido Mestre, um dia vou estar unido a ti, um dia estarei ao teu lado, um dia como João jovem Evangelista vou deitar minha cabeça no teu ombro e vou sentir a paz divina”.

Sim, porque noivo e noiva são próximos, são amigos. Este é o símbolo, ele cuidará de ti. Por que ele se diz noivo e humanidade noiva? Porque na tradição do mundo quem cuida, quem protege, quem gera proteção é o noivo. A noiva se instala na casa do noivo. Nós não criaremos na Terra o Reino de Deus. Cristo vai trazê-lo e vai dizer “venha, se instale na minha casa, usufrua da minha riqueza, fique em paz com a minha proteção”. E na cultura antiga era assim que se dava, quem fornece tudo isso era o noivo, por isso o símbolo.

Então todos nós precisamos, encarnados e desencarnados, entender isso: o que me sustentará não é nenhuma mágica, é a certeza total, absoluta, do carinho que o Cristo tem por mim. Sim. Diga isso, filho, fala isso em voz alta, filho: o Cristo tem carinho por mim. Porque o Cristo tem muito carinho por ti. Não diria isso se não fosse verdade, seria leviano, seria maldoso. Esta é a singeleza e a profundidade da revelação espírita, te ensinar a ver as coisas mais preciosas. O Cristo tem carinho por ti. O Cristo te ama. O Cristo olha para ti e chora também de alegria e de emoção quando ele sente “ah, ele está se preparando para se unir a mim; ela está se devotando para morar comigo”. Viver em um mundo em que o Cristo é visível, como desejar algo mais? Que preço não vale isso? Vale tudo que possa se imaginar e mais.

Portanto, entendamos: o apocalipse é uma revelação do profundo devotamento que o Cristo tem por você. O amor que ele tem por você. O carinho que ele tem por você. O desejo intenso que ele tem que você diga “sim, serei fiel e estarei pronta para nossa união eterna”. Esse é nosso Mestre. Nada mais é importante a não ser o teu amor, o amor de todos, construir e estender o amor de Deus para todos nós. Isto é importante para ele. Porque ele segue a vontade do Pai que é sempre amor. E para encerrar te digo, te peço: imagina nesse instante abraçando-te ao Cristo e ele carinhosamente alisa tua cabeça, beija tua testa e te diz “glória, ao Pai que nos uniu para sempre”. O Cristo tem muito amor por ti.

Fica em paz

Do amigo espiritual de sempre.    

O que você achou?