RESUMO

Estudamos alguns casos em que o anjo guardião opta por reencarnar para amparar seu protegido.


Baixar 1     Baixar 2


Educação Espírita: um Convite à Juventude

Módulo 3

Encontro 05 – Reencarne de um Anjo Guardião

Diálogo Mediúnico

Muito obrigada, amiga Patrícia, pela sua presença.

1ª pergunta: Como primeira pergunta desse nosso encontro, que motivos levam um anjo guardião reencarnar para auxiliar seu protegido?

Como podeis imaginar, pegando como referência as nossas respostas dos encontros passados, as situações podem ser das mais variadas. Mas, na Terra, no momento em que vivemos, o motivo mais frequente de reencarne de um anjo guardião é o resgate de uma situação de extrema infelicidade de seu protegido. Um grupo de anjos guardiões reencarnam quando observam, por exemplo, que seu protegido poderá não mais permanecer no planeta. Quando ele observa que o seu reencarne poderá sensibilizá-lo e mudar uma rota que conduzirá a expulsão do próprio orbe. Então esta é uma possibilidade. Uma atitude de extremo sacrifício para evitar milênios de sofrimento para o seu protegido.

Ocorre também, minha filha, quando o protegido alcança determinado patamar, a providência divina permite que o anjo reencarne para ser um poderoso sustentáculo, quando o protegido se dispõe a agir de uma maneira muito mais ampla. Então, muitas vezes, ao lado daquele que se dispõe a realizar uma obra mais ampla, está ali o seu anjo guardião, de maneira discreta, sustentando a atividade, amparando a atividade.

Podemos citar, a título de exemplo educativo, o caso de Estevão. Espírito mais maduro do que o apóstolo dos gentios, que reencarna para auxiliá-lo, de forma discreta e poderosa, a realizar a obra do cristianismo. Vemos aí algo semelhante como o narrado no livro Renúncia. Carlos, o personagem, poderia ter conseguido uma obra relativamente de destaque no mundo, se tivesse acolhido com devoção as influências do espírito de Alcíone. A história talvez valorizaria mais Carlos pela sua obra externa, mas, no aspecto verdadeiro, quem sustentaria a obra seria Alcíone.

Assim vemos também essa possibilidade, de que o anjo guardião reencarne com o objetivo central, não de evitar uma catástrofe maior de seu protegido, mas de auxiliá-lo a consolidar uma obra mais significativa, o que é educativo para ele, mas também que beneficiaria muitas outras pessoas.

São situações que possuem nuances importantes para serem entendidas. Podem se mesclar, mas, numa, o objetivo central é evitar um desastre maior. Na outra, o objetivo central é consolidar conquistas já tidas pelo protegido.

2ª pergunta: Como se realiza a proteção dada pelo anjo guardião ao protegido quando este reencarna?

De uma forma mais direta. Com as energias o envolvendo de uma forma material, digamos assim. Além disso, ao sair do corpo, o anjo guardião, sendo um espírito superior, terá plena lucidez em conduzir seu protegido aos estudos, aos processos educativos necessários para que a missão seja cumprida.

3ª pergunta: O anjo guardião que reencarna possui outro anjo guardião que o orienta que o protege neste momento?

Encarnado ou desencarnado, o mais frequentemente, a quase totalidade anjos guardiões que atuam no planeta Terra, possuem anjos guardiões, minha amiga. Então, certamente, é um processo feito de forma encadeada, de forma estruturada. Porque, aí sim, o anjo guardião do anjo da guarda que reencarna estará mais presente, dado as dificuldades dele por possuir um corpo material. Dessa maneira, tudo se ajusta para que todos estejam sempre muito amparados.

4ª pergunta: Quando um anjo guardião reencarna para auxiliar um protegido, ele pode ajudar outras pessoas, de forma que ele se torne, não diretamente um anjo guardião, mas um amigo mais íntimo, um amigo mais próximo de outras pessoas que estão ao redor, isso é possível?

Como o próprio livro relata, sim. Um espírito que aprendeu o valor do amor, minha amiga, irá sempre empenhar-se em amar aonde esteja. A relação do anjo guardião com seu protegido, se assim podemos colocar, é uma relação especial, mas jamais uma relação de exclusividade.

