Diálogo Mediúnico – Encontro -12

Diálogo Mediúnico

Que tenhamos paz e alegria.
Hoje faremos um encerramento um pouco diferente. Hoje teremos três mensagens avaliando aspectos da vinda de Kardec. Acreditamos que isso suprirá esse espaço e responderá, de uma maneira ou outra, as questões.

1ª Mensagem

Querido Allan Kardec,
Quero te dizer, mestre amado, que por conta das luzes que você espargiu pela Terra eu pude entender em profundidade os ensinos do Mestre dos mestres, Jesus de Nazaré. Por isso devotei minha vida aos teus ensinos sublimes para que a humanidade sofredora e cega pudesse compreender as verdades divinas contidas no Evangelho. Mas hoje eu sei que o teu sacrifício foi enorme, muito maior do que enquanto encarnado eu poderia imaginar. Aqui eu pude saber das dores terríveis que nem sequer os teus amigos mais próximos puderam compreender, mas que tu as sofreste em nome de Jesus de Nazaré.
Por isso, amigo querido, quero registrar ao mundo encarnado que me ouve não apenas a minha gratidão, não apenas a minha admiração, mas a minha certeza de que a obra por ti iniciada e que um dia será um dia continuada por ti, irá transformar a humanidade. Porque o Espiritismo apenas inicia. Porque o Espiritismo apenas no mundo depura aqueles que serão os verdadeiros servidores da causa. Hoje eu entendo que o movimento espírita está apenas numa fase de seleção.

Que o Espiritismo no mundo realiza, através de décadas de provações, aquilo que tu realizaste em tua própria vida, porque eu sei que a tua própria vida é o símbolo do movimento espírita na Terra.
Foi preciso antes enfrentar provações financeiras, e o movimento espírita enfrenta as suas limitações financeiras. Foi preciso para ti passar pela calúnia, e o movimento espírita passou pela calúnia. Tu foste tentado com os convites da acomodação social e hoje o Espiritismo é tentado e muitos dos seus membros sucumbem com a acomodação social, mas tu não sucumbiste.
Por isso, os espíritas deveriam estudar a tua vida para saber as provas que eles mesmos enfrentarão, porque o movimento espírita só será vitorioso quando se tornar digno de ser teu discípulo passando pelas provas que tu mesmo passaste. Porque tu sabes que o Espírito Verdade depois te disse que a tua vida foi modelo e que apenas ascenderá para o coração dEle todos aqueles que superarem as provações que tu superou.
E, por isso, amigo querido, Allan Kardec, eu rendo a ti as homenagens e aviso aos meus irmãos em humanidade: temos que nos tornar dignos desse mestre, passando pelas dores que ele passou, servindo ao Cristo.
Muita paz, do vosso irmão e amigo,
Cairbar de Souza Schutel.

2ª Mensagem

A Doutrina de Allan Kardec é uma doutrina de luz, mas não apenas pelo gigantismo de sua inteligência e de sua compreensão.

A Doutrina Espírita é luz, porque foi tecida nas tramas do tempo e do espaço com a reflexão depurada pelo sacrifício pessoal.

Somente nesta combinação superior encontrareis, se assim posso dizer, a química do espírito da verdade. Por isso, basta, em nosso movimento, de reflexões frias e de falsos testemunhos. Somente quando a pena que traça palavras é alimentada com o sangue espiritual daquele que a segura ela traça linhas de luz.
Allan Kardec não soube apenas entender e não soube apenas viver, mas ele soube entender vivendo e viver explicando as verdades espirituais. Tereis acesso no futuro à vida desse eminente mártir do cristianismo, não para vos degustares gostosamente em discussões literárias, mas para que a vida desse espírito rasgue os vossos corações fazendo-o sangrar para renovar. Porque se a vida de Allan Kardec não é conhecida em minúcias é porque hoje não podeis suportar. Porque hoje a rejeitariam para não sentir as dores do grande Codificador.
Mas a Nova Geração será marcada por uma pesquisa e por uma compreensão emocional e vivencial de tudo aquilo que fez o Codificador. Ela saberá ler nas entrelinhas da Revista Espírita o sacrifício feito, a palavra dita com a sua vibração original. E não estamos aqui pregando interpretações místicas, mas uma leitura psicológica adequada do tempo e do indivíduo que realizou a obra.
Meus amigos espíritas, atentai que a vida do mestre não é uma vida de escritos, como vocês pensam. Atentai que a vida de Kardec não se resume aos conceitos elaborados de forma brilhante. A vida de Kardec é o maior exemplo próximo de vocês de um espírito que andou com o Cristo no coração e nos lábios. Se quereis conhecer a ascensão espiritual com um exemplo moderno, olhai para Kardec. Se quereis aprender como suportar as provas da vida, pensai no método de Kardec, porque vocês ainda não estão preparados para entender, mas um dia estarão para sentir que Kardec, além de tudo, ensina um método de cristificação, um método da ascensão espiritual em termos modernos para que os que quiserem também se tornem iluminados.
Muita paz,
de um amigo espiritual.

3ª Mensagem

Encerramos convictos de que a vitória nos pertencerá se nos guiarmos por Jesus de Nazaré ensinado, explicado, por Allan Kardec.
Não devemos temer, não devemos vacilar, porque sabemos que a vitória pertence a Deus e para todos aqueles que desejarem nunca faltará orientação e amparo, porque essa é a promessa do Criador para toda a humanidade.
Filhos, ficai com Deus, convictos de que Jesus e Kardec vos guiarão e vos ampararão na imensa travessia que iniciamos no período da transição para que não vos falte força e coragem para, como esse verdadeiro discípulo, poderdes repetir: minha vida está em vossas mãos, façais dela como vos aprouver.
É um lema a ser seguido por todos nós.
Muita paz,
Eurípedes Barsanulfo

 

Cristo - Untitled Page (19).png