Nova Geração#181 – Velório, como agir

Gostaria de chamar esse programa de orientações práticas para não atrapalhar e não atrapalhar-se. Precisamos nos preparar para essa experiência: participar de um velório com responsabilidade espiritual, inclusive, ao nosso.


Baixar áudio


Modinha

 

Tuas palavras antigas

Deixei-as todas, deixei-as,

Junto com as minhas cantigas,

Desenhadas nas areias.

Tantos sóis e tantas luas

Brilharam sobre essas linhas,

Das cantigas — que eram tuas —

Das palavras — que eram minhas!

O mar, de língua sonora,

Sabe o presente e o passado.

Canta o que é meu, vai-se embora:

Que o resto é pouco e apagado.

Cecília Meireles


Livro dos Espíritos – Parte 2. Capítulo VI.

Comemoração dos Mortos

 

327. O espírito assiste ao seu enterro?

“Muito frequentemente assiste, mas, algumas vezes, não percebe o que se passa, por ainda estar em perturbação.”

a) Fica lisonjeado com a afluência dos assistentes ao seu enterro?

“Mais ou menos, conforme o sentimento que os conduz.”

328. O espírito daquele que acaba de morrer assiste às reuniões de seus herdeiros?

“Quase sempre; Deus assim o quer, para sua própria instrução e castigo dos culpados; é este o momento em que ele avalia a justeza dos protestos daqueles; para ele, todos os sentimentos estão a descoberto e a decepção que experimenta vendo a rapacidade daqueles que partilham, entre si, os seus bens, esclarece-o sobre os sentimentos deles; mas a vez destes chegará.”

329. O respeito instintivo que o homem, em todos os tempos e entre todos os povos, demonstra pelos mortos, será um efeito da intuição que ele tem da existência futura?

“É a consequência natural dela; sem isto, esse respeito não teria razão de ser.”


Mensagem de Encerramento

 

Que o Cristo nos proteja sempre nos ensinando a olhar com olhos cada vez mais atentos a verdade que é o amor de Deus e a sabedoria de tudo.

Filhos, o desencarne deve ser uma experiência maravilhosa, é para ser assim! O curso natural é de uma experiência de intensa luz e beleza. Muitas vezes vocês atrapalham, desconstroem, tiram a beleza desta experiência. Cabe somente a vocês, filhos, ter um coração tão educado, tão elevado, que tudo que acontecer neste momento tão interessante, de passagem de dimensão, seja transformado em alegrias sublimes.

Se vocês em paz vê: fulano fala mal de mim, coitado… Eu o amo. Brigam pelos meus bens, que pena… Como gostaria que eles tivessem a riqueza de satisfação que sinto neste momento em mim por conta do amor de Deus. E muito mais, porque além destas experiências, há o encontro. Aqueles que amaram o Cristo, ele reserva a surpresa do encontro, o encontro com aqueles que o ampararam na existência. Uma existência laboriosa no bem, nunca é sozinha. Há sempre uma equipe em volta de um trabalhador de boa vontade, e que alegria rever ao lado daqueles que dirigiram os passos no mundo, o trabalho realizado. Os momentos alegres, os momentos de provas amargas superadas… Poder ver o que estes amigos fizeram para cada um de vocês e pelo trabalho do bem. Sentir como vocês superaram sentimentos pequenos, realizaram desapegos imensos para que a obra se realizasse.

Que peça de teatro, que película cinematográfica daria tanta alegria quanto estas, filhos, em que vocês assistem e comemoram? É um encontro que o Cristo proporciona a todos os trabalhadores do bem, ninguém escapa deste encontro, digamos assim: o encontro com o grupo próximo, que junto de vocês realizou a tarefa de semear o Cristo no coração dos seres encarnados.

Preparem-se, filhos, para ter este encontro, trabalhando abnegadamente no bem, esquecendo cada vez mais de si mesmo. Que cansaço coisa nenhuma! Que medo de nada!… Vamos ao trabalho do bem, enfrentem dores e dificuldades, porque vocês assistirão esta vida maravilhosa que vocês têm que ter agora, e vocês se sentirão felizes e receberão os afagos fraternos de uma equipe superior que, em nome do Cristo, deu suporte para a obra do bem.

Por isto, existe uma comemoração que todos vocês podem conquistar. A comemoração do encontro, que é a reunião com os trabalhadores do bem que realizaram consigo a tarefa de amparar ao próximo e de melhorar o próprio coração.

Façam isto e vocês viverão felizes na Terra e encontrarão aqui a glória da consciência pacificada no bem.

Paz a todos, do amigo espiritual de sempre.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s