Capítulo 9: A origem do saber Hindu

Educação Espírita: um Convite à Juventude

Baixe  a aula 9 em PDF

Capítulo 9: A origem do saber Hindu

Do grupo dos exilados de Capela, os hindus foram os primeiros a chegar. Depois, vieram os egípcios e depois os Israelitas como afirma Emmanuel. Não por acaso todas as línguas ocidentais têm como origem comum o sânscrito, a língua hindu antiga. Esse grande povo, segundo Emmanuel, era um povo de profetas e iniciados.

Ainda hoje o Hinduísmo guarda em sua dimensão oculta o saber da Doutrina Secreta e a religião praticada pela maioria reflete em alguma medida essa sabedoria profunda. A orientação hindu é a de que cada indivíduo deve seguir a sua própria fé. Uma orientação semelhante a de Kardec.

O Hinduísmo é a religião mais antiga do mundo com registros escritos e bem estruturados. Ensina que existem ciclos evolutivos como os yugas que duram 4,32 milhões de anos! E nós, aqui, nos debatendo com os nossos 30 mil anos…Rs…

As almas exiladas naquela parte do Oriente muito haviam recebido da misericórdia do Cristo, de cuja palavra de amor e de cuja figura lumi- nosa guardaram as mais comovedoras recordações, traduzidas na beleza dos Vedas e dos Upanishads. Foram elas as primeiras vozes da filosofia e da religião no mundo terrestre, como provindo de uma raça de profetas, de mestres e iniciados, em cujas tradições iam beber a verdade os homens e os povos do porvir, salientando-se que também as suas escolas de pensamento guardavam os mistérios iniciáticos, com as mais sagradas tradições de respeito.

Emmanuel, em A Caminho da Luz, Editora Feb

O Hinduísmo fundamenta-se na existência de um Deus único, muito antes de existir o povo Israelita e o Egípcio no mundo terreno. Também aceita como válido todos os sistemas de crença e permite a crença em vários deuses que também são entendidos como atributos ou manifestações do Deus Único. Isso é algo belíssimo. Shiva, por exemplo, é o destruidor das formas. Em uma linguagem espírita, diríamos que ele é a representação da Lei da destruição na definição de Kardec. É a dimensão de Deus, o atributo do Criador que destrói para renovar.

Há algo bem interessante. Os europeus são deste grupo como já dissemos. Eles são o grupo mais revoltado deste grupo, os que “fugiram de casa” e foram para Europa. Shiva é também representado segurando um tridente, que simboliza a arma com a qual ele destrói a ignorância. O que fizeram os arianos rebeldes? Transformaram o tridente de Shiva em arma do diabo medieval! Rs… Vai ser assim ruim de entendimento pra lá! Rs… Mas tem algum sentido, vejamos. O que mais tememos? O que mais teme um espírito inferior? Ser revelado como inferior, ter alguém ou algo que destrua sua ilusão de grandeza. Portanto, para estes, o tridente de Shiva que destrói a ignorância é a arma do diabo! Rs….

Vou tentar expressar a grandeza deste povo apresentando alguns princípios do Hinduísmo extraído do livro Hinduísmo For Dummies de Amrutur V. Srinivasan que traduzi para você.

Existe um ser supremo chamado Bramam, a realidade primeira de todo o universo;

A verdade é o objetivo da vida que significa integrar-se com Deus.

O objetivo da vida, de acordo com os hindus, é voltar para Bramam, a Realidade, ao perceber a nossa verdadeira natureza. Essa meta é definida como moksha: a libertação de repetidos ciclos de nascimentos e mortes. O objetivo é realizar a unidade, a unidade com Bramam. Por essa razão, o Hindu ora: “Asato ma sat gamaya”, que significa “Conduza-me do irreal para o real.”

Os espíritos que atingiram moksha, em linguagem espírita, são aqueles que não mais precisam reencarnar. São espíritos que superaram o estado de erraticidade. O que liberta do ciclos das encarnações? Segundo o Cristo, a Verdade, a Realidade. E você achou que o Espiritismo é uma conjunto de novidades! Rs… Continuemos.

Os Vedas são os livros do conhecimento sagrado. Eles são compostos de quatro livros: Rig Veda, Yajur Veda, Atharva Veda e Sama Veda. Precisamos que estudiosos e estudantes espíritas que se dediquem ao estudo sério deste elevados livros para que ampliemos nossa capacidade de compreender a mensagem de nosso Mestre que viveu em uma cultura oriental e não ocidental. Certamente, poderemos aprender muito do Evangelho, se buscarmos a Doutrina Secreta nas escrituras hindus.

Você sabe de onde vem o conceito de Karma? E você sabe o que é Dharma?! Isso é interessante.

Karma, sabemos, é a ação que retorna para quem a desenvolveu. É ação e reação.

Dharma é algo que ensina muito. Dharma se refere a natureza de cada ser, a conduta saudável de cada criatura. Por exemplo, o Dharma de um tigre a caçar e alimentar-se da presa, o Dharma de uma vaca é alimentar com leite seu filhote. O Dharma dos seres humanos? Servir! O ser humano que não serve aos outros trai sua natureza mais profunda. Lembrei que algo que você conhece: Fora da caridade não há salvação. Fora do Dharma não há salvação. Fora da essência humana não há salvação. Gostou? Eu achei fantástico.

A tolerância é outro valor central do Hinduísmo.

Por isso, os hindus modernos aceitam que todas as religiões contém a verdade. Um hino Hindu afirma este ponto de vista, comparando todas as religiões a vários caminhos que guiam para Deus. Elas são como centenas de rios e córregos que terminam por se misturar todos com o oceano.

Para quem conhece a Doutrina Secreta, nenhuma novidade! O Hinduísmo como afirma Emmanuel é a origem de tudo o que chamamos ciência e filosofia em nossa civilização.

Contudo, há um lado triste na história deste grupo. Apesar de todos estes elevadíssimos ensinos, como muitos de nós no Espiritismo, esse povo permitiu ser dominado pela ilusão de superioridade. Isolaram-se dos que mais sofriam, passaram a ter atenção para as questões que distanciam do amor e da caridade; prenderam-se aos formalismos, a moral de fachada, que separa e oprime. Criaram regras que não estavam em sintonia com o amor de Deus. Assim, surgiram as castas. Um sistema de discriminação social emocionalmente devastador. Assim esse belo e elevado povo, fracassou em sua missão mais sublime, a fraternidade verdadeira.

Esse, para mim, é um importante alerta. Estamos aprendendo amar? Relembro a sábia e forte palavra de Paulo, ainda que eu tenha todos os dons e conheça todos os mistérios sem amor, isso nada vale. Amemos.