Encontro 1 : O que é magnetismo

Nesse primeiro encontro, conversamos sobre como o magnetismo se apresenta na natureza e em nossa vidas.

Baixar áudio 1                               Baixar áudio 2


 

Texto do encontro 1 : o que é magnetismo

Baixar texto PDF 1   Baixar texto PDF 2

 

O Livro dos Espíritos, questão 27

27. Haveria, assim, dois elementos gerais do Universo; a matéria e o espírito?

– Sim, e acima de ambos Deus, o Criador, o pai de todas as coisas. Essas três coisas são o princípio de tudo o que existe, a trindade universal. Mas, ao elemento material é necessário ajuntar o fluido universal, que exerce o papel de intermediário entre o espírito e a matéria propriamente dita, demasiado grosseira para que o espírito possa exercer alguma ação sobre ela. Embora, de certo ponto de vista, se pudesse considerá-lo como elemento material, ele se distingue por propriedades especiais. Se fosse simplesmente matéria, não haveria razão para que o espírito não o fosse também. Ele está colocado entre o espírito e a matéria; é fluido, como a matéria é matéria; susceptível, em suas inumeráveis combinações com esta, e sob a ação do espírito, de produzir infinita variedade de coisas, das quais não conheceis mais do que uma ínfima parte. Esse fluido universal, ou primitivo, ou elemento, sendo o agente de que o espírito se serve, é o princípio sem o qual a matéria permaneceria em perpétuo estado de dispersão e não adquiriria jamais as propriedades que a gravidade lhe dá.

Não basta dizer que os Espíritos ensinaram a Kardec em O Livro dos Espíritos, que o universo é composto de três unidades essenciais: Deus, o Criador; Espírito e matéria/energia. Esse saber que remonta a civilizações mais antigas e que hoje alguns ramos da física começam a redescobrir de pouco ou nada serve se não compreendermos sua utilização prática em nosso dia a dia.

Todo a sabedoria espiritual está em aplicar nas ações e nos sentimentos as elevadas revelações da ciência, da artes e da religião. Sem essa aplicação, o que resta é a vaidade. Não é possível empreender uma jornada de crescimento espiritual sem aplicar essa compreensão em nossas vidas diariamente, o que significa dizer, sem a aplicação do magnetismo, que é a ciência que ensina a lidar com as energias, não seremos capazes de aprofundar nossa relação com as dimensões mais sutis e mais elevadas da vida.

O que estou dizendo é o seguinte:  nós, espíritos, vivemos envoltos de duas realidades básicas – energia/matéria e Deus. Para agir com um mínimo de lucidez precisamos saber como nos relacionar com as energias que nos envolvem e que nos ligam aos outros seres – homens, mulheres, animais, plantas etc – que habitam no universo e precisamos aprender a nos relacionar com Deus.

Neste módulo, trataremos sobre magnetismo, entendido como o saber que nos ensina a utilizar as energias que nos envolvem a todos os instantes e que nos liga a todos os seres de forma saudável ou não.

De que tudo é formado

Sabemos hoje que tudo o que existe – além do Espírito e de Deus – é energia. A luz é energia, a pedra é energia, a planta é energia em diferentes estágios. Podemos comparar com a água: vapor é água aquecida, gelo é água condensada, tudo é água em diferentes estágios.

A energia forma tudo o que conhecemos e tudo o que podemos imaginar. O universo externo é todo energia em diferentes graus de concentração. Por isso, minha amiga e meu amigo, não tenha a ilusão que magnetismo é algo que você pode ignorar ou não se envolver. Você vive em um universo energético e, querendo ou não, a cada segundo assimila, gera e troca energia com objetos e seres vivos seja para o bem, seja para o mal.

Mais uma informação importante: tudo além de ser formado por energia tudo, de uma forma ou de outra, está sempre liberando energia e sempre assimilando energia. A Lei da troca, da liberação e da assimilação energética, é uma realidade constante de todos os universos. Nada é estático no mundo do Espírito e no mundo da matéria. Deus, segundo Jesus, sempre está criando.

