Apresentação do Grupo Marcos

Inscreva-se em nossa lista de e-mail

 

 


Apresentamos o Grupo Marcos. Nossa Missão. Principais Atividades e o que entendemos por juventude. Para nós, é muito importante que você se sinta bem-vindo.


Presentation of the Marcos Group
We present Grupo Marcos. Our mission. Principals Activities and what we mean by youth. For us, it is essential that you feel welcome.

Entre em contato – contatogrupomarcos@gmail.com

Contact us – contatogrupomarcos@gmail.com


Nossa missão

 

Baixar Áudio


 

O que entendemos por juventude

Por muito tempo refleti sobre o conceito de juventude, em particular, sobre como o definir em nome do Grupo Marcos. Amigos e participantes do blog sempre falaram, mas eu tenho 60 anos… Para nossa alegria, Léon Denis, na década de 1920, elabora um descrição que expressa nossa compreensão. Podemos definir juventude com um trecho do texto de Léon Denis que se chama A Juventude Idealista e o Progresso.

Em todas as épocas da história do mundo, tendo recebido grandes dons, a juventude sempre teve a obrigação de realizar grandes tarefas. No momento presente, as suas responsabilidades aumentam proporcionalmente com a gravidade das circunstâncias.
Para reerguer um edifício que desaba sob o peso dos séculos, é imprescindível reformá-lo a partir das fundações, isto é, pela base. O mesmo conceito se aplica às sociedades quando estão perecendo: é pela base que é preciso recuperá-las; ocorre que a base viva da humanidade é a juventude, ou seja, a humanidade futura, os homens do amanhã.
Existe, porém, dois tipos de juventude: uma é frívola, insensata, demente e considera os seus dons uma força inútil que lhe é permitido desperdiçar de qualquer maneira e consumir o mais rápido possível, como um pródigo que gasta a herança de um avaro. Sua máxima é: “É preciso que a juventude passe.”. E ela passa, com efeito, como passam as rosas, como passam as enchentes, como passam as horas — e delas nada fica.

Não nos ocuparemos deste tipo de juventude, pois não é ela que trabalhará nas grandes reformas do país e da humanidade.

Entretanto, há outra juventude, cuja máxima é precisamente contrária àquela, porque estes jovens conservam a poesia e o frescor das primeiras horas de existência de suas almas até avançarem para a idade madura e até mesmo na velhice. São eles que, tendo conservado os grandes entusiasmos, o fogo sagrado, o ardor do pensamento e a religião altiva e radiosa do ideal, salvarão o futuro; foram feitos para as grandes devoções e estão preparados para nobres e gloriosos sacrifícios. Já no que diz repeito aos primeiros, por mais que se multipliquem os apelos generosos, fazendo eco a estas palavras do poeta*. “Cedam-me seus vinte anos já que não os utilizam para nada!”, eles respondem com um sorriso cético e irônico. Porém, se pedirmos aos outros que se arrolem sob as bandeiras sublimes que levam direto ao campo de batalha, eles responderão: “Estamos aqui!”.

A juventude é muito bela, mas esta aqui possui grandeza, que constitui uma beleza suplementar!

Analisemos o papel que ela terá de desempenhar e as condições nas quais deverá iniciar o seu nobre labor.

A juventude de elite à qual me refiro é digna de receber um título que ela saberá glorificar e imortalizar um dia: este título é juventude idealista!

Extraído do livro Um Olhar Sobre o Tempo Presente, de Léon Denis, 1. ed., da editora CELD. Tradução de Elena Gaidano, do ano de 2018.  Este livro faz parte da série Denis na Revista Espírita.
* Trata-se de um trecho de Discours em verssur les faux chagrins (Discurso em versos sobre as falsas tristezas), de Jacques de Lacretelle, membro da Academia de Letras Francesa. (N. da T.)

 


What we mean by youth

For a long time, I reflected on the concept of youth in particular on how to define it on behalf of the Marcos Group. Friends and blog participants have always spoken, I’m 60 years old … To our delight, Léon Denis, in the 1920s, elaborates a description of youth that expresses our understanding of it. The following text is from Leon Denis called Idealist Youth and Progress.

At all times of the history of the world, having received great gifts, the youth always had an obligation to carry out great tasks. At present, their responsibilities increase in proportion to the gravity of the circumstances.
To rebuild a building that falls under the weight of the centuries, it is essential to reform it from the foundations, that is, from the base. The same concept applies to societies when they are perishing: it is on the basis that it is necessary to recover them; it happens that the living foundation of humanity is youth, that is, future mankind, the men of tomorrow.
There are, however, two types of youth: one is frivolous, foolish, demented, and regards his gifts as a useless force which he is permitted to waste anyway and consume as quickly as possible, as a prodigal who spends the mischief of a miser. His maxim is: “Youth must pass.” And it passes, in effect, as the roses pass, as the floods pass, as the hours pass – nothing stays.
We will not deal with this kind of youth, for it is not she who will work on the significant reforms of the country and of humanity.
However, there is another youth, whose maxim is precisely contrary to that, because these young men preserve the poetry and freshness of the early hours of their souls until they advance to the ripe old age and even in the old age. It is they who, having preserved the great enthusiasms, the sacred fire, the ardor of thought and the haughty and radiant religion of the ideal, will save the future; were made for great devotions and are prepared for noble and glorious sacrifices. Already in what I say to the first ones, however much the generous appeals are multiplied, echoing these words of the poet: “Give me your twenty years since you do not use them for anything!” They reply with a skeptical, ironic smile. But if we ask others to bow under the sublime flags that lead directly to the battlefield, they will answer, “We are here!”
The youth is very beautiful, but this one has greatness, which constitutes an additional beauty!
Let us analyze the role it will have to play and the conditions under which it should begin its noble work.
The elite youth I am referring to is worthy of a title that she will glorify and immortalize one day: this title is the idealistic youth!

Translated from the book  Um Olhar Sobre o Tempo Presente, de Léon Denis, 1. ed., da editora CELD. Tradução de Elena Gaidano, do ano de 2018.  Este livro faz parte da série Denis na Revista Espírita.

Curso Educação Espírita: um Convite à Juventude

 

Baixar áudio


 

Nova Geração

Baixar áudio