Paz do Cristo em vossos corações, O Grupo Marcos é o impulso de nosso coração a estender-se em trabalho, sacrifício e bondade cotidiana.

Não queremos propor ações particulares nem orientar definições pessoais, afirmamos: é hora do bom combate! Não deixeis, bons amigos, de aceitar a oportunidade de auto-sacrificarem-se pelo Cristo. A Terra, escola bendita, passa por comoções sócio-espirituais que exigirão de cada ser encarnado equilíbrio, abnegação, renúncia de toda cobiça e desapego sincero do ego. Aqueles que continuarem, mesmo que discretamente, a cultivar a vaidade ociosa, o orgulho inoperante e as polêmicas descabidas, afirmo, não poderão manterem-se equilibrados ante os testemunhos necessários a admissão a ordem do Bem.

Amigos, jovens vos serão envidados muito em breve, atentai, não estais no mundo para vos deleitar em falsas promessas de imortalidade risonha e inoperante; a vós cabeis a tarefa de educar e incentivar a Nova Geração a agir imediatamente no Bem. Não pensei que sejam por demais moços. Não! Nosso trabalho urge e se exige de cada trabalhador a prontidão indispensável ao serviço do Cristo.

Finda seja toda discussão tola e improdutiva; basta de polêmicas estéreis e concorrências descabidas. Consulte-se a própria consciência ante os temas e assuntos pautados em vossas atividades espíritas sempre em relação aos benefícios que eles geram. Exclua-se do coração a maldade disfarçada em tolerância com o mal, bem como, a falsa bondade que a tudo permite e aceita em favor da desordem e da vilania. Amigos! Orai sempre ao Cordeiro de Deus que humildemente veio ao mundo e se fez homem para que pudéssemos entender em profundidade a paternidade divina em nossos corações e as profundas lições da sabedoria eterna. É hora de testemunho, não vos convoco a um trabalho simples e leve. Não. Quereis ser cristão? Aceitai de boa vontade vossa cruz e com coragem repitais as palavras de Paulo no deserto – Senhor, que queres que eu faça? Diremos, é hora do trabalho incessante no bem! Que vossa alegria seja recuperação dos enfermos, que vosso lazer seja o cuidado com o idoso, familiar ou solitário, e não deixeis passar jamais em vossos corações a ideia que estais fazendo obra abnegada, pois ao servidor obediente o salário será proporcional ao desprendimento real e nunca a fantasia emotiva. Amigos! Irmãos! Acolhei com vossas vibrações de amor, amor que sabe sacrificar-se a favor da Nova Geração, e recebereis alegrias ainda neste encarnação que nunca poderias imaginar, porque Deus abençoa a fraternidade e quando o menor ousa no bem e serve o maior; torna-se digno de ser acolhido como amigo no Reino de luz em que habitam os seres superiores da Criação. Paz.

De vosso amigo Eurípedes Barsanulfo.

Psicografia em 23/10/2013


imgres-1

Clique para baixar a mensagem