Nova Geração #170 – Escolher viver com o mal

Conversamos sobre os motivos que podem nos levar a escolher uma encarnação em que vivemos próximos a pessoas voltadas para mal e de receber o convite direto e a possibilidade real em participar do que nos inferioriza.

Baixar Áudio 


Incognoscível

 

Para o Infinito, Deus não representa

A personalidade humanizada,

Pelos seres terrenos inventada,

Cheia, às vezes, de cólera violenta.

Deus não castiga o ser e nem o isenta

Da dor, que traz a alma lacerada

Nos pelourinhos negros de uma estrada

De provação, de angústia e de tormenta.

Tudo fala de Deus nesse desterro

Da Terra, orbe da lágrima e do erro,

Que entre anseios e angústias conheci!

Mas, quanto o vão mortal inda se engana,

Que em sua triste condição humana

Fez a essência de Deus igual a si!

Antero de Quental

Nascido  na ilha de São Miguel, nos Açores, em 1842, e desencarnado por suicdio, em 1891. É vulto eminente e destacado nas letras portuguesas, caracterizando-se pelo seu espírito filosófico.

Extraído do Livro Parnaso de Além Túmulo, psicografia Francisco C. Xavier, Editora Feb.


Livro dos Espíritos

Segunda Parte

Capítulo VI

Item 5. Escolha das provas

259. Se o espírito escolhe o gênero de prova a que deve se submeter, daí se segue que todas as tribulações que experimentamos na vida foram previstas e escolhidas por nós?

“Todas, não é bem a palavra, pois não quer dizer que escolhestes e previstes tudo o que vos acontece no mundo, até as mínimas coisas; escolhestes o gênero de prova, os detalhes são consequência da posição e, frequentemente, de vossas próprias ações. Se o espírito quis nascer entre malfeitores, por exemplo, sabia a que arrastamentos se expunha, mas, não, cada um dos atos que viria a praticar; esses atos são o efeito de sua vontade, ou de seu livre-arbítrio. O espírito sabe que escolhendo tal caminho, terá tal gênero de luta a suportar; sabe, portanto, a natureza das vicissitudes que encontrará, mas não sabe se ocorrerá este ou aquele acontecimento. As particularidades se originam das circunstâncias e da força das coisas.

Apenas os grandes acontecimentos, os que influem no destino, estão previstos. Se tomas um caminho cheio de sulcos, sabes que terás que tomar grandes precauções, porque tens probabilidade de cair, mas não sabes em que lugar cairás e pode acontecer que não caias, se fores bastante prudente. Se, ao passares por uma rua, uma telha te cair na cabeça, não creias que estava escrito, como vulgarmente se diz.”

260. Como o espírito pode querer nascer entre gente de má vida?

“É preciso que ele seja enviado a um meio em que possa experimentar a prova que pediu. Pois bem! É preciso, portanto, que haja analogia; para lutar contra o instinto do roubo, é necessário que ele se ache entre gente dessa espécie.”

a) Se não houvesse, na Terra, gente de má vida, o espírito não poderia, então, nela encontrar o meio necessário a certas provas?

“E isto seria de se lastimar? É o que acontece nos mundos superiores, aos quais o mal não tem acesso; é por isso que, nesses mundos, só há espíritos bons. Fazei com que logo se dê o mesmo na vossa Terra.”

Tradução de Maria Lucia Alcantara de Carvalho. 2. ed. — Rio de Janeiro: CELD, 2011.

 

Mensagem Encerramento

 

Filhos, que o Mestre que a todas as horas nos acompanha a todos, nos inspire e nos auxilie a compreender o amor de Deus a cada instante, a cada circunstância, a cada situação, podemos dizer, filhos, que as pequenas circunstâncias, mas tão preciosas, são coordenadas pelo próprio Criador.

O Criador sempre pensa depois que permite a seu filho fazer a escolha e definir tudo o que quiser. É como Ele sorrisse e dissesse: você escolheu tudo o que quis, mas as pequenas coisas eu sempre estarei conduzindo para que nunca se perca de forma eterna. Por isso, um ser que não evoluísse seria um ser mais inteligente do que Deus, veja que absurdo e que belo pensar assim: Deus controla as pequenas circunstâncias e ninguém consegue vencer Deus. Então, vocês sempre terão pequenas circunstâncias a conduzirem para a luz.

Os mais teimosos dão um pouco mais de trabalho. Mas apenas um espírito mais inteligente do que Deus, conseguiria, digamos, enganá-Lo a ponto de não crescer. Mas como o espírito atrasado enganar Deus? É impossível! Em um momento ou outro, em tempo mais longo ou curto, seja como for, todos se iluminarão, porque a cada escolha central que o espírito faz, Deus programa para ele milhares, às vezes milhões, de pequenas circunstâncias. A isso, os espíritos utilizam a expressão forças das coisas. Uma expressão ainda a ser entendida quando os espíritas quiserem aprofundar a sua compreensão no Espiritismo e dialogar com a sabedoria antiga, porque outras sabedorias chamam de força das coisas? Como Deus atua dentro deste conceito? O que significa isto: força das coisas?

Meus filhos, podemos dizer que de nosso ponto de vista, o poder está nos detalhes e por isso nunca teimem, porque o poder sempre estará a seu favor, a favor do seu conhecimento, de seu amadurecimento, de vossa conquista da paz. Deus não tira o mérito do espírito, mas cuida de todos os infinitos detalhes, para que a toda decisão o universo que circunda aquele filho amado se reestruture, para que as forças das coisas que é a expressão prática da força do amor conduza cada um de vocês ao amparo da luz eterna e imortal.

Por isto vocês não temam reencarnar, porque isto é explicado: filho, se você mantém o seu coração aberto a força da vida, vai estruturar tudo ao seu redor para que faça luz em si mesmo. Não tema. Em qualquer circunstância, desespero, tragédia indescritível, a força das coisas estará cuidando de você.

Por isso, vocês não temem quando estão aqui, vocês sentem isto, porque nós mostramos esta realidade para vocês, mas, existe uma regra, que infelizmente alguns de vocês esqueceram, para que a força das coisas conduza vocês à luz, vocês precisam deixar que isto ocorra, Deus nunca violenta a vontade de seus filhos pequenos nem grandes, nunca! Não há violência por parte de Deus. Nunca!

Então filhos, se vocês querem crescer façam isto: entreguem-se a força de Deus! Não se condenem e não se critiquem. Usem todos os seus recursos íntimos, para apenas fazer uma tarefa: abram o coração para Deus. Como Maria, irmã de Marta, sentem-se humildemente aos pés do Cristo e absorvam a sabedoria de Deus. O que Maria fez: ela estava aprendendo a esquecer de tudo e ser conduzida pela força da vida. Façam isto, sigam a força do amor que está em vocês. Perguntem-se a cada instante: o que esse pequeno detalhe quer me ensinar em nome de Deus. E vocês salvarão a si mesmos independente da situação que estejam hoje.

Muita paz, do amigo espiritual de sempre.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s