Encontro 01 – Migração Espiritual e Espiritismo

Encontro 01 – Migração Espiritual e Espiritismo


Baixar Áudio opção 1 

Baixar Áudio opção 2


Baixar_PDF_Capítulo_1_EEC


Texto

 

Um dos temas fascinantes que o Espiritismo nos apresenta é o da migração espiritual. Por quê? Primeiro, porque nos dá uma ideia mais ampla de nossa realidade individual; segundo, porque nos faz entender como acontece o processo evolutivo dos mundos; terceiro, porque apresenta uma interessante hipótese sobre quem é você.

Meu amigo e minha amiga, muito provavelmente, você é um extraterreste. Desculpa falar assim, mas é a verdade. E, com certeza, no futuro, você conhecerá outras planetas. Esse empolgante assunto foi tratado a exaustão por Allan Kardec. Em uma época em que o mundo mal entendia a imensidão do universo, Kardec falava com naturalidade sobre as migrações espirituais. Por isso, Emmanuel e Herculano Pires defendem que o Espiritismo é o iniciador da Sociologia. Segue um trecho do livro Introdução à Filosofia Espírita do professor Herculano, chamado Cosmossociologia Espírita:

 

“Compreendemos então a razão de Emmanuel haver declarado, em O Consolador, que O Espiritismo é o iniciador da Sociologia. Realmente, aquilo que podemos chamar de Sociologia num sentido lato só apareceu até agora nas páginas de O Livro dos Espíritos. Porque somente esse livro nos propõe toda a extensão e complexidade do fato social e ao mesmo tempo nos mostra que esse objeto (como queria Durkheim que ele fosse encarado) é um objeto cósmico e não apenas terreno. A Sociedade Humana se projeta no infinito e se desdobra em sucessivas estruturas espirituais, angélicas, arcangélicas etc., rompendo até mesmo o conceito esferocêntrico ainda dominante em nossos dias (o da possibilidade de vida apenas em esferas planetárias) como resíduo do velho geocentrismo. Porque os Espíritos vivem não somente nas existências planetárias, como a nossa, mas no Espaço, ou seja, nas amplidões do Infinito, em hipóstases do Universo que não podemos sequer chamar de regiões, pois na verdade não sabemos como são, que aspecto apresentam.

A lei universal da migração de Espíritos, da transferência de Espíritos de um mundo para outro, segundo a necessidade, projeta os antecedentes do fato social a distâncias inimagináveis.

Os fins da vida social são os mesmos, no Mundo Espiritual e no mundo Corporal: o desenvolvimento das potencialidades do Espírito, a sua realização moral. A palingenesia tem verso e reverso: nascemos e renascemos nos dois planos. As existências sucessivas são portanto intercaladas: a cada existência corporal sucede uma espiritual.”

Espero que esse tema não te assuste. Se der medo, faz um prece e pede a Deus coragem para você conhecer sua própria história. Afinal, toda aventura existe coragem! Continuemos.

“COSMOSSOCIOLOGIA é a parte da Sociologia Espírita que trata das relações sociais na existência espiritual. Divide-se em:

1) Metassociologia — Estudo das relações sociais de ordem espiritual, que tanto se processam na vida de vigília como durante o sono, com o desprendimento do Espírito e sua participação na vida espiritual ou sua atividade oculta ou ostensiva na própria vida corporal.”

O estudo da Metassociologia faremos depois, avaliaremos como o sono – as experiências espirituais que vivemos durante o sono – afetam nossa vida no mundo mais denso. O que estudaremos aqui é Astrossociologia. Veja a definição do Herculano.

“2) Astrossociologia — Estudo das relações sociais de ordem espiritual entre os diversos Mundos: migrações de Espíritos, manifestações de Espíritos de outros planetas na Terra e vice-versa, possibilidade da percepção anímica ou extra-sensorial nas relações interplanetárias e interespaciais em geral.”