A sua opção – e a minha – é ser Espírito e isso significa que estaremos sempre interagindo com milhares de seres por meio das energias. Independente de onde estivermos, independente de nossa vontade, independente de nossa religião do momento. Qual é a nossa opção? Nossa real opção é viver essa relação de forma consciente! Aí entra o estudo do magnetismo. Cada objeto que tocamos, cada pessoa que interagimos, cada pensamento que temos realiza uma geração energética, consciente ou não, e realiza uma troca. Aprender a lidar com essa geração energética e realizar um padrão de troca energética mais inteligente e elevado é o que pode nos ensinar o magnetismo.

Essa é a introdução do tema, espero ter convencido você que existem temas e realidades que simplesmente não pode ser ignoradas, que maturidade espiritual significa lidar com o que existe de forma consciente e que imaturidade é simplesmente achar que podemos escolher como deve ser a Criação divina, ignorando suas Leis.

Em nosso módulo, teremos mais novo encontros. Vou apresentar cada um deles, para mim, eles são bem interessantes. Veja o que você acha.

Segundo encontro: O magnetismo nas relações humanas

Você que lê esse texto no computador ou impresso, realiza uma troca energética como papel ou com o aparelho que usa. Também realiza um troca energética comigo, pode estar me enviando vibrações… Vibrações que podem ser interresse, de raiva… Pode estar discordando e ainda assim enviando boas vibrações…  Deus ajude a este autor a entender melhor sobre o que escreve, algo do tipo… A vibração vincula-se a intenção sincera e não a opinião intelectual. Isso é apenas um exemplo.

Nós, seres humanos, estamos sempre trocando energias com dezenas de outras pessoas. Pessoas que estão conosco fisicamente (encarnados ou desencarnadas), em nossa memória ou por meio de texto, áudio, imagem, objeto etc. Como lidar com essa realidade? Como estabelecer relações energéticas saudáveis? Nesse encontro vamos iniciar nossa busca por estas respostas.

Terceiro encontro: O magnetismo dos animais e sua relação com os seres humanos

Embora não se saiba explicar, é reconhecido entre os estudiosos da área da saúde que o convívio com animais de estimação auxilia o processo de recuperação das doenças e também desenvolvimento emocional de crianças e adultos.

Talvez seja na relação entre homens e animais que a influência energética se torna mais evidente, pois os animais não entendem a linguagem racional e sim o que captam da linguagem corporal e, principalmente, as mensagens energéticas.

Os casos em que animais avisam seus donos que eles terão um crise, como um ataque epiléptico, por exemplo, provam que eles captam uma realidade energética que normalmente nos passa despercebida. Nesse encontro, apresentamos alguns vídeos que nos ajudaram a entender essa bela verdade da relação magnética entre homens e animais.

Quarto encontro: o magnetismo dos vegetais e sua relação com os seres humanos

As plantas como todos os seres recebem e emitem energias e isso pode ser observado em nossas experiências diárias. Quem nunca se sentiu bem em um bosque, em um belo jardim? Quem nunca soube que uma planta sofreu (murchou/morreu) por ter assimilado energias difíceis? O uso de galhos de plantas pelas rezadeiras para ajuda magnética é comum em nosso cultura e o quando a folha murcha é o indicador do excesso de energias  que foram dispersadas.

O fato é que as plantas absorvem muitas energias grosseiras e, sendo sensíveis, murcham ou morrem dependendo das energias assimiladas. É preciso nos perguntarmos, como melhor interagir com os vegetais, como estabelecer relações energéticas saudáveis e nutridoras. Afinal, viver a Lei de Amor em relação a este reino da natureza é fundamental para nossa felicidade.

 Quinto encontro: o magnetismo dos minerais e sua relação com os seres humanos

Existe uma faculdade humana chamada psicometria que permite que a pessoa pegue em um objeto e descreva o que aconteceu ao redor dele. Vou dar um exemplo, você entrega para pessoa uma caneta que usou durante um ano e a pessoa é capaz de dizer tudo o que aconteceu ao redor da caneta! Incrível, não é? Isso é verdadeiro! Como ocorre? O objeto recebe as energias do que acontece ao seu redor e as retém e existe a possibilidade de um pessoa captar essa informação retida no objeto. O assunto exige mais estudo, falo dele aqui apenas para mostrar que existe sempre uma troca de energia e de informação entre tudo o que existe.

