Educação Espírita: um Convite à Juventude – 04 – Anjo Guardião e o Planejamento Reencarnatório

Resumo

Estudamos a participação do Anjo guardião no que se refere a escolha do corpo e da família no planejamento reencarnatório.


 

Baixar 1     Baixar 2


Educação Espírita: um Convite à Juventude

Módulo 03

Encontro – 04 – Anjo Guardião e o Planejamento Reencarnatório

 

Diálogo Mediúnico

1ª Pergunta: Agradecemos a sua presença, amiga Patrícia, com muita, muita alegria.Como primeira pergunta, qual é importância do planejamento reencarnatório?

É uma alegria é poder estar aqui com todos vocês, podendo compartilhar os nossos sentimentos, as nossas experiências e mesmo as nossas reflexões sobre esse tema tão relevante ao meu coração: O anjo guardião e, em particular, hoje, sobre o tema que vocês elencaram.

No estágio evolutivo em que se encontra a grande maioria dos espíritos na Terra, o planejamento reencarnatório é de extrema importância. Porque planejamento reencarnatório de indivíduos mais simples, no aspecto da trajetória evolutiva, se faz de forma bem simplificada, porque as experiências são relativamente limitadas. Quando nos encontramos planejando reencarnações de indivíduos que possuem já larga somatória de experiências, múltiplos talentos adquiridos, bem como inúmeros vícios morais, torna-se um imenso desafio pensar  que situações específicas poderão impulsionar o seu desenvolvimento intelectual e moral e, em particular, que enfrentamentos emocionais eles necessitam. Porque o indivíduo para crescer, minha filha, precisa necessariamente enfrentar as suas viciações emocionais. O planejamento reencarnatório considera isso.

Portanto, destaco: para indivíduos da Terra, um dos aspectos mais importantes do planejamento reencarnatório encontra-se no setor do enfrentamento das tendências inferiores. Podeis perguntar: como um anjo guardião permite que o indivíduo nasça no ambiente de vício, sabendo da possibilidade de ele fracassar? E aí, já vos adianto: para que ele, naquele ambiente, tenha sim, as próprias tendências desabrochadas, reveladas. E aí vendo os próprios vícios, ele possa curar-se.  Então o planejamento possui uma imensa importância em variados setores, apenas cito esse, a título de exemplo mais específico.

 Pergunta: São todos os espíritos que têm necessidade de planejamento reencarnatório?

Certamente. Mas, como afirmei na resposta anterior, quanto mais evoluído o espírito e quanto mais complexo o mundo, como a Terra, mais delicado se faz esse planejamento. Porque espíritos redimidos não possuem ameaças em seus planejamentos. Um espírito superior, que reencarne no mundo superior, possui apenas desafios nobres, mas não terá que lidar com viciações emocionais. Em planetas como a Terra, o planejamento possui complexidade e muitas ameaças. Isso o torna particularmente preocupante, do ponto de vista do anjo guardião, o planejamento dessa fase evolutiva.

3ª Pergunta: Há necessidade da participação do anjo guardião nesse planejamento reencarnatório?  

Nos casos que citei, sim, são totalmente indispensáveis. Porque o  indivíduo na Terra hoje tem que lidar com a multiplicidade de ataque das trevas, no sentido de ondas vibratórias que varrem o planeta. A pornografia, a tendência à maldade, o estímulo da ganância,  o desespero coletivo pelo consumo: são ondas do mal, no sentido de que podem induzir o indivíduo incauto, a erros terríveis e abismos tenebrosos. Tudo isso afeta todos os habitantes da Terra. Portanto, cabe ao anjo guardião a análise de todas essas correntes inferiores que varrem o planeta em conjunto da análise da tendência de seu protegido, para pensar: que situação essas forças magnéticas infelizes podem e devem tornar-se educativas fontes de crescimento, apesar de serem desconfortáveis ao seu protegido?

Dou um quadro amplo, é uma análise histórica e complexa da situação da Terra e, ao mesmo tempo, uma análise que vincula-se a especificidade da história espiritual de determinado espírito. Daí a necessidade de larga participação do anjo da guarda em um planejamento reencarnatório, que possui essas características, que são quase a totalidade dos planejamentos atuais do mundo terreno.

4ª Pergunta: Em que medida o anjo guardião interfere no planejamento reencarnatório de seu protegido? 