Precisamos entender o fenômeno da migração espiritual para podemos entender a nossa história e a de nosso planeta. Somente quando a ciência entender essa realidade saberá explicar centenas de acontecimentos históricos que, por enquanto, não tem nem como começar a entender. O exemplo mais radical que conheço é o da antiga civilização egípcia. Teoricamente, os espíritos daquela época não poderiam ter avançados conhecimentos matemáticos, físicos e astronômicos, porém, tinham, e isso é inegável. É impossível construir pirâmides, como as do Egito, sem avançado saber. Estudaremos, após entendermos melhor a migração espiritual e o que são os  ciclos evolutivos e a civilização egípcia e a hindu. 

 

Reencarnar na Terra nada tem de especial. Já vivemos em outros mundos e, certamente, viveremos em muitos outros, pois existem muitos mundos superiores e inferiores do que a Terra, embora estejamos entre os mais atrasados. Por isso, Kardec ao conversar com milhares de espíritos entendeu que reencarnar em outro mundo ou estar pela primeira vez na Terra é algo normal. Ele trata o assunto como um sociólogo o trataria hoje. A migração espiritual ocorre a todo o momento e pelos mais diversos motivos. A migração pode ser individual ou em grupo. Da mesma forma que ocorre, por exemplo, entre os países.

O primeiro caso que estudaremos é bem interessante, o de um espírito de um mundo mais atrasado que vem a Terra como um visitante-aprendiz. E que, infelizmente, nada aprende. Aos doze anos, assassina cinco crianças. Kardec pergunta a um espírito evoluído, se o fato de ele ter doze anos, o desculparia do crime. A resposta me surpreendeu, disse o espírito: ele já tem a idade da consciência, isso basta! Portanto, se você tem doze anos ou mais, do ponto de vista espiritual, você é responsável. Segundo a Doutrina Espírita. Vejamos a questão da migração extraída da Revista Espírita, de outubro de 1858. (Segue o link da Revista).

As perguntas e a observações são de Kardec, as respostas de um espírito, que é irmã do médium, também jovem, que morreu aos doze anos.

5. Em sua existência anterior ele [o espírito aprendiz-visitante] pertencia à Terra ou a um mundo ainda mais atrasado?

– Não o vejo bem; contudo, devia pertencer a um orbe bem mais inferior do que a Terra: teve a ousadia de vir à Terra; por isso será duplamente punido.

6. Nessa idade tinha perfeita consciência do crime que cometia? Como Espírito, será responsabilizado por ele?

– Tinha a idade da consciência, e isso basta.

7. Visto que esse Espírito teve a ousadia de vir à Terra, que é muito elevada para ele, poderia ter sido constrangido a regressar a um mundo condizente com a sua natureza?

– Sua punição é justamente retrogradar; é o próprio inferno. É a punição de Lúcifer, do homem espiritual rebaixado até a matéria, isto é, o véu que, doravante, lhe ocultará os dons de Deus e sua divina proteção. Esforçai-vos, pois, para reconquistar esses bens perdidos; tereis reconquistado o paraíso que o Cristo nos veio abrir. É a presunção, é o orgulho do homem que queria conquistar o que somente Deus podia ter.

10. Qual será a posição desse Espírito numa nova existência?

– Se o arrependimento vier apagar, se não inteiramente, mas pelo menos em parte, a enormidade de suas faltas, então ficará na Terra; se, ao contrário, persistir no que chamais de impenitência final, irá para um lugar onde o homem se nivela com os animais.

11.Dessa forma, pode encontrar na Terra os meios de expiar suas faltas sem ser obrigado a regressar a um mundo inferior?

– O arrependimento é sagrado aos olhos de Deus, porquanto é o homem que a si mesmo se julga, o que é raro no vosso planeta.

Observação [De Kardec} – Uma observação é feita a propósito da palavra ousadia, de que se serviu o Espírito, bem como dos exemplos citados, que dizem respeito à situação dos Espíritos que se acharam em mundos muito elevados para eles, e que foram obrigados a regressar a outro mais compatível com a sua natureza. A tal respeito, uma pessoa observou ter sido dito que os Espíritos não podem regredir.