Estudaremos inicialmente sobre a importância da água, que é um mineral ( não nos esqueçamos), pois ela tem a importante característica de absorver, manter e transmitir energias ao nosso organismo de forma muito profunda.

Como nos outros reinos, o reino mineral possui sua individualidade. Minerais diferentes são portadores de diferentes vibrações, esse é um estudo que ainda estamos longe de esgotar. Lembremos, também, que o sol e a lua, que são compostos minerais, possuem um poderosíssimo magnetismo que nos afeta a todos. Em encontros futuros, ampliaremos esse estudo.

Sexto encontro: Os pontos magnéticos centrais do seres humanos

A partir deste encontro, voltamos nossa atenção para nossos corpos, corpos de energias mais densas e mais sutis como o corpo físico e o perispírito, que representa um conjunto de corpos espirituais, o ele que liga o espírito ao corpo mais grosseiro.

É um estudo fascinante: reconhecer nossa dimensão menos grosseira e observar de forma prática e objetiva como acontece nossa interação com as energias mais sutis. Como assimilamos as energias? Como o magnetismo atuam em nós? As energias magnéticas nos envolvem e penetram por milhares de pontos e formas, mas podemos afirmar que existem pontos principais de interação com o magnetismo. Esse pontos foram chamados de chacras, centros de força etc.  Segundo as descrições espíritas e não-espíritas destes pontos eles expressam a imensa beleza de nossa realidade espiritual: cores, luzes, tonalidades e movimentos maravilhosos.

Sétimo encontro: magnetismo e autoconhecimento

Cada ponto central possui funções específicas como a comunicação, o sentimento e a memória, pois tudo o que fazemos: falar, ouvir, ver, sentir, lembrar apenas é possível por meio de nossa relação com forças magnéticas.

O magnetismo não apenas pode nos ajudar a ter acesso a memórias passadas, a lembrar de nossas experiências de outras épocas, como também pode nos ensinar a ver como estamos no momento atual e qual são nossas tendências emocionais-energéticas a partir da observação de nossos corpos e de nossa relação magnética com o mundo ao redor.

Como a percepção da realidade magnética pode nos ajudar em nosso autoconhecimento? Como entender nosso padrão energético, nossas aptidões energéticas, pode nos ajudar a ter mais paz e felicidade? Como o magnetismo pode nos ajudar a entender quem somos e desenvolvermos nossos potenciais?

Oitavo encontro: A percepção e o equilíbrio dos pontos magnéticos centrais

Todos as nossas conquistas e desequilíbrios se manifestam magneticamente, saber lidar com as energias que geramos é fundamental para que possamos dirigir conscientemente o estado energético de nossa saúde e dos ambientes em que vivemos.

Somos o principal responsável por nosso equilíbrio e o magnetismo é um poderoso auxiliar quando empregado por nós mesmos a favor do equilíbrio de nossos pontos magnéticos. Precisamos aprender a reequilibrar nossos pontos magnéticos centrais de forma direta e objetiva, precisamos saber como ampliar a harmonia em nosso ser por meio de uma ação consciente e amparada pelos bons espíritos.

Nono encontro: Pontos magnéticos centrais e mediunidade

O fenômeno de comunicação mediúnica se dá por meio do perispírito e de trocas magnéticas. Entender essa relação é indispensável para nosso dia a dia,  pois constantemente estamos interagindo, consciente ou não, com os desencarnados. Além disso, nossas reuniões mediúnicas podem se beneficiar – e muito- dos conhecimentos do magnetismo aplicado no diálogo com os espíritos elevados e, principalmente, no socorro dos espíritos mais necessitados do que nós mesmos.

É fácil entender que todo contato mediúnico é também um contato magnético realizado por meio do corpo espiritual do médium e do do corpo espiritual do desencarnado.

Décimo encontro: Cura magnética

A aplicação do magnetismo nos processo de cura como no tratamento da depressão é um dos recursos mais poderosas que Deus nos concede nessa fase evolutiva. Existem dezenas de aplicações do magnetismo de eficácia já comprovada. Como ensina Léon Denis, o continuador de Allan Kardec, o magnetismo é o mais poderoso recurso curador para todos os que sofrem, em especial, para os deserdados da sociedade. Veja o que ele diz sobre o assunto no livro No Invisível, capítulo XV, A força psíquica. Os fluidos. O magnetismo.