Além dessa análise ampla, ele irá analisar todos os aspectos. Porque muitos aspectos não são decididos pelo anjo guardião. Mas podemos dizer que cabe a esse espírito, uma vez finalizado o planejamento, a análise global,  a modificação, a alteração, a redução ou a ampliação de provas. Porque ele é o verdadeiro tutor e avalista. Muitas vezes, o anjo guardião pode recorrer a um espírito ainda superior, caso ele julgue necessário. Outras vezes poderá decidir por si mesmo. Mas, podemos dizer que, em última instância, é ele o verdadeiro avaliador de todo o  planejamento reencarnatório de seu protegido.

5ª Pergunta: E em que medida o próprio protegido pode participar de seu planejamento reencarnatório?

À medida em que tenha maturidade, à medida em que seja dócil aos conselhos dos bons espíritos e possa participar. Porém, o próprio  anjo guardião permite, se compreende que isso será educativo, que o seu protegido tome várias decisões sob sua supervisão. Então, é sempre uma análise ampla e, ao mesmo tempo, específica. Compreendo todo esse conjunto, o protegido terá uma participação maior ou menor, segundo julgue seja educativa o seu anjo da guarda.

6ª Pergunta:  É o anjo guardião que realiza todas as providências relativas ao reencarne do protegido?

Como falamos, não.  Ao anjo guardião cabe a análise de todas as providências. Mas a reencarnação, minha amiga, envolve sempre o trabalho de centenas de espíritos. Existem planejamentos e setores de uma imensa especificidade. Se você, didaticamente, quer uma comparação, diria: imagine um amplo complexo hospitalar da Terra, quantas especialidades ele comporta? Um planejamento reencarnatório pode comportar ainda mais especificidades. Então, há todo um estudo que um anjo guardião congrega, avalia o conjunto da obra, mas que são feitos por técnicos das mais diversas áreas, segundo as necessidades de cada espírito reencarnante.

7ª Pergunta: A aparência do corpo é objeto de atenção do anjo da guarda no planejamento reencarnatório? Se sim, por quê?

Certamente o é, em particular no caso da Terra. Quando um protegido reencarna num mundo como a Terra, o seu corpo se torna objeto de sérias preocupações de seu anjo da guarda. Falo deste momento da Terra, em que a ganância e o desequilíbrio  sexual andam de mãos dadas. Certamente um indivíduo que reencarne com um corpo belo e chamativo terá que vencer, diariamente, um bombardeio de energias inferiores que poderão ser avassaladoras. Um indivíduo que tendência ao ganho financeiro desonesto e nasça com um corpo belo, seja um corpo masculino ou feminino, poderá sofrer tentações em prostituir o próprio corpo de forma direta ou indireta, para que realize os ganhos que deseja.

O corpo, dado o desequilíbrio do  planeta, se torna objeto de séria preocupação do anjo da guarda. Porque sabemos que, uma vez reencarnado, o indivíduo estará exposto a toda uma gama de energias que caso ele não tenha hábitos saudáveis e o cultivo de uma força moral adequada, poderá optar por ser vítima dessa onda terrível que leva tantos a degradação e ao suicídio.

Por isso, a aparência do corpo se torna relevante, mas não é sempre assim. Em casos de mundos superiores, a beleza do corpo não atrai a inferioridade circundante. Ao contrário, ela estimula relações mais fraternas e sublimes. No caso da Terra, neste período, a aparência do corpo é um dos itens mais relevantes de nossa preocupação, pelos motivos já expostos.

8ª Pergunta:  A saúde física é objeto de preocupação do anjo guardião durante o planejamento reencarnatório? E, novamente, se sim, por quê?

A saúde do protegido é sempre objeto de preocupação, mas não no aspecto limitado. Muitas vezes, doenças e limitações físicas são planejadas em conjunto sempre almejando que o protegido alcance uma situação espiritual superior após a prova cumprida na matéria densa.

Podemos citar como exemplo de planejamento de indivíduos que pedem, em determinada fase da vida, uma limitação física para que possam, diante daquela limitação, desenvolver os seus potenciais espirituais.

