Reflexão sobre o tempo: Nova Geração 146

Este é o último programa de 2017. Conversamos sobre o tempo e como dar significado a nossa passagem pela Terra. Espero que você goste. Feliz Ano Novo!

 

 


Baixar opção 1           Baixar opção 2

 

Mensagem Encerramento

A paz do Cristo em vossos corações! Filhos e filhas tão amados por nós, por Jesus e pelo Criador também.

Vamos pensar um pouco mais sobre a finalidade da vida na Terra. Passa-se um ano, um ano a menos no planeta com o arcabouço físico para cada um de vocês.

Filhos e filhas, o mundo hoje corre loucamente, desesperadamente, em busca do nada. Acumulam-se riquezas ou vivem endividados, porque gastam muito mais do que precisariam para cuidar do corpo, para ter saúde e para educar-se. Enquanto outros amargam a necessidade que educa de forma muito severa. O tempo, a saúde, o dinheiro tudo isto são recursos que o Pai criador fornece a cada um de seus filhos. Vos pergunteis, sempre: os recursos que estão em minhas mãos, uso para o bem ou para o mal? Usar para o mal é utilizar com egoísmo. Os recursos que estão em minhas mãos, servem realmente para aliviar os sofrimentos dos outros ou eu os utilizo para minha vaidade, para a falsa segurança da posse, para o mal? Como utilizo o meu tempo na Terra? Sabiamente ou loucamente em busca de lazeres estranhíssimos que vão deixar meu corpo e a minha mente perturbados? Filhos, é muito estranho, hoje, 90% do que se chama lazer na Terra é autodestruição, é perturbar o corpo e a mente, é desarmonizar-se, é agir contra a Lei de Deus.

A própria celebração do ano novo, para muitos, é a marca negativa de uma besta apocalíptica. É o excesso terrível, é a embriagues doentia, é o sentimento totalmente desregrado. Que loucura, meus filhos!

Começa-se o ano e se começa o ano no excesso. Todo o excesso é um ato contrário ao amor de Deus. Todo excesso é um ato que os distancia do Criador. Aponte-me na história, um espírito superior que estimulou o excesso em qualquer cultura? Nunca meus filhos! Não é apenas uma opinião espírita, é uma lei do universo. E muitos, preciso dizer, crê que vão ter ótimo começo de ano agindo contra o Amor do Pai: vivendo o excesso, estragando o corpo e a mente, adoencendo-se e violentando a consciência. A alegria sincera é saudável. A alegria que dura é a alegria do amor, da fraternidade, sem o mal.

Alertamos filhos, portanto, é preciso sobriedade no ano que se inicia. É preciso mais tempo para a prece sincera, é preciso mais tempo para as leituras elevadas e para o lazer que restaura.

Filhos, pensem com seriedade, pois no ano que se inicia, eu garanto: o Cristo convocará cada coração que busca o seu amor para servir abnegadamente o seu nome.

Muita paz, do amigo espiritual de sempre.

2 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s