Vício por Dinheiro— Conceito – Encontro 10

A busca da riqueza pode se tornar um comportamento compulsivo. Como explica a psicóloga Tian Dayton, a necessidade compulsiva de obter dinheiro é muitas vezes considerada parte de uma classe de comportamentos conhecida como vício processual, ou “vício comportamental”, que é diferente do abuso de substâncias:

Hoje em dia, a ideia de vício processual é amplamente aceita. Vícios processuais são vícios que envolvem uma relação compulsiva e/ou fora de controle com certos comportamentos, como jogo, sexo, comida e, sim, até mesmo dinheiro… Há uma mudança na química cerebral nesse tipo de vício, semelhante aos efeitos do álcool ou das drogas. Nesses casos, envolver-se em certas atividades, como ver filmes pornográficos, comer compulsivamente ou ter uma relação obsessiva com dinheiro, pode liberar químicos no cérebro e no corpo, como a dopamina, que dão um “barato” real, similar ao do barato de uma droga. A pessoa viciada em algum tipo de comportamento aprendeu, mesmo que de forma inconsciente, a manipular a química do próprio cérebro.
Apesar de esse tipo de vício não ser uma dependência química, ele envolve comportamento compulsivo – neste caso, a dependência das sensações que vem com dinheiro ou bens materiais – que pode em último caso levar a consequências negativas e prejudicar o bem estar do indivíduo. O vício em gastar dinheiro é outro tipo comum de vício processual ligado ao dinheiro.

Fonte. http://www.huffpostbrasil.com/