Nova Geração Atualidades 6 – O Início do Testemunho

Naquele momento, efetivava-se, realmente, a solene
recepção à Grande Estrela.

Eurípedes Barsanulfo

Diálogo mediúnico

Possa o Cristo nesse instante nos inspirar, amparar e proteger, porque precisamos muito dele para que consigamos enfrentar a nós mesmos, as nossas dores e  os nossos medos para que desta vez tenhamos uma existência plenamente exitosa. 

Podemos iniciar, minha filha. 

Muito obrigada pela sua presença hoje. A nossa pergunta é: como nos preparar para reconhecer o Cristo como fez Marcos?

Pergunto a vocês: se o jovem Marcos estivesse distraído, aproveitando a vida? Com sonhos de felicidade no mundo: que farei, que conquistarei, qual será a minha situação material quando eu estiver com 25 anos de idade? Ah, está na hora de casar… Preciso disso, preciso daquilo, preciso de roupas melhores. Que aconteceria? Nada difícil de imaginar. 

Teria visto o Cristo, sim. Teria se empolgado. Sim, teria achado Ele uma pessoa interessantíssima e depois teria se afastado do Mestre, porque suas propostas seriam consideradas excessivamente austeras. 

Isso se dá hoje com uma parte dos espíritas. Eles dizem: tudo bem, vou no centro espírita duas vezes por semana e pronto, mais do que isso, não quero, é exigir muito. 

Por que agem assim? Porque se viciaram em um padrão materializado de vida. A sua mente está viciada em questões inferiores: brigas, lutas, fofocas, intrigas, etc, etc, etc. 

Que fez o jovem Marcos? Acalmou o coração. Educou-se emocionalmente. Preparou-se para se tornar minimamente digno da Grande Estrela. Esforçou-se para equilibrar as próprias energias. Claro, estava encarnado, tinha corpo físico. Perdeu os pais, perdeu tudo. Tinha carências, medos. Soube preparar-se. 

E aqui está a grande questão: é preciso, que você que me escuta, saiba preparar-se. A maioria não está preparada. A maioria sequer despertou para as tarefas que muito em breve se iniciarão. A maioria, do ponto de vista espiritual, simplesmente está enlouquecida, acha que Espiritismo é para conversa, para uma vida social mais variada. Tem a vida social no setor A, B, C e tem no setor espírita também para quebrar o tédio. Hoje muitos usam o Espiritismo simplesmente para quebrar o tédio. Ah, vamos ver o que é isso. Ah, que interessante, médium tal falou. São pessoas que estão agindo de forma estúpida. 

Que acontece com Marcos? O que ele estava fazendo? Estava cuidando da dor. E aqui está a grande questão: somente, exclusivamente, quem está lidando com a própria dor e com a dor do outro estará preparado para reconhecer o Cristo. Não vamos nos iludir. Tem espírita chateado porque não tem mais lazer. E nós aqui pensamos: meu Deus, aqui está na programação desse ser – atitudes de abnegação continuada em prol do sofrimento do outro e a única coisa que ele sabe é reclamar do tédio. 

Precisamos levar à sério Espiritismo. Você precisa lidar com algo chamado dor. Se não fizer isso, não estará preparado para reconhecer o Cristo. E reconhecer é algo profundo. Como fez Marcos: Ele é o sol deste mundo, Ele é a luz deste mundo, Ele é o sustentador espiritual de tudo o que existe e o que é contrário a Ele é trevas. Não interessa o que diz o poder do mundo. Não interessa o que diz a maioria que serve Mamon. Quero estar vinculado à luz deste mundo. Este é o ponto central.

Despeço-me agora abrindo espaço para um espírito muito bonito que quer se comunicar hoje com vocês e dará uma mensagem de encerramento. 

Que vocês fiquem em paz, 

Do amigo espiritual de sempre. 

Mensagem 2

Espíritas, lembrai-vos que a vossa passagem pelo mundo será breve. 