Um espírito pode ter como objetivo central de sua atuação, encarnado ou desencarnado, guiar o seu protegido, mas isso jamais fecha o seu coração para todos que estão ao redor dele. O espírito de Alcíone é um exemplo muito claro. O auxílio dela se estende a centenas de pessoas. Ela não perderá, nunca, tempo; e nenhum espírito lúcido não perderá, nunca, tempo. Reencarnado num mundo com a Terra, onde a miséria e o sofrimento estão em quase todos os corações, onde a violência, desestruturadora, habita quase tudo, quase todas as intimidades dos espíritos reencarnados.

Então, vendo essa situação de calamidade espiritual geral nunca um espírito que está já sensibilizado para o valor de uma relação de amor irá acomodar-se. É verdade que o chamado, no intuito de amparar o seu protegido, será mais intenso, mas, nem por isso, ele será indiferente. Ele será capaz de amar e sacrificar-se intensamente por outros indivíduos, que ele conheça ou não, porque chega uma fase do amadurecimento espiritual que nós não vemos mais nenhum filho de Deus com indiferença.

Nos sentimos afins com todos, porque todos expressam a divindade. Todos expressam a criação de Deus, todos igualmente, nesse sentido amplo, sensibilizam o nosso coração, no aspecto que nenhum filho de Deus é indiferente para o coração que aprendeu amar.

Caberá sempre a atuação em favor de todos aqueles que estão ao nosso redor. Auxiliar, aliviar as dores, orar, servir com o exemplo dignificador, independente de uma relação ou não com o protegido. Todos os que sofrem são objeto de preocupação, de oração e de ação de um espírito que já descobriu em si a importância do amor.

5ª pergunta: Pode o anjo guardião reencarnar em uma missão não diretamente relacionada com o seu protegido?

Com certeza, até porque o anjo guardião pode ter vários protegidos. Até porque o anjo guardião pode ter outras tarefas. Quando falais não relacionada, entendo não diretamente relacionada num sentido muito específico. Mas todo o ganho do amor é repartido sempre. Por exemplo, o anjo guardião pode reencarnar num outro continente para desempenhar determinada tarefa. Ao retornar ao plano espiritual, ele estará mais sábio. Estando mais sábio, ele terá ainda mais recursos para auxiliar seu protegido. O amor sempre gera mais benefícios para aquele que é objeto do amor.

Então, isso também ocorre. O ano guardião, muitas vezes, opta por ter determinadas experiências que irá torna-lo ainda mais capaz de amparar seu protegido. Ele poderá optar por determinadas áreas de estudos, pois ver que daqui a 200 ou 300 anos, aquela área de estudo poderá ser aplicada em benefício do seu protegido.

Minha filha, apenas estudando as relações dos anjos guardiões com seus protegidos a criatura humana terá uma dimensão mais verdadeira do que significa o amor.

Imagine espíritos que hoje, e eu conheço um caso muito especial, que está reencarnado como paralítico na África, sofrendo intensas amarguras, porque ele quer ser capaz de ensinar muito adequadamente o seu protegido a amparar aqueles que vivem uma intensa miséria. Porque esse protegido, minha filha, já está definitivamente classificado para ir habitar num mundo inferior de extremas dores. Então o anjo guardião está vivendo isso agora na Terra para que, daqui a 200 ou 300 anos, ele possa educar em profundidade seu protegido a auxiliar outros espíritos que não vão estar na mesma situação.

O amor não mede esforços, o amor não conhece nenhuma fronteira do tempo e do espaço, o amor sempre encontra motivos para sacrificar-se pelo benefício de outro.

Essas experiências, pretende este amigo que está reencarnado hoje, sensibilizem o coração de seu protegido, por que ele é um dos responsáveis pela miséria de determinado povo. Então ele espera que, ao desencarnar, seu protegido entenda o sofrimento que ele causou.

