Curso
0% Completo
0/118 Passos

Codificação Espírita




O Livro dos espíritos

The Spirits’ Book – O Livro dos Espíritos. Terceira Parte: Leis Morais. Capítulo XI: Lei de justiça, amor e caridade. Item I: Justiça e direitos naturais. Pergunta 876. Tradução nossa.

Alllan-kardec-rosto-1

876) Independente do direito consagrado pela lei humana, qual a base da justiça fundada sobre a lei natural?

 O Cristo vos disse: “Querer para os outros o que quereis para vós mesmos”. Deus colocou no coração do homem, como a regra de toda a verdadeira justiça, o desejo que cada um de vocês possui de ter os seus direitos respeitados. Na dúvida do que deve fazer em determinada circunstância em relação ao semelhante, que cada um se pergunte como desejaria que agissem com ele nas mesmas circunstâncias. Deus não lhe poderia dar um guia mais seguro que a própria consciência.

 Comentário de Allan Kardec

O verdadeiro critério de justiça é, de fato, desejar para os outros o que se deseja para si mesmo; não apenas
desejar para si mesmo o que desejaria para os outros, o que não é exatamente a mesma coisa. Como não é natural desejar mal a si mesmo, certamente, tendo os nossos desejos pessoais como norma de conduta para se relacionar com nossos semelhantes, sempre desejaremos o bem para eles. Em todas as épocas e em todas as crenças, o homem tem sempre buscado impor os seus direitos pessoais; a diferença sublime da religião cristã é estabelecer o direito pessoal como base do direito do vizinho.