Chega a hora em que deveis a tudo abandonar para realizar a tarefa que o Senhor vos indica. 

Os cuidados da vida ordinária, naturalmente, deverão continuar. Mas o abandono que fala o Evangelho é a priorização da construção do Reino de Deus. Quando o Cristo ensina o abandono do mundo, fala-nos ao coração, dizendo que tudo deve se tornar menor e mesmo insignificante ante a tarefa de espraiar a luz nos corações que ainda estão em trevas. 

O vosso testemunho será indispensável, como foram os testemunhos dos cristãos na primeira época do cristianismo. Estes enfrentaram a morte louvando a Deus. A vocês, devem enfrentar os desafios da vida servindo a quem sofre. 

A ampliação da dor no mundo se fará passo a passo, porque a misericórdia do Criador ainda vos permite a preparação necessária para que estejais entre os eleitos do Reino. 

Espíritas, vossas armas de combate são inúmeras: tendes em vossas mãos a santa mediunidade a ser exercida com abnegação e desinteresse extremos. Tende em vossos ser o potencial magnético necessário para acalmar todas as dores que surgirem nessa fase de transição. Deveis ter em vosso coração a luz do Mestre que irá vos tornar capaz de suportar todos os testemunhos. 

A Nova Geração precisará de braços e mãos disciplinados e austeros para a fabricação dos medicamentos sociais que irão curar a sociedade brasileira. 

Chegou a hora em que sereis convocados por núcleos dinâmicos de atividade para servir abnegadamente. 

Preparai-vos a cada instante. Pedi ao Cristo a dor que purifica e a compreensão que eleva, porque muito em breve os meus discípulos estarão realizando no mundo a obra a qual, ajoelhado ante o Messias, eu me comprometi. 

A todos, afirmo: podeis colaborar com eles, independente de vossas feridas sois convocados a servir em nome do Cordeiro. 

Fiquemos em paz, compreendendo que a preparação verdadeira para servir a Jesus de Nazaré é uma postura austera e elevada a cada instante. 

Bani, portanto, tudo aquilo que possa vos enfraquecer, porque esse mundo, quando se achar na mais profunda escuridão, irá testemunhar uma luz tão intensa que cegará os tolos e tornará o Reino de Deus visível a todos os verdadeiramente devotados.

Do vosso irmão e amigo, 

Eurípedes Barsanulfo. 


Livro A Grande Espera

Baixar Livro

6 thoughts on “Nova Geração Atualidades 6 – O Início do Testemunho

  1. Excelente e reconfortante. Quero dizer que já ouvi psicofonias do prof. Eurípedes, em Sacramento, e é indescritível a sensação, ainda mais potencializada pelas dezenas de participantes na ocasião. Ao ouvir a mensagem, pude reconhecer a mesma austeridade, a mesma precisão nas colocações. Bem se vê que o prof. Eurípedes está influenciando mais de um grupo de trabalho nesse nosso querido país. Obrigado a todos pelo carinho e dedicação a esta obra!

    1. Obrigado Vanderlei, é reconfortante seu depoimento!
      Vamos nos unir cada vez para colaborarmos na obra que o Cristo confiou a Eurípedes na qual podemos ser auxiliares.

  2. Estou muito tocado com a história. Vou ler tudo o que eu puder para melhor entendimento. Muito obrigado.

    1. Fico feliz! Temos uma série sobre A Grande Espera

      https://grupomarcos.com.br/serie-os-essenios-e-o-cristo/

      Abraço!

  3. Adoro as comunicações mediúnicas que são compartilhadas conosco pelo grupo Marcos. Como sempre, mensagens de força, coragem, e muito esclarecimento!
    Conheci o trabalho do grupo há pouco tempo, mas já acompanho com muito gosto, muito respeito e admiração.
    Gratidão, irmãos.
    Karin

    1. Obrigado Karin!
      Aqui é nossa casa, dirigida por Eurípedes.

O que você achou?