Com efeito, os Espíritos realmente não podem retrogradar, no sentido de que não é possível perder o que adquiriram em ciência e em moralidade; mas podem decair em posição. Um homem que usurpa uma posição superior à que lhe conferem suas capacidades ou uma fortuna pode ser constrangido a abandoná-la e a voltar à sua posição natural; ora, não é a isso que se pode chamar decair, pois que ele apenas retorna à sua esfera, de onde havia saído por ambição e orgulho.

Ocorre a mesma coisa em relação aos Espíritos que querem se elevar muito depressa em mundos onde se acham deslocados.

Os Espíritos superiores também podem encarnar em mundos inferiores, para cumprir uma missão de progresso, e a isso não se pode chamar de regressão, porque é devotamento.

Neste caso, já temos muitos ensinos. Quando os espíritos ensinam que o espírito não retrograda, eles querem dizer, que não perde o que aprendeu intelectual e emocionalmente, mas, os espíritos podem reencarnar em um mundo inferior ao que vive, como podem reencarnem países de situações sociais mais difíceis. Isso é muito importante para entendermos alguns tipos de migração espiritual. Descobrimos aqui dois tipos de migração espiritual: espírito que pede para ir a um mundo superior ao que vive e espíritos que pedem a ir a um mundo inferior para ajudar. Existem outros motivos de migração espiritual, estudaremos no próximo encontro.

Vivência emocional

Imagine que você, após desencarnar, é convidado a reencarnar em outro planeta e, antes de decidir, você tem direito de fazer três perguntas, o que você perguntaria?

Perguntas feitas para avaliar

1.

2.

3.

Que respostas de faria aceitar o convite? Que respostas te fariam rejeitar o convite?

O que foi mais importante para sua decisão? O que seria mais difícil deixar? O que seria muito bom deixar? Estas resposta te ajudam em teu autoconhecimento!

Prática da semana

Procure alguém de se sente deslocado, alguém novo em seu ambiente ou que tem dificuldade em se adaptar, busque ajudar esse pessoa a melhor se integrar.

Questões de O Livro dos Espíritos

55. Todos os globos que circulam no espaço são habitados?

— Sim, e o homem terreno está bem longe de ser, como acredita, o primeiro em inteligência, bondade e perfeição. Há, entretanto, homens que se julgam espíritos fortes e imaginam que só este pequeno globo tem o privilégio de ser habitado por seres racionais. Orgulho e vaidade! Creem que Deus criou o Universo somente para eles.

 

172. Nossas diferentes existências corpóreas se passam todas na Terra?

 Não, mas nos diferentes mundos. As deste globo não são as primeiras nem as últimas, porém as mais materiais e distantes da perfeição.

173- a. Podemos então reaparecer muitas vezes na Terra?

 – Certamente.

173- b. Podemos voltar a ela, depois de ter vivido em outros mundos?

 – Seguramente; podeis ter já vivido noutros mundos, bem como na Terra. 

Autores citados

jhp

José Herculano Pires.

Segundo Emmanuel, Herculano foi o estudioso que melhor compreendeu Kardec. Jornalista e filósofo, entre seus livros, destacamos: O espírito e o tempo, Lázaro, Madalena, Barrabás, Curso dinâmico de Espiritismo, O homem novo, O Reino, Vampirismo, Introdução à filosofia Espírita e Os filósofos. Evitou a adulteração de O Evangelho segundo o Espiritismo. (Na hora do testemunho)

 

Emmanuel

emmanuel

 

Autor espiritual das mais belas e profundas obras psicografadas no século XX. Dentre elas, destacamos: A Caminho da luz, Paulo e Estevão, Há Dois Mil Anos, Renúncia, 50 Anos Depois, Ave Cristo, série Fonte Viva. Sua atuação no movimento espírita brasileiro garantiu a compreensão do vínculo profundo entre o Espiritismo e o Cristo.

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s