A vontade de aliviar, de curar – dissemos – comunica ao fluido magnético propriedades curativas. O remédio para os nossos males está em nós. Um homem bom e sadio pode atuar sobre os seres débeis e enfermiços, regenera-los por meio de sopro, pela imposição das mãos e mesmo mediante objetos impregnados da sua energia. Opera- se mais frequentemente por meio de gestos, denominados passes, rápidos ou lentos, longitudinais ou transversais, conforme o efeito, calmante ou excitante, que se quer produzir nos doentes. Esse tratamento deve ser seguido com regularidade, e as sessões renovadas todos os dias até à cura completa. Pode assim a pessoa, pela auto magnetização, tratar-se a si mesma, descarregando com o auxílio de passes ou de fricções os órgãos enfraquecidos e impregnando-os das correntes de força desprendidas das mãos.

(…)

Quando se observa o grande poder do magnetismo curativo e os serviços que já tem prestado à Humanidade, sente-se que nunca seria demasiado protestar contra as tendências dos poderes públicos, em certos países, no sentido de lhe embaraçar o livre exercício. Assim procedendo, eles violam os mais respeitáveis princípios, calcam aos pés os sagrados direitos do sofrimento. O magnetismo é um dom da Natureza e de Deus. Regular-lhe o uso, coibir os abusos, é justo. Impedir, porém, a sua aplicação seria usurpar a ação divina, atentar contra a liberdade e o progresso da Ciência e fazer obra de obscurantismo.

Estes são os temos dos nossos encontros. Aguardo a tua presença em nossa casa. Sinta-se convidado!

Diálogo Mediúnico

Que a paz do Cristo possa estar sempre presente em nossos corações para que consigamos, com destemor, com alegria verdadeira, com disposição de servir, entendermos as divinas verdades trazidas pelo Consolador.

Que não fiquemos na superfície como tolos que acham que sabem, que acham que podem, que acham que têm de ser obedecidos, que querem mandar. Não, não sejamos esses tolos.

Sejamos aqueles que possuem humildade verdadeira, que sentem que podem aprender mais, que sentem que precisam desenvolver-se muito ainda para se tornar um bom discípulo do Senhor. Sejamos aqueles que estão dispostos a aprender e, acima de tudo, que estão dispostos a praticar em seu dia a dia tudo o que aprendem sob a inspiração maravilhosa de Jesus de Nazaré.

Podemos começar o nosso diálogo.

1ª pergunta: Muito obrigada pela sua presença hoje. Como primeira pergunta, qual é a importância de compreendermos o magnetismo? 

Para vocês, encarnados, o magnetismo revela como se deve viver. Não iremos tratar nesse curso de magnetismo utilizado por nós, pelos desencarnados, isso seria inútil e seria excessivamente complexo para as vossas mentes e para vossos corações. Não seria bom para vocês.

Vamos tratar do magnetismo de vocês para que vocês entendam melhor. Isso é importante, porque o indivíduo ainda tão tacanho, com a mente tão fechada, mesmo espírita, não sabe se portar com dignidade e com sabedoria nas situações da vida, porque não entende o que significam as leis magnéticas.

Vive muito, muito tolamente. Não entende que quando gera uma calúnia e essa calúnia se propaga, toda vez que mais uma pessoa gera energias ruins por causa dessa calúnia, essa energia vai para a fonte, para a origem da calúnia, percorrendo toda a cadeia, como um choque elétrico, só que cada elo da cadeia, na maioria das vezes, amplia a sua carga. Então, lança calúnia hoje, uma semana depois está recebendo energias terríveis de dezenas ou de centenas de pessoas. Espíritas sequer entendem isso, minha filha! É assustador vermos isso!

Eu digo espíritas porque espera-se que estudassem mais, que tivessem inteligência mais aberta, mas não tem. Então, precisa entender isso. Entender leis magnéticas não é sair dizendo: ah, sou magnetizador, tenho um curso, um papel que diz que fiz curso ou sei falar as palavras, ou sei fazer gestos, não é isso! A essência não é essa. A essência é entender que toda hora estamos gerando reações magnéticas em tudo ao nosso redor.

