Contexto Histórico do Capítulo Dois

 

Século 19 

(1801 - 1900)

Apresentação em áudio do estudo 

Contexto histórico

século 19 -
A Arrogância Intelectual

O século XIX é marcado por um imenso avanço científico e social, mas, também, pela fragmentação do saber e da sociedade em geral.  A ciência e religião opõe-se mutuamente; a filosofia contrapõe-se a teologia; e os grupos sociais começam a verem-se como inimigos.  As religiões – catolicismo e protestantismo – disputam o poder social e político. As ciências diferenciam-se e isolam-se umas das outros. 

01

Tecnologia

Para o Positivismo existem três fases na histórica teológica, metafísica e positivo. O positivismo considera-se superior a religião.

02

Imperialismo

Para o Marxismo – Manifesto Comunista (1848) e O Capital, (1867 -1883) –  as rivalidades entre capitalistas e proletariados, a luta de classe, é o motor da história e as melhorias socias devem ser conquistadas por mieo da violência. A religião para o marxismo é o ópio do povo.

03

Ilusão de poder

O Concílio Vaticano I, em 1870, no momento de intensa disputa entre protestantes e católicos,  declara a infalibilidade papal que isola o catolicismo de outras religiões e da sociedade.

Comunismo e Espiritismo

1848 Publicação do Manifesto Comunista
1864 Publicação de Evangelho Segundo o Espiritismo

Diálogo Mediúnico

AAA –

Pergunta – o papel do Espiritismo no seio da Humanidade terrena.

 

A distância entre as residências de Allan Kardec e Karl Marx em Paris.

Screen Shot 2020-12-19 at 10.47.28
Distância entre a residência de Allan Kardec (Rue dos Martys) e Karl Marx (Rue Vaneau) em 1844