Nova Geração #174 – Verdadeira grandeza: lê o Salmos.

Conversamos sobre o que é a verdadeira grandeza, a falsa autoridade e o perigo da auto-ilusão sobre a própria grandeza e suas desastrosas consequências em nosso dia a dia no mundo físico e no mundo espiritual

Baixar Áudio


 

Bem-aventurado o homem que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores.

Antes tem o seu prazer na lei do Senhor, e na sua lei medita de dia e de noite.

Pois será como a árvore plantada junto a ribeiros de águas, a qual dá o seu fruto no seu tempo; as suas folhas não cairão, e tudo quanto fizer prosperará.

Salmos Capítulo 1, versículos 1 a 3.

Livro dos Espíritos

Segunda Parte

Capítulo VI

Relações de além-túmulo

 

274. As diferentes ordens de espíritos estabelecem entre estes uma hierarquia de poderes; há entre eles subordinação e autoridade?

“Sim, muito grande; os espíritos têm uns sobre os outros uma autoridade relativa à sua superioridade, e que eles exercem por um ascendente moral irresistível.”

a) Os espíritos inferiores podem subtrair-se à autoridade daqueles que lhes são superiores?

“Eu disse: irresistível.”

275. O poder e a consideração de que um homem desfrutou na Terra lhe dão uma supremacia no mundo dos espíritos?

“Não, pois, lá, os pequenos serão elevados e os grandes rebaixados. Lê os salmos.”

a) Como devemos entender essa elevação e esse rebaixamento?

“Não sabes que os espíritos são de diferentes ordens, conforme seu mérito? Pois bem! O maior da Terra pode pertencer à última categoria entre os espíritos, enquanto seu servidor poderá pertencer à primeira. Compreendes isto? Não disse Jesus: quem se humilhar será elevado e quem se elevar será rebaixado?”

276. Aquele que foi grande na Terra e que se encontra entre os espíritos numa ordem inferior, experimenta com isso humilhação?

“Frequentemente, humilhação bem grande, principalmente, se era orgulhoso e invejoso.”

277. O soldado que, após a batalha, reencontra, no mundo dos espíritos, o seu general, ainda o reconhece como seu superior?

“O título é nada, a superioridade real é tudo.”

 

Mensagem de encerramento

 

Que a paz do Cristo toque em nossos corações, nos envolvendo de ternura. Auxiliando-nos a curar feridas tão difíceis, que todos carregamos, de muitas passagens infelizes por este planeta áspero.

Filhos, a humildade é a verdade consigo mesmo. A humildade é a aceitação de si mesmo que permite uma maior relação com o Pai, com o universo, com as forças saudáveis e maravilhosas que cercam todos os filhos de Deus. Vocês não adoecem, porque algo ao redor de vocês vos ataca, vocês adoecem por falta de humildade, porque não se abrem o suficiente para conseguir assimilar o que Deus está constantemente está dando para vocês.

Vejam, quanto mais arrogante o ser, quanto mais orgulhoso, significa dizer mais a ilusão e mentira da autossuficiência. Ora, quem se julga e se finge autossuficiente, se fecha para as dádivas mais sutis da criação. O que se sabe necessitado do amparo divino, o que se sabe verdadeiramente precisado do amparo espiritual, naturalmente, se abre para os bálsamos doces do amor de Deus e dos bons espíritos. Por isto, os pequenos são tão elogiados pelo Mestre, não que haja muita diferença entre os grandes e pequenos do mundo, é muito pequena a diferença para quem olha do alto, como Jesus. Muito parecidos, é como uma pessoa com 1,9 m e outra com 1,85 m visto por alguém está pulando de paraquedas, não tem diferença real.

Mas porque então Jesus falou de pequenos e grandes? Porque os grandes têm a falsa compreensão de que não precisam de nada, de ninguém, do Cristo, que não precisam dos amigos espirituais; uns até chegam a loucura que acham não que precisam de Deus. Podemos dizer que os grandes são a mesma coisa que tolos, orgulhosos e arrogantes. E os pequenos, são aqueles que têm consciência clara de sua fragilidade, de sua necessidade do amparo divino constante, que tem consciência da importância de estarem vinculados ao seu guia espiritual, espíritos bons, que tem consciência que precisa diariamente, com o coração aberto pedir, Mestre me abençoe, pois sem a sua bênção eu nada posso.

Filhos, isso é a essência do Cristianismo, o Cristo veio ensinar para os corações do mundo, como a dizer, meus irmãozinhos, enquanto vocês se julgarem tão poderosos e tão grandes, estarão fechando todo o ser de vocês para as energias mais doces de nosso Paizinho.

Nosso Paizinho já manda estas energias para dar paz, para ser bálsamo, para tornar-lhes verdadeiramente poderosos, mas vocês emocionalmente dizem: não preciso, não quero, eu basto a mim mesmo porque sou grande e poderoso! Coitados, ficam sozinhos, como cegos caminhando entre imensos abismos, causando imensa dor aos outros corações, e por isto trazendo imensa dor ao próprio coração.

Por isto, filhinhos e filhinhas, abram seus corações para Deus, reconheçam que são pequenos, que necessitam a toda hora da presença amiga de seus anjos guardiões, para ter força, paz e coragem, porque o Cristo já estendeu as mãos para todos nós, precisamos nós, reconhecendo as nossas necessidades, aceitarmos a ajuda divina, a dádiva eterna que vai trazer a verdadeira felicidade para todos nós.

Muita paz, do amigo espiritual de sempre.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s