Pessoa chega em casa e diz: detesto essa casa! Começa a impregnar as paredes dessa casa de energia ruim que vão se acumulando e depois vão ser assimiladas pela pessoa de novo. Será que vocês realmente entendem isso? Pela prática, a maioria não entende nada disso. Fala, fala, mas não entende. Então, é importante este curso. O que quero com ele? Qual o nosso objetivo, meu e de muitos outros que me auxiliam nesse trabalho? Que vocês sejam magnetizadores com consciência, porque magnetizadores já são. Quantas vezes olham para um irmão com ódio e geram doenças? E serão responsáveis, não tenham dúvida disso. Quantas vezes vêm alguém na rua e jogam cargas energéticas grosseiras? Terão que colher isso, porque é lei de Deus. Precisam se conscientizar que todos vivemos em uma realidade de trocas magnéticas e disso ninguém escapa.

Isso, para mim, é o central, há muitas outras coisas, mas o principal é mostrar que é inevitável as consequências das relações magnéticas que todos vocês estabelecem a cada instante.

2ª pergunta: como o magnetismo pode nos ajudar a construir a Civilização do terceiro milênio?

Entendendo, filha, que países possuem realidade magnética. Quando olhamos Brasil, Chile, Paraguai, Rússia, Índia, Itália, Nova Iorque ou Os Estados Unidos, filha, cada grupo humano tem um perfil magnético formado pelos indivíduos.

Preciso indivíduo entender que ele é construtor disso. Como estou construindo o perfil magnético da casa que moro, do meu prédio? Como estou construindo o perfil magnético da minha cidade? Parece muito distante, mas quando vocês podem ver isso ficam espantados: nossa, é verdade! Olha que coisa linda! Olha que coisa horrível!

Ninguém pode existir sem ter um perfil magnético filha. Ninguém. Tudo o que existe possui perfil magnético: o Cristo possui um, cada apóstolo possui um, cada criminoso também possui e cada grupo, cada casal, cada família, todos possuem perfis magnéticos. Por isso, pensar: que tipo de padrão energético quero ter na minha coletividade? Como eu posso construir isso? Que energias quero emitir para impregnar minha coletividade? E não falo: ah, agora vou emitir cinco minutos de energias, não, porque não é nem brinquedo de pilha. É mais profundo!

Eu posso, em algum momento, concentrar e ampliar minhas energias, mas só se amplia o que se tem. No meu dia a dia, eu cultivo que tipo de perfil magnético?  Porque não adianta, me perdoem, mas é uma palhaçada: chega médium em reunião mediúnica e “agora vou me concentrar”. Ora! Aquele indivíduo passou a semana vendo pornografia, é uma palhaçada, não vai conseguir coisa nenhuma, vai conseguir dar trabalho. Por que não educa-se?

Eu vejo isso todos os dias e por isso não participo de muitos trabalhos. Porque não querem nada, que usufruir do trabalho dos bons espíritos. Mas aqueles que querem construir são nossos amigos, sim, de coração. Para esses falo com emoção: querem! Não importa se são atrasados, importa que querem.

Porque Jesus disse: vinde a mim, tem que querer vir. Ele não diz: ah, vou atrás de vocês de qualquer jeito! Não. Se você tá perdido e me chama, eu vou atrás, diz o Mestre, como fez com a ovelha. Se não tá perdido, se sabe que eu estou aqui, venha você. Quem é espírita já sabe que Jesus existe, tem que ir até Ele.

Então filha, esses, que fazem um esforço diário, quando param e se concentram, geram energias profundas e maravilhosas. Como construir uma Civilização nova? Ah, é um tema tão maravilhoso, minha filha. Por que não tratar os indivíduos viciados no crime com magnetismo? É possível. Fazer regressões profundas em suas mentes, como se faz aqui, no plano espiritual, na Universidade Maria de Nazaré e, em muitas, em centenas de outras. Fazer com que eles vejam onde está a dor que eles fogem. Porque não usar magnetismo para despertar a partir do toque magnético a sensibilidade deles? [Sensibilidade] Que existe, são filhos de Deus, está embutido, mas são filhos de Deus.