Muitas vezes, se interpreta o mal estar ou alguma limitação física como castigo, como um carma negativo. Posso afirmar que, muitas vezes, a limitação física é mesmo uma conquista, uma conquista de possibilidade de se ampliar o poder espiritual, de se educar os sentimentos e posso mesmo dizer que o planejamento não é algo rígido.

Portanto, muitas vezes, o próprio protegido pede ao seu anjo guardião, por exemplo: caso eu chegue aos 40 anos de idade e ainda não tenha alcançado determinado patamar de amadurecimento, eu peço que você permita que tal doença se desenvolva em mim, eu peço que você permita esse acidente que estamos combinando para que eu possa ser, usando uma linguagem terrena, chacoalhado emocionalmente para que eu volte a minha atenção para as realidades espirituais. Então, muitas vezes o acidente, a doença mais grave, faz parte de um plano B da programação espiritual para que o indivíduo não se perca. É muito comum temos alguns acidentes ou doenças pré-programados que vão acontecer não a título de acidente, mas vão acontecer a título de atitude de prudência para que a encarnação não seja perdida. Sendo assim, muitas vezes, o anjo guardião possui essa espécie de possibilidade, de ação de esperança, caso o seu protegido esteja se desviando.

Outras vezes é o contrário. O protegido pode combinar com seu anjo da guarda: caso eu chegue a determinada idade, aos 50 anos, por exemplo, com grau de maturidade alcançado, eu peço que aconteça esse acidente, ou que eu desenvolva essa doença, porque eu sei que isso irá potencializar ainda mais minhas conquistas espirituais.

Portanto, minha filha, é muito limitada a visão humana, que associa algo desagradável do ponto de vista físico e material com uma punição espiritual. Poderá ser uma atitude de socorro, mas poderá ser uma atitude de conquista, um indivíduo conquistou um patamar de maturidade que irá lhe permitir viver uma experiência mais difícil para aí, ainda desenvolver muito mais o seu poder espiritual.

Podemos citar, já que é um registro histórico de vosso mundo, o exemplo do nosso querido amigo Bezerra de Menezes, que ao final da vida conquistou uma experiência de doença que ampliou intensamente o seu poder espiritual. São conquistas.

Poderemos, num outro momento, desenvolver a reflexão dessa experiência desse amigo muito querido e muito admirado de nosso coração como um exemplo de como a conquista espiritual poderá resultar em determinados problemas físicos que almejam potencializar ainda mais as conquistas espirituais.

Dito isso, sintetizo apelando aos vossos corações: não interpreteis as experiências materiais de uma forma rígida. Antes, tentai entender que acima de tudo existe uma lógica espiritual superior e essa lógica superior é sempre e obrigatoriamente regido pelo amor de Deus e conduzida por vossos anjos guardiões.

9ª Pergunta: Há uma relação entre as características do corpo e a mediunidade a ser vivenciada na encarnação?

Certamente, minha filha. Porque a mediunidade é uma faculdade também biológica. É um erro grosseiro espíritas acharem que existe uma divisão, como que uma muralha, separando o que é físico e o que é espiritual. Allan Kardec tanto se esforçou utilizando-se o máximo do vocabulário de seu tempo para mostrar o contrário, falando que existe algo semi-material, que não existe uma interrupção entre espírito e matéria, mas existe uma infinidade de energias que fazem tudo estar conectado. Consequentemente, o planejamento do corpo está vinculado ao planejamento mediúnico.

Em outras oportunidades poderemos explorar especificamente o planejamento mediúnico, mas hoje, atendendo a vossa solicitação, podemos dizer: o planejamento do corpo está intrinsecamente ligado ao planejamento mediúnico. Citando, como exemplo, porque as energias da mediunidade no mundo físico são energias biológicas, um corpo, por exemplo, apto a produzir as energias a que chamais de ectoplasma irá criar uma realidade muito diferenciada ao seu redor,  uma realidade magnética diferente.

Por exemplo, minha filha, alguém que peça para nascer com o corpo belo e atraente e peça também para desenvolver amplas energias ectoplásmicas terá um poder magnético muito maior associado a beleza que naturalmente atrai a atenção do outro. Se isso não estiver profundamente conectado com uma vida cristã,  é praticamente certo que esse espírito irá falir pelas portas da sexualidade desequilibrada. Então está tudo conectado. O planejamento considera a realidade, e a realidade é sempre integrada.

