O conceito de Kardec – Educação Espírita: um Convite à Juventude – Reencarnação – 8

Concluímos as reflexões históricas e pessoais sobre o conceito de reencarnação apresentando alguns exemplos de reencarnação coletivo e a importância a missão de Allan Kardec para o processo evolutivo do mundo.


 

     Baixar áudio opção 1                       Baixar Áudio opção 2

 


 

 

Diálogo Mediúnico

Que o Cristo nos auxilie a entender, meus filhos e filhas, que a doce presença do amor é o auxiliar básico e fundamental para o verdadeiro desenvolvimento da intelectualidade, que a compreensão de conceitos e ideias, quando se faz ausente de ternura e fraternidade, leva o ser a conflitos insolúveis. Porque o ser humano, antes de ser uma máquina pensante, é uma individualidade que carece amar e ser amado e quando a afetividade não é razoavelmente atendida, todas as elaborações intelectuais tornam-se confusas e complexas, impossibilitando o verdadeiro saber.

Não é por acaso que todos os sábios da antiguidade, e, mesmo os sábios modernos, de forma ou de outra, valorizaram o equilíbrio da vida. E que todos aqueles que se aventuraram no mundo da pesquisa e da ciência com o coração escasso de afeto superior, apesar da genialidade que possuíam, elaboraram teorias complexas e confusas que mais atordoam do que esclarecem, que mais angustiam do que consolam.

Portanto, é necessidade constitutiva do ser humano a compreensão afetiva de tudo o que o cerca para que possa ter verdadeira paz e lucidez ampla para que consegue interagir com o universo e não apenas com os objetos limitados que o cercam.

Colocamo-nos à disposição para o nosso diálogo, minha filha.

Muito obrigada pela sua presença hoje, amiga Patrícia. Como é que a consciência da ideia da reencarnação pode nos ajudar a encontrar paz verdadeira?

Podemos dizer que o conceito que Allan Kardec revela ao mundo de reencarnação congrega em si toda a sabedoria antiga e, uma vez entendido, preparará a humanidade para um futuro glorioso.

Porque, segundo Allan Kardec, a reencarnação pressupõe a existência da ordem, do amor, e a ordem e o amor só poderia se originar de Deus. Porque a reencarnação compreendida segundo Allan Kardec pressupõe a existência de um espírito imortal, garantindo, assim, a impossibilidade do aniquilamento do ser. Porque a reencarnação, segundo a compreensão de Allan Kardec, ao mesmo tempo valoriza a aceitação pacífica da estrutura profunda do universo e a ação intensa auto-consciente para o próprio desenvolvimento, carregando em si os germes dos conceitos de passividade sábia e de atividade amorosa.

Quando compreenderdes, minha filha, o que esse sábio vos trouxe, nesse conceito aparentemente simples, tereis encontrado um caminho iluminado que nunca vos permitirá se perder na aridez da intelectualidade humana e rasteira.

É a esse conceito que a civilização do futuro renderão as maiores homenagens, porque ao mesmo tempo ele sintetiza, ao mesmo tempo ele consola, ao mesmo tempo ele guia.

É o conceito mais revolucionário do ponto de vista social, porque uma vez compreendido, liberta o indivíduo de todos os dogmas religiosos, porque a sua salvação depende apenas do seu autodesenvolvimento.

É um conceito que, uma vez compreendido, livra o coração de todo o sentimento de vingança. Porque a ideia da injustiça, que tanto assombra os espíritos atrasados, não mais será alimentada. Porque a injustiça e a vingança tornam conceitualmente vazias e obsoletas.

É um conceito, minha filha, que, uma vez compreendido, leva o indivíduo a perceber a grandeza do amor e que o ato fraterno nunca é corroído, nem pelo tempo nem pelo espaço. E o indivíduo voltará sábio e humilde à lição sublime de Jesus de Nazaré: guardai o vosso tesouro onde nada o corrói, onde nada o rouba.

O indivíduo compreenderá a partir da ideia de Kardec de reencarnação: que o maior tesouro é o ato de amor que o tempo não apenas não corrói, que o ladrão não apenas não rouba, mas que o tempo o multiplica e que o outro o engrandece. Porque um ato de afeto, fatalmente, irá gerar frutos de amor algum dia.

Podemos, portanto, dizer que aquele que conseguiu compreender a reencarnação apresentada por esse grandioso espírito deu, sim, o primeiro passo verdadeiramente firme em sua ascensão espiritual.

Os espíritas não fizeram jus à compreensão desse conceito. Os novos espíritas marcarão uma nova era de conduta diária por trazerem já em seus corações a compreensão do que é realmente reencarnação.

Importa provar que sois reencarnacionistas por vossa conduta diária, porque Deus abençoará a todos os discípulos sinceros de Allan Kardec, porque esses de fato são discípulos de João, discípulos do Cristo. Porque foi do coração do Mestre que partiram as explicações iluminadas para a humanidade louca e perdida do conceito da verdadeira reencarnação para que pudéssemos nos tornar discípulos humildes por compreender a nossa verdadeira necessidade e a grandeza sublime do Mestre que nos ama a todos.

Muita paz, de vossa irmã e amiga, Patrícia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s