Por que brasileiros hoje não usam magnetismo de forma amorosa e poderosa para fazer com que a corrupção gere peso de consciência? Porque não querem fazer. Paulo diz: que a consciência deles arda por causa da minha boa conduta. Por que brasileiros não querem seguir conselho de Paulo? É possível fazer isso, ao invés de estar criticando, criticando e falando, porque muitos falam com inveja até. Por que não concentrar e dizer: vamos fazer prece, vamos enviar magnetismo para que o arrependimento toque o coração deles, ou não acreditam em Deus mais? Ou não acreditam no poder do amor? Quem acredita faz isso, filha. Em vez de ficar criando mais ondas de revolta, porque revolta ajuda vocês serem manipulados… Porque não presta… Porque nada serve… Só tolice.

Por que não tem postura digna cristã? Em vez de estar só falando vamos silenciar e vamos todos juntos mentalizar essas pessoas e ver que, apesar dos crimes, talvez, aquele é, sim, um bom pai de família. Vamos pegar essa dimensão, por exemplo, do bom pai de família, e ampliar mentalmente, fazer com que ele sinta: você foi um pai tão bom, por que não pôde ser bom com o filho de outros? Por que gera tristeza no coração de outros filhos se seu filho é tão carinhoso? É um exemplo. Estude a personalidade de quem você quer ajudar e veja um ponto bom, filha. Ah, não, o ponto bom dele é que ele sempre foi um amigo bom. Olhe, você foi bom com seus amigos, porque você não pode ser bom com os amigos que você ainda não conhece?

Mentalizar isso, enviar essas energias para que esse sentimento de fraternidade aos poucos se amplie. Assim é que se curam almas, filha. Assim que se constrói Civilização do futuro, não jogando pedra, falando mal, pulando na podridão, é isso que estão fazendo hoje! Vê a podridão e pula para tomar banho junto, na lagoa de podridão. Ao invés de ficar fora, dizendo: veja, você tem uma parte limpa, e se todo o seu corpo fosse limpo, ao invés só da sua mão ou só seu braço ou da sua cabeça? Isso que educa, filha. Magnetismo para construir Civilização do futuro precisa ser conhecido e ser direcionado para, energeticamente, estimular a ampliação da parte boa de cada ser e quando falo ser falo ser-indivíduo, ser-família, ser-estado, ser-nação, ser-planeta.

Qual parte boa de Brasil? Qual parte boa dos Estados Unidos? Qual parte boa de China? Qual parte boa de planeta Terra? Tem que haver, porque é obra de Deus, algo fica intocado sempre. Porque essa é a porta. Quando o Mestre fala: eu sou a porta, ele tá dizendo isso. Eu sou Aquele que pode ampliar a tua parte boa e te salvar.

É isso, porque eu não olho o teu defeito, simplesmente, eu vejo o bem que você tem. Vendo o bem que você tem, eu posso fazer ele crescer. Eu invisto, não em dizer: você não presta, você roubou, você mentiu, você traiu, não. Eu invisto as minhas energias direcionando para sua melhor parte, para sua parte mais bela, mais digna, mais nobre, e essa sua parte bela, digna e nobre que todos tem, mesmo os demônios, se existissem, teriam, porque também toda a criação divina tem. Investindo nessa parte magneticamente, psicologicamente, juntando tudo, eu faço ela crescer, e ela crescendo ela vai limpando e purificando todas as outras. Isso é acreditar no amor, filha. Isso é agir de tal forma que se construa a civilização do futuro.

Que vocês fiquem em paz.

∞∞∞

Envie-nos sua opinião ou dúvida: contato@grupomarcos.com.br

Baixar texto PDF 1   Baixar texto PDF 2

 

3 comentários

  1. Parabenizo a você mais uma vez pelas suas iniciativas e pela sua enorme capacidade de expor tópicos importantes de maneira simples. O conceito de magnetismo é intrínseco ao Espiritismo !!! É uma das perspectivas científicas que mais desmistifica o mistério de fenômenos !!! Nossa maravilhosa Doutrina Espírita embasada na ciência, filosofia e religião passa a ser mais acessível e compreendida através do seu trabalho, Carlos !!!

    Curtir

  2. Palavras simples e tão profundas em sabedoria, parabéns por este trabalho, por essa iniciativa, eu tenho aprendido muito com este estudo, e com o que estou aprendendo quero construir uma realidade melhor .

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s