Nesse aspecto, o poder magnético, a produção de energias ectoplásmicas, que são indispensáveis ao fenômeno mediúnico, está ligado à saúde do corpo, está ligado a aparência do corpo.

Num planejamento o anjo guardião, obrigatoriamente, irá considerar tudo isso de forma conjunta, porque sabe que na vida isso não irá se manifestar de maneira separada. O poder magnético, a capacidade de gerar ectoplasmia não é apenas do fenômeno mediúnico, ela estará a todos os instantes com a criatura. Aquela energia poderá ser utilizada para chamar a atenção das pessoas de forma saudável ou de forma doente.

Portanto, quando se pensa na programação reencarnatória, no aspecto corpo, aparência, saúde ou doença, limitações físicas ou desenvoltura, memória, capacidade de expressar a inteligência, mediunidade e poder magnético, tudo isso é considerado em conjunto considerando-se os traços principais daquele espírito.

Esse conjunto é de estruturado, como uma luva muito delicada, para que caiba na mão do Espírito reencarnante e ele consiga ser exitoso na sua encarnação.

Naturalmente, o livre-arbítrio poderá fazer esse conjunto ser extremamente desastroso ou poderá fazer esse conjunto ser o caminho iluminado para o Mestre.

10ª Pergunta:  A decisão de escolha dos pais é feita pelo anjo guardião? Quais seriam os critérios para essa escolha?

Sempre em conjunto. Todas as decisões são em conjunto, coordenadas ou lideradas pelo anjo guardião. E aí estamos desenvolvendo o mesmo tema, porque a família é o corpo estendido. Se o corpo é um ambiente e instrumento direto onde o espírito habita, a família é como uma extensão. Os critérios serão exatamente os mesmos. Que paixões preciso corrigir? Que paixões preciso sublimar? Então, a família, muitas vezes, será o espelho das paixões inferiores do espírito. Outras vezes a família refletirá as virtudes a serem alcançadas. O que mais importa, do ponto de vista espiritual,  é que a família com suas virtudes e vícios, com a sua harmonia e conflito, em graus variados, ela possa estimular o espírito ao crescimento espiritual.

Podemos fazer uma comparação buscando ser didático: o planejamento reencarnatório na família é como construir, é como confeccionar um prato em vossa culinária terrena. É preciso combinar um conjunto de coisas para que o conjunto se torne saboroso.

Às vezes são temperos amargos, às vezes são temperos ardentes, mas o conjunto deverá sair bom. Assim pensamos nós, os anjos guardiões: a família deverá ter um conjunto de fatores e temperos que, mesmo amargos e desagradáveis, darão um conjunto saboroso. Mas o sabor que nós buscamos, minha filha, é o sabor da vitória espiritual.

Muitas vezes a família será esse conjunto de temperos extremamente desagradáveis ao paladar, serão temperos angustiosos, serão experiências devastadores do ponto de vista do conforto emocional. Mas, se nós vemos a possibilidade real desse conjunto de temperos amargos e desagradáveis gerar sabor espiritual, nós autorizamos e mesmo incentivamos os nossos protegidos a viver essa experiência.

Só podereis entender a lógica do amor de um anjo da guarda se tiver sempre claro em vossa mente, minha filha, que o que nós desejamos, é a felicidade eterna, é a paz que nada perturba, é a vitória espiritual e para isso submeteremos os nossos protegidos a todas as experiências amargas para que um dia ele conquiste a felicidade que é estar vinculado a Deus.

11ª Pergunta: Pode o anjo guardião aceitar que seu protegido nasça em um lar o qual não tem afinidade?

Na maioria das vezes é o que acontece. A família humana ainda é um arquétipo da felicidade, é uma referência da felicidade. Mas a família atual é a referência das provações dolorosas. É uma ilusão afirmar que as famílias da Terra são famílias de paz e de harmonia.

Na grande maioria dos casos, a família é o ambiente purgador, é o ambiente em que o espírito vem viver as suas dores e decepções para que conquiste as suas virtudes que o livrarão de futuras experiências mais infelizes ainda.

12ª Pergunta: Como a relação com o anjo guardião pode ajudar a ter maior clareza da missão reencarnatória do protegido? É permitido que nós peçamos ao nosso anjo para lembrar nosso planejamento?

