Magnetismo - Iniciação aos Princípios do Magnetismo

Diálogo mediúnico

Diálogo Mediúnico






Jesus, nosso amigo, nos ajude nesse instante, em que vamos falar de tema tão delicado hoje entre vocês, espíritas encarnados. 

Vocês conseguiram algo muito curioso: Espiritismo sem fluido. Só falta agora conseguir Espiritismo sem espírito e acaba tudo. Mas tudo isso é normal, não vamos nos espantar com esse tipo de coisa, porque é triste, mas era o esperado. Está acabando esta geração inimiga de Kardec. 

Kardec orou por eles, Kardec pediu para que todos aqueles que o atacaram, que distorceram, que caluniaram ele, tivessem uma última oportunidade, porque esse vínculo poderia ser transformado e dos inimigos poderia se conseguir amigos sinceros. 

Alguns realmente se transformaram, mas maioria, como eu esperava, não mudou muito. Acham-se superiores a Kardec, como se acharam antes: ah, eu sei o que está acontecendo, Kardec não sabe, mas é assim que as coisas caminham. 

Muitos deles serão sábios em mundos inferiores e lá terão uma compreensão que assustará a muitos. Falarão de reencarnação e muitas outras coisas e vão enfrentar o que hoje eles causam para os outros: pensamentos distorcidos, não só por maldade, mas também por incapacidade. 

Não fiquemos tão abalados com isso. Mas é muito importante termos grupos de pessoas que defendem o pensamento legítimo de Allan Kardec, sem ser metido a ser intelectual e falar tanta estupidez… Não, pensamento simples, prático, direto e, quem quiser e puder, aprofunde em alguma área. Mas é importante que esse mínimo seja conhecido de forma prática por todos aqueles que pretendem ficar no mundo, porque precisarão entender esse mínimo para poder auxiliar a Nova Geração. 

Podemos iniciar, minha amiga.

Muito obrigada pela sua presença hoje. A nossa questão do estudo é: como vencer, do ponto de vista magnético, uma influência obsessiva?

Primeiro, têm outras coisas que tem que entender. Primeira coisa: todos têm sensibilidade magnética. Não existe isso: eu não tenho. Se você não tivesse sensibilidade magnética, você seria um espírito cego e surdo. Espírito, não falo de corpo. Por quê? Porque tudo o que o espírito capta, escuta, vê, sente, se dá por meio de fluido, de magnetismo. Se espírito não tivesse sensibilidade magnética, seu perispírito não funcionaria. Olha que coisa maluca vocês têm no Espiritismo agora: eu não tenho sensibilidade magnética. Então, teu perispírito não serve de nada. Como se dá, então, tua percepção? Diferente dizer: eu não tenho ainda consciência de minha sensibilidade magnética. Entende diferença, filho? Isso é fundamental. Porque todos têm que ter, têm perispírito. Se teu perispírito não tivesse nenhuma sensibilidade magnética, tu nunca veria nada. Porque, o quem é a percepção do espírito? São fenômenos magnéticos que ocorrem no perispírito. Se espíritas não entendem isso, não tem mais o que fazer, porque vai ficar cada um com a sua maluquice. Mas se espírita entende: ah, eu tenho pouca consciência da minha sensibilidade, muda tudo. Por quê? Porque quem tem pouca consciência pode ter muita. 

Isso que eu quero primeiro explicar para responder essa pergunta, que não é fácil explicar tudo. Se você tem consciência, se você começa a ampliar a sua consciência, e todos têm que fazer isso, não pode ser preguiçoso, tem que fazer, existe mil formas de fazer isso. 

Vocês vão começar a perceber influências magnéticas da natureza, do mar, da planta, de um jardim, de uma rosa, de tudo e de outras pessoas. E vão perceber influências magnéticas de pessoas encarnadas e de pessoas desencarnadas. Então, se você se dispõe a isso, você vai ter mais um recurso precioso para lidar com obsessão. Está vindo pensamento estranho e junto com esse pensamento estranho estou sentindo energias esquisitas, pode ser sim uma influência magnética obsessiva. Então, do ponto de vista de cuidar-se magnético, desenvolver essa sensibilidade, estar atento.

Não sei por onde começar… começa pelo corpo físico. Aprende a ter consciência do teu corpo físico, porque é mesma coisa. A pessoa diz: ah, mas eu não tenho consciência de meu corpo. Desenvolve. O teu corpo tem sensibilidade, talvez você tenha pouca consciência. Talvez você só se dê conta que está com problema num órgão quando chega no extremo, talvez você só note um músculo quando ele está excessivamente dolorido, mas você poderia desenvolver uma consciência de já no começo do problema dizer: acho que tem algo estranho com meu ombro, com minha perna, deixa eu concentrar e sentir melhor. Tão simples, tão simples. Desenvolver isso e observar. 

E aí você vai começar a perceber que as influências magnéticas negativas têm características comuns. Porque a obsessão, importante entender isso, não se dá apenas na ideia, se dá no envolvimento energético. Por exemplo: espírito obsessor quer desequilibrar você sexualmente. Normalmente ele não só dá ideias, ele se aproxima, gera ideias sensuais e envolve teu corpo com energias tenebrosas. Quase sempre isso é feito junto. Ora, o que você pode fazer nessa hora? Muda as energias e muda pensamento. Pensa em paisagem da natureza, respira, expele esses fluidos negativos, vocês têm poder disso. Ora! Um exemplo simples: vocês não sabem cuspir? Cuspir é expelir. Cospe essas energias, coloca elas para fora. Como faço isso? Imagina uma cascata de luz vinda do Mais Alto e penetrando todo o teu corpo e limpando. Simples! 

