Nova Geração #185 – Coragem de Ser

Vencemos um imenso desafio, reencarnamos. Conversamos sobre as enormes dificuldades emocionais em enfrentar o início de um encarnação em um mundo como o nosso, bem como, as possibilidades que todos temos, hoje, de realizar valiosas conquistas espirituais.

Vai.

E se der medo.

Vai com medo mesmo.

 

Livro dos Espíritos

Parte 2. Capítulo VII – Retorno à vida corporal

 

344. Em que momento a alma se une ao corpo?

“A união começa na concepção, mas só é completa no momento do nascimento. Desde o instante da concepção, o espírito designado para habitar tal corpo a este se liga por um laço fluídico, que vai se apertando cada vez mais, até o instante em que a criança vem à luz. O grito que, então, a criança solta, anuncia que ela faz parte do número dos vivos e servidores de Deus.”

345. A união entre o espírito e o corpo é definitiva desde o momento da concepção? Durante este primeiro período, o espírito poderia renunciar a habitar o corpo designado?

“A união é definitiva, no sentido de que um outro espírito não poderia substituir o que está designado para aquele corpo; porém, como os laços que a ele o prendem são muito fracos, facilmente se rompem e podem romper-se pela vontade do espírito, que recua diante da prova que escolheu; neste caso, porém, a criança não sobrevive.”


 

Mensagem de Encerramento

Que o Cristo toque nossos corações neste momento. Em que precisamos realizar o nosso segundo grande ato de coragem. O primeiro, como foi dito, nascer. Enfrentar uma gestação, às vezes, difícil, às vezes desconfortável, sempre desafiadora.

Agora, filhos e filhas, vocês chegaram à carne, vocês estão no momento da prova, nada de recuar. Coragem! Tenhamos coragem, tenhamos a coragem daqueles que sabem que devem prosseguir, mesmo que morram, mesmo que sofram, mesmo que seja difícil. Prosseguir ao lado do Mestre, prosseguir pelos caminhos que indicam o Mestre.

Filhos, a brevidade da vida do mundo é misericórdia do Pai para que vocês se lembrem a cada dia: vim aqui por pouquíssimo tempo para cumprir uma missão. Preciso fazê-la, porque o tempo está passando e não voltará jamais.

Muitas vezes, filhos, vemos com muito pesar, espíritas trabalhadores que fogem de suas tarefas. Não fugiram do corpo ao nascer, mas fogem com o corpo. Veja que coisa interessante: espírito mais covarde foge até do corpo; o outro mergulha no corpo, mas utiliza o corpo para a fuga para prazeres que distorcem a vida e para busca de loucuras inferiores.

Filhos, vocês não precisam disso, nem fugir do corpo na encarnação, nem fugir com o corpo como um ladrão que bota alguma coisa debaixo do braço e corre, porque este corpo não é de vocês. Esse corpo, filhos e filhas, é instrumento que Deus colocou em tuas mãos para fazerem algumas coisas. Como uma chave de fenda, e diz: olha, está aqui, trabalha, cuida deste parafuso, aperta ele… Como uma mangueira do jardim, aqui está, vai aguar às plantas. Como uma vassoura, como um equipamento cirúrgico. Não se pode utilizar isto para outra coisa. Roubar, porque aqueles que estão encarnados e não estão servindo a Deus com o corpo, são ladrões que estão roubando um instrumento emprestado para determinado serviço.

Não pensem que isto é brincadeira, embora, até possa ser engraçado, porque é assim que a Lei de Deus irá considerar. O corpo não é seu, a lei vai examinar e você diz: mas o corpo vai acabar. Mentira! O corpo é formado por bilhões de pequenos organismos que vão seguir o seu caminho evolutivo e se você trata-los mal com energias pesadas, você vai prejudicar bilhões de pequenos seres. Sim! Por isso é tão grave o vício, a distorção.

Meus filhos amados, ninguém vive neste universo e em nenhum universo sem graves responsabilidades. Cristo responsável, de certa forma, por todos nós. Cada um de nós é responsável por bilhões de pequenos seres. Cuidemos deles com carinho, cuide do corpo com carinho, com amor, com ternura, com respeito e com dignidade.

Esses pequenos seres poderão se tornar – permitem-me a comparação –  animais de estimação que terão carinho por você. Vocês não entendem, mas hoje mesmo vocês poderão estar criando uma ligação amorosa com bilhões de seres. Que isso assuste a muitos, não importa, os que pensarem vão entender: todos são responsáveis por seus irmãos menores; e quanto mais perto está um irmão menor, mais responsáveis somos.

Filhos, que o Cristo abençoe a todos vocês sempre.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s