O anjo guardião optou por se tornar, entre aspas, uma vítima da ganância de seu protegido para que seu coração possa ser tocado de uma forma mais imediata e, de outra forma, porque ele será obrigado a socorrer, durante muitos séculos, espíritos nesse outro mundo. Então ele quer se qualificar ainda mais para auxiliá-lo nessa tarefa.

Por isso, minha filha, apenas entendendo o amor ao longo dos séculos de sofrimentos intensos, mas também de um planejamento secular, podereis começar a saber o que é o trabalho de um anjo da guarda.

6ª pergunta: Que lição nós podemos tirar do relato da experiência, do livro Renúncia, em que Carlos descobre ser o autor da infelicidade de Alcíone?

Podemos dizer, minha filha, que essa é a experiência de Jesus de Nazaré.

O que fez o nosso Mestre? Se permitiu tornar-se vítima da maldade humana. O Mestre é o nosso modelo de ação com os nossos protegidos.

Assim fez Alcíone. Ela se permitiu reencarnar e se tonar vítima da maldade de seu protegido para que o coração de seu protegido se tornasse minimamente sensível.

A grande lição é que o amor irá se sacrificar tantas vezes quantas forem necessárias, minha amiga, para que o objeto do seu amor também aprenda a amar. Porque para quem ama só há uma satisfação: ensinar o amor. Porque o amor é uma força que traz um bem-estar, uma alegria tão suprema, que nós não podemos nos acomodar até que esse bem-estar e essa alegria suprema invada o coração de quem amamos.

O amor é uma paixão sublime, que não permite, para aquele que a possui, a comodidade, a paz e o repouso, nesse aspecto de comodidade, até que aquele que é objeto do amor sinta a mesma coisa.

Não haverá nunca um anjo guardião que se acomode em relação ao seu protegido. Não há nunca um anjo guardião que pare de agir intensivamente em favor de seu protegido, almejando que esse espírito sinta o bem-estar profundo que é se sentir amparado por todo o universo.

Esse é o bem-estar de quem ama, minha filha. Não é sentir-se amparado pelo anjo guardião. O anjo da guarda só ficará feliz, contente e satisfeito quando ele ensinar ao seu protegido o amor a tal nível que esse protegido se sentirá amparado pelo universo infinito.

Esse é o sentimento alvo, esse é o patamar que almejamos para os nossos protegidos, minha filha. Apenas esse. Até lá, estaremos sempre dispostos, ao longo dos séculos e dos milênios, a viver todas as renúncias necessárias, a realizar todos os sacrifícios que forem requeridos para conduzir os nossos protegidos, e falo em nome dos anjos guardiões, a esse patamar, em que amor se alia a paz imperturbável e que, aí sim, teremos a primeira medida inicial do amor de Deus por cada um de nós.

Conclusão: Muito obrigada amiga Patrícia. Deixamos agora o espaço para a mensagem de encerramento.

Não existe, meus filhos e filhas, nenhum espírito na Terra que não tenha um anjo guardião. Não observem isso como uma informação intelectual, se permitam sentir o amparo que isso gera em vossos corações.

Minhas queridas amigas e amigos, tendes um espírito poderoso, porque é portador de um amor que não conhece limites ao vosso lado. Tendes um espírito profundamente sábio e amigo vinculado aos vossos corações.

Atentai para essa verdade e buscai esta conexão profunda e nunca mais vos perdereis nos caminhos escabrosos dos vícios materiais e essa ligação vos levará a patamares hoje inimagináveis, mas que são muito mais reais do que as vossas torpes ilusões da Terra.

Amigos e amigas, amai o vosso anjo guardião e ele encontrará possibilidades de vos elevar a uma alegria infinita.

Muita paz, de vossa irmã e amiga, Patrícia.

 

One thought on “Educação Espírita: um Convite à Juventude – 05 – Reencarne de um Anjo Guardião

  1. Mais um podcast muito esclarecedor … Se todos refletirmos sobre os esforços necessários aos nossos anjos da guarda para nos manterem no caminho da retidão e se também levarmos em consideração o sofrimento a que podemos expô-los tomando decisões erradas envolvendo nosso livre-arbítrio, talvez envidaremos mais esforços para dignificarmos tamanha dedicação de um espírito superior…

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s