Quer outro exemplo? Imagina teu coração acendendo como um Sol e queimando tudo que é ruim em ti. Simples. Espíritas eram para combater em si mesmo esses principais tipos de obsessão e era para ensinar pessoas a combaterem, mas não sabem nada de magnetismo e o pobre obsidiado fica sem recursos, apavorado, porque ninguém pode dar uma ideia simples e dizer: olha, você, pelo seu sentimento e pensamento, você pode atrair fluido, você pode eliminar do teu corpo qualquer fluido desses. Simplesmente faz isso, mobiliza, imagina uma coisa que tem poder emocional. Ah, eu adoro mar… Então, pronto! Tá resolvido! Imagina você tomando banho no mar, as ondas passando por ti, te limpando, tá resolvido esse aspecto. 

Mas não conhece, fica com medo de ensinar, porque nada conhece de magnetismo. Ah, vão dizer que é místico, que é maluquice, não, explica: olha, a tua mente, teu sentimento estão toda hora criando magnetismo ao teu redor, o teu corpo espiritual é teu, tu manda nele, ele é todo de fluido, tu pode atuar nele com a força do pensamento. E isto ensina Allan Kardec. 

Então, imaginar uma coisa ou outra é apenas uma técnica simples para colocar em prática tudo isso. Você pode imaginar tua mão iluminada depois de uma prece sincera e com essa mão você limpar aquelas energias ruins, tirando mesmo. Tão simples e o indivíduo não faz isso e se desenvolve um problema seríssimo. É uma das coisas. 

Outra coisa: pede ajuda para um amigo que conhece magnetismo. Quantas obsessões teria uma cura muito mais completa, de obsessor e obsidiado, se vocês soubessem e quisessem fazer tratamento magnéticos em ambos. Porque quando a obsessão é grave tem que haver uma transformação magnética dos dois, e atuando num e noutro você conseguiria ampliar isso. 

Mas vocês não sabem, não conhecem, ignoram Kardec. Então toda vez que sugerimos uma aplicação, um exemplo, muitos se assustam, porque são ignorantes e covardes, não se dão o trabalho de ir pesquisar em Allan Kardec e entender que ciência magnética possui princípios. 

E como toda ciência do mundo, você pode ter diversas aplicações de princípios. Por exemplo, Medicina, Biologia ensina: limpar as mãos para não pegar infecção, limpa uma coisa infeccionada, uma coisa que cortou para não ficar infeccionada. Ora, eu limpo como? Existem dezenas de maneiras certas de limpar um ferimento, de acordo com o momento, com a circunstância. Se é uma criança eu limpo de um jeito, se é um adulto, doutro, com uma pessoa que tem alergia a uma determinada substância eu não uso. Ora, meu Deus. Não é misticismo dizer: olha, na tua situação, eu lavaria com água com sal, porque é melhor. Ah, passa iodo, não, passa um sabão neutro. Não tá errado, mas a pessoa precisa dar uma orientação prática e possível para aquela pessoa, entende? Tudo isso pode variar. São aplicações. 

Para o momento, para a pessoa, para o que eu tenho na mão para socorrer. Eu não posso dizer: ah, eu não tenho aqui a substância adequada para limpar teu ferimento, que pena, tu vai perder tua perna. Não filho, olha, o ideal seria isso, mas se eu não tenho, vamos usar o que tem. Isto é muito importante entender. Ah, não tenho um soro adequado, mas esse soro ajuda, é melhor eu usar do que deixar teu olho infeccionar e ficar cego. Isso que se propõe. 

O problema é: como espírita não conhece os princípios, acham que é só um chute, uma maluquice, uma informaçãozinha privilegiada, ou o que for, tudo besteira. Se entendem princípio podem questionar e perguntar: essa técnica aqui deu esse resultado, posso usar essa outra? E ir aprendendo. 

Porque a aplicação de uma ciência, filhos, ela tem por obrigação de considerar especificidade. Não pode: ah, isso aqui resolve tudo. Isso é estupidez. Não pode. Avalia e pensa: ah, tenho duas ou três boas opções, vou ver a que eu uso. Então, se não entende princípio tudo dá errado, fica estranho. Mas, se entende, você pode ajudar a pessoa a se purificar de fluidos negativos. Você deve fazer isso com você. Tá mais difícil? Procura um magnetizador e diz: estou precisando que você me ajude, vamos trabalhar juntos para desimpregnar o meu corpo dessas energias, de excesso de tensão, de angústia, de medo, porque o espírito é que sente, mas o acúmulo energético amplia cem vezes as sensações e isso vocês precisam entender. 

Ah, é natural que fulano sinta medo nessa circunstância, mas se fulano permitir se impregnar de determinado fluido, este medo vai ser multiplicado até cem vezes. Então, um medo que seria até compreensível, saudável, natural, se torna uma síndrome do pânico, porque o indivíduo foi acumulando determinados tipos de fluidos.

Quanto bem, meus filhos, vocês devem fazer à humanidade por meio do magnetismo. E eu espero que, pouco a pouco, mantenhamos sim uma equipe de trabalho séria em vários cantos do mundo e eu terei muita alegria em orientar todos vocês. Que estudem com muita seriedade e que, antes de tudo, apliquem o magnetismo na vida de vocês e nós formaremos uma excelente equipe de trabalho, porque estaremos orientados pelo Cristo. 

Que vocês fiquem em paz,
Do amigo espiritual de sempre.

Amigo espiritual de sempre

O coordenador espiritual do módulo é também o atual coordenador do Grupo Marcos. Opta por identificar-se como - amigo espiritual de sempre em sua comunicações.