O primeiro passo, minha amiga, é compreender a lógica do anjo guardião. O nosso esforço neste módulo, que irá se repetir e se atualizar a cada ano, é gerar essa compreensão, porque essa compreensão irá possibilitar o diálogo verdadeiro com o anjo guardião.

O primeiro passo é entender tudo isso que estamos expondo a partir de uma reflexão da obra de Allan Kardec, da obra de André Luiz, em particular, que mostra tantos relatos da relação do Espírito aprendiz com espíritos superiores.

Feito isso, que consideramos uma verdadeira iniciação de relação com o anjo da guarda, os vossos anjos guardiões se aproximarão de vocês. Uma vez que vocês façam os exercícios que indicamos, diariamente orando aos anjos guardiões e, ao mesmo tempo, diariamente ou pelo menos semanalmente refletindo nas lições que aqui expomos, vocês estarão se preparando para que no futuro os vossos anjos guardiões se tornarem os reveladores do planejamento reencarnatório.

É desejo de todos os anjos da guarda revelar todo o planejamento reencarnatório aos seus protegidos. Porém, é necessário que os protegidos, antes disso, entendam a lógica desse planejamento, que eles entendem como ele é feito, que eles entendam os motivos, que eles consigam ampliar seus horizontes tão acanhados para que o anjo, de fato, possa expor com verdade tudo aquilo que foi combinado.

Porque enquanto o protegido opta por permanecer acomodado e numa postura inferior, ao anjo guardião não é dado explicar nada, porque as explicações seriam distorcidas. Se um anjo guardião explica a um coração ainda infantilizado pela busca dos prazeres da Terra que eles combinaram determinada doença, essa revelação poderia inclusive causar mais revoltas ao seu protegido.

À medida em que protegido amadurece, a medida em que o protegido é capaz de começar a entender a lógica desse espírito superior que o guia, a comunicação se torna possível, o diálogo se torna produtivo e a relação com toda certeza será intensificada.

Por isso reforçamos esse ponto. Cabe a você que me escuta, meu querido jovem, minha querida jovem, a cultivar esse ponto de vista, porque é para você que nós realizamos esse programa. O nosso objetivo mais direto e mais sincero é ajudar você se aproximar verdadeiramente de vosso anjo guardião. E eu posso afirmar, muitos deles estão aqui conosco, nos ajudando a responder, dialogando, porque eles se preocupam que através de nós você se prepare para que no futuro vocês possam ter uma relação direta com ele e ele possa explicar em detalhes o vosso planejamento reencarnatório.

Não há nada de oculto e de secreto, há apenas a necessidade de vossa iniciação preparatória neste tema, que a vossa emoção esteja educada, que a vossa compreensão seja ampla e eles estarão felizes e alegres quando esse momento chegar. Porque eles revelarão a você tudo aquilo que vocês combinaram e isso será um apoio muito importante para que você não se desvie com as loucuras e com as ilusões da Terra.

Meus queridos amigos, é para vocês que dedicamos esse programa, em nome de vossos anjos da guarda, com o coração empolgado, na certeza de que nesse instante vocês  haverão de fazer uma prece sincera e silenciosa pedindo: anjo guardião,  me ajuda a entender a vida, me ajuda a sentir de forma mais ampla, para que a tua companhia esteja presente a cada passo que eu der. Porque de mão dadas chegaremos mais rápido ao coração do Cristo, à compreensão profunda de Deus, à felicidade verdadeira.

É a vocês, jovens amigos, que pedimos: orai diariamente, diariamente, não temei, porque vossos anjos guardiões nunca ficarão chateados. Orai várias vezes ao longo do dia com sinceridade e eu garanto, a cada prece e a cada apelo, os vossos anjos guardiões responderão com sorrisos de alegria, porque o que eles mais desejam é estar com vocês sempre.

Muita paz, de vossa irmã e amiga,

Patrícia.

um comentário

  1. Estudando as obras de André Luiz, de Camilo Cândido Botelho, temos uma noção da complexidade da infraestrutura responsável pelo planejamento reencarnatório realizado no plano espiritual. Mas eu não havia atentado para este detalhe da participação dos nossos anjos da guarda, o que faz todo sentido do mundo, já que serão eles que nos acompanharão e nos orientarão (dentro do possível) em nossas jornadas. Muito elucidativo !!!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s