Rudeza e Ternura: Nova Geração 131

Estudamos o panteísmo a partir da questão 15 de O Livro dos Espíritos. Kardec destaca o aspecto emocional dessa forma de compreender Deus e Sua criação. O que destacamos dessa lição é que nossa forma de compreender Deus é marcada por nossa capacidade emocional.


 

Baixar opção 1   Baixar opção 2 


Texto

Rudeza e Ternura: Nova Geração 131

GM-NG-131 - Untitled Page

Baixar texto PDF opção 1      Baixar texto PDF opção 2 


Livro dos Espíritos – 15

15. Que pensar da opinião segundo a qual todos os corpos da Natureza, todos os seres, todos os globos do Universo, seriam partes da Divindade e constituiriam, pelo seu conjunto, a própria Divindade; ou seja, que pensar da doutrina panteísta?

— Não podendo ser Deus, o homem quer pelo menos ser uma parte de Deus.

 

Mensagem de Encerramento

Rudeza e Ternura

 

Paz meus filhos, em seus corações. Fiquemos com Deus porque sempre estaremos Nele cada vez mais que nos dispusermos a amar, que utilizarmos os nossos desejos mais ardentes e mais poderosos para sentir o amor do Criador que hoje, agora, está a nossa disposição como sempre esteve.

Fomos criados com carinho, fomos criados com ternura, fomos criados pelo Todo poderoso, por um amor infinito.

Não temamos jamais amar a Deus, não temamos sequer errar em busca sincera por este amor. Movimentemo-nos para que esse movimento nos aproxime energeticamente de Deus. Sempre, sempre, sempre!

A genialidade do mestre Allan Kardec revela-se em cada pergunta e em cada resposta por ele selecionada. Deus é um tema que jamais poderia ser abordado esquecendo-se o núcleo emotivo do ser. Sabia disto Allan Kardec, entendia claramente a mensagem de seu amigo direto, João, o Evangelista, que definiu: Deus é amor!

Se o mestre de Lion inicia explicando que Deus é a inteligência suprema, é porque se apiedava da mente pequena do século dezenove e preparava, passo a passo, como veremos em O Livro dos Espíritos, para que estas mentes qualificadas de sentimentos tacanhos pudessem abrir espaço. Para os inteligentes, o que essa questão diz é o seguinte, sem ofender: observem vocês, mentes instruídas, que a pequenez de vossos sentimentos distorce a vossa compreensão de Deus. Vocês apenas concebem intelectualmente um Deus que é a soma de tudo, porque o teu sentimentos é pequeno. Diz isto sem ofender, claro, mas é isto que diz. Pontuando claramente que o caminho de compreensão para a divindade é o caminho do amor, porque o amor não é uma paixão torpe. O amor é um sentimento que alarga toda a compreensão da vida. O amor é um sentimento que faz o intelecto ampliar-se infinitamente.

Estudemos Kardec como alguém que está diante de um gênio! Não um gênio do mundo, mas um gênio da espiritualidade nascido no mundo. Porque conosco, Kardec continua sendo um mestre genial, continuamos estudando com ele, bebendo de suas expressões sábias, conquistadas ao longo de milênios sem fim.

Filhos, preparai os seus corações, pois apenas iniciamos a compreender a grandeza destas palavras, e se o mestre disse a vocês por meio desta pergunta e resposta selecionada: cuidado, porque o seu sentimento distorce a sua compreensão. Dizemos nós, aproveitando o momento, preparai vossos corações: orando com sinceridade, tornando-se menos maus para que possam acompanhar o nosso estudo de O Livro dos Espíritos.

Aprofundaremos muito as nossas questões, por isto peço a vocês: supliquem ao Cristo para que ele ilumine os seus corações para que possam entender a grandeza deste livro, ainda quase que desconhecido de todos os espíritas.

Lembremo-nos da cena do Cristo a meditar solitariamente sobre o destino humano. Sobre as condições que nós, espíritos terrenos, estávamos escolhendo para poder chegar ao Pai. E um dia, aproxima-se uma criança de nosso Mestre e sorrindo lhe entrega uma flor. E o Cristo se emociona até as lágrimas, porque o que o nosso Mestre via, não era apenas um irmão expressando ternura, era o Pai Criador do universo dizendo: filho, age com ternura para com os meus outros filhos, eles são rudes e por serem rudes, precisam de um carinho profundo.

Muita paz, do amigo espiritual de sempre.

 

um comentário

  1. Quanta paz traz ao coração traz a frase: FILHO, AGE COM TERNURA PARA COM OS MEUS OUTROS FILHOS, ELES SÃO RUDES, PRECISAM DE UM CARINHO PROFUNDO.
    Gratidão, por estes ensinamentos tão lindos, passados para nós de maneira tão amorosa.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s