Contexto Histórico e Evangelho

 

Século 19

 

(1801 - 1900)

Apresentação em áudio do estudo 

Contexto histórico

século 19 -
o século da fragmentação

O século XIX é marcado por um imenso avanço científico e social, mas, também, pela fragmentação do saber e da sociedade em geral.  A ciência e religião opõe-se mutuamente; a filosofia contrapõe-se a teologia; e os grupos sociais começam a verem-se como inimigos.  As religiões – catolicismo e protestantismo – disputam o poder social e político. As ciências diferenciam-se e isolam-se umas das outros. 

01

Ciência

Para o Positivismo existem três fases na histórica teológica, metafísica e positivo. O positivismo considera-se superior a religião.

02

Pensamento Social

Para o Marxismo – Manifesto Comunista (1848) e O Capital, (1867 -1883) –  as rivalidades entre capitalistas e proletariados, a luta de classe, é o motor da história e as melhorias socias devem ser conquistadas por mieo da violência. A religião para o marxismo é o ópio do povo.

03

Religião

O Concílio Vaticano I, em 1870, no momento de intensa disputa entre protestantes e católicos,  declara a infalibilidade papal que isola o catolicismo de outras religiões e da sociedade.

Linha do Tempo

Augusto Comte

 

Autor

Um dos fundadores da sociologia, nasceu em 1798 e morreu em 1857 (ano de lançamento de O Livro dos Espíritos). Seu objetivo era superar as revoltas sociais e estabelecer uma sociedade harmônica por meio da ciência.

Ideias centrais

Comte rejeitava a metafísica como absolutamente fútil. Curiosamente, ele acreditava, ao contrário, que os homens são influenciados por impulsos mais nobres de altruísmo, ou amor ao próximo, não menos que pelos instintos egoístas. O grande objetivo de todo ensino social deveria ser o de promover a supremacia do altruísmo (palavra inventada por Comte) sobre o egoísmo.

Relação com Allan Kardec

Como Kardec, Comte buscava a solução para os conflitos sociais, porém, segundo Kardec era ingênuo supor que uma crença materialista estimularia essas conqusitas, já que não compreendendo seu futuro espiritual, o ser humano tende a ampliar suas buscas materiais e seu egoísmo. 

Augosto Comte desernarna em sua residência, na rua Monsieur le Prince, n. 10 a 3 quilômetros da residência de Kardec na 8 Rue des Martyrs. Cerca de 40 minutos de caminhada. É muito provável que eles se conheceram. 

Karl Marx

 

Autor

Nasceu em 5 de maio de 1818 na Alemanha e morreu 1883 em Londres. Durante a vida conheceu as ideais espíritas que dizia detestar. (Ver manuscrito)

Ideais centrais

O marxismo prega a instalação de uma sociedade justa com o uso da violência. O assassinato da burguesia, por meio da uma revolução proletária e a implantação de uma ditatura do proletariado é a proposta de ação do marxismo. 

Relação com Allan Kardec

Kardec sempre destacou que o grande inimigo do Espiritsmo era o materilsimo e que a ilusão de transformar o mundo usando a violência sempre geraria mais violência e sofrimento para toda a sociedade. Ao invés da oposição inconciliável entre ricos e pobres, Kardec defende o desenvolvimento da fraternidade fundamentada na convicção de imortalidade e jsutiça divina. 

Karl Marx viveu em Paris, entre os anos de 1843 e 1845, na rua Vaneau 38 que ficava a 3,3 quilômetros da casa de Kardec. é provável que tenha se encontrado em Paris. 

Allan Kardec

 

Autor

Nasceu em 3 de outubro de 1804 e morreu em 31 de março de 1869. Dedicou os últimos 12 anos de sua vida a elaborar e divulgar o Espiritismo. 

Ideias centrais

Existe um relação de integração entre ciência, religião e reforma social. Apenas comprendendo o sentido da vida material os indivíduos conseguirão construir uma sociedade justa e feliz. 

Relação com O Evangelho Segundo o Espiritismo

O Evangelho Segundo o Espiritismo foi o terceiro livro publicado por Kardec. É o resumo prático da moral do Cristo. Nele Kardec defende que o Espiritismo é o Consolador prometido por Jesus, vinculando-o ao cristianismo primitivo. 

Papa Pio IX

 

Papa

Pio IX foi papa durante 1846 a 1878 e dirigu o Concílio que durou um ano de 1869 a 1870. Foi o papa durante todo o período da Codificação Espírita. 

Ideais centrais

O Dogma central deste concíclio foi o - Pastor Aeternus - que significa na prática que o pontífice ao se pronunciar sobre matéria de fé e moral está sempre correto. É a oficialização da infalibilidade papal.

Relação com Allan Kardec

A igreja acompanhou o desenvolvimento do Espiritismo desde o lançamento de O Livro dos Espíritos em 1857. Hoje, nos arquivos da Congregação para Doutrina e para a Fé ( herdeiro da Sagrada Congregação Romana e Universal da Inquisição) existem sessões especias dedicadas ao "“De Spiritismo,” “De Hypnotismo,” “De Magnetismo Animale.” Kardec nunca aceitou a autoridade exclusiva de nenhuma instituição em relação a religião ou a condução da mediunidade ou do magnetismo. Defendia o estudo e a experimentação individual. Por isso, escreveu O Livro dos Médiuns e divulgava obras do magnetismo.   

Screen Shot 2020-12-19 at 10.46.56
Distância entre a residência de Allan Kardec e Augusto Comte (1857)
Screen Shot 2020-12-19 at 10.47.28
Distância entre a residência de Allan Kardec e Karl Marx (1844)