Nova Geração #195 – Esquecido não é perdido

Entender nossa relação com nosso passado, nossas lembranças e como podemos acessar a história, ainda incompleta, da construção de nosso ser é o tema de nosso programa.

Livro dos Espíritos

Parte 2. Capítulo VII – Retorno à vida corporal

Esquecimento do passado

392. Por que o espírito encarnado perde a lembrança de seu passado?

“O homem não pode, nem deve, saber tudo; Deus, na sua sabedoria, assim o quer. Sem o véu que lhe oculta certas coisas, o homem ficaria ofuscado, como aquele que passa, sem-transição, da escuridão para a luz. Com o esquecimento do passado, ele se sente mais senhor de si.”

394. Nos mundos mais adiantados que o nosso, onde não se acham premidos por todas as nossas necessidades físicas, nossas enfermidades, os homens compreendem que são mais felizes do que nós? A felicidade, em geral, é relativa; sentimo-la por comparação com um estado menos feliz. Como alguns desses mundos, embora melhores do que o nosso, não se encontram no estado de perfeição, os homens que os habitam devem ter, a seu modo, motivos de desgostos. Entre nós, o rico, mesmo que não sinta as angústias das necessidades materiais, como o pobre, nem por isso tem menos tribulações, que tornam sua vida amarga. Ora, pergunto se, na posição em que se encontram, os habitantes desses mundos não se consideram tão infelizes quanto nós e não se lamentam de sua sorte, já que não possuem a lembrança de uma existência inferior como termo de comparação?

“A isto, é preciso dar duas respostas distintas. Há mundos, entre os de que falas, cujos habitantes possuem uma lembrança muito clara e muito precisa de suas existências anteriores; esses, compreendes, podem e sabem apreciar a felicidade que Deus lhes permite fruir; há outros, porém, cujos habitantes, colocados, como o dizes, em melhores condições do que vós, não deixam de enfrentar grandes desgostos e até desgraças; estes não apreciam sua felicidade, pelo motivo mesmo de não se recordarem de um estado ainda mais infeliz. Se não a apreciam como homens, apreciam-na como espíritos.”

Mensagem de Encerramento

Filhos e filhas, que o Cristo esteja conosco sempre. Que evoquemos a presença moral doConsolador prometido todas as vezes que falamos em nome do Espiritismo.

Precisamos de obreiros confiáveis, precisamos daqueles que não pretendem brilhar com a falsa luz que pensam ter. Precisamos daqueles que humildemente sabem indagar aos espíritos da codificação, consultando as obras básicas, seria impossível que todos os espíritos da codificação respondessem diretamente a cada um de vocês.Embora, emocionalmente seja o desejo de todos. É o desejo de todos.

Filhos, se nós pudéssemos, todos conversaríamos com vocês particularmente. Falo dos que tem interesse real, claro, explicando cada item, mas não é possível! Por isso a grandeza do trabalho de Kardec, porque reuniu, organizou, para que esta instrução coletiva chegasse a vocês e vocês, desculpem-me dizer, desastradamente, por conta de preguiça, não consultam O Livro dos Espíritos e ficam repetindo: porque o tal palestrante tal disse isto. O palestrante tal não é o codificador, me desculpem. O médium tal não tem a autoridade dada pelo Cristo para fazer a codificação, não interessa quem ele seja, não interessa…

Eu assisti o patrocínio do Cristo a Allan Kardec. Ninguém na Terra teve isto. Nem Moisés!Então não me venham com esta só porque ele é famoso… Esta fama dele vai cair, deste palestrantezinho A ou B. Um vento poderoso vai arrastar e será esquecido.Falo de todos estes que com fama destrói o trabalho do Cristo, distorcendo a codificação, com fama, com espetáculos estúpidos que nós condenamos.

Kardec não é referência para espíritas. Kardec é um marco da história evolutiva deste mundo.Estúpidos são os espíritas que não reconhecem isto. Kardec é marco, não por uma personalidade especifica, que é grandiosa, mas porque Kardec é um marco da volta do Cristo ao mundo.

Vocês não querem ver já tinha dito tudo: se eu me calar, as pedras falarão. Kardec dá voz a todas as pedras. Porque é sobre esta pedra que o Mestre constrói a sua igreja. Kardec é o sintetizador de todas as grandes vozes do além, não haverá nada parecido com Kardec no mundo. Nada! Porque ele é a grande personalidade que reuniu todas as vozes, todas as vozes do Alto vinculadas ao Cristo da história deste mundo. Quando falamos Codificador, estamos dizendo Consolador.Ele reuniu cada voz, ele reuniu cada pedra, pequena e grande, feia e bela e construiu algo maravilhoso que vocês já estão na hora de conhecer.

Abrem O Livro dos Espíritos como se fosse uma revista de passa tempo. Não se faz prece, não se evoca a proteção do Mestre e querem entender, e querem entender a voz sutil de espíritos que já são luzes, não são mais humanos, são luzes… Filhos atentem: este livro é muito mais do que vocês são capazes de perceber, mas entendam: vocês hoje já podem abrir e ler duas ou três questões deste livro comum clima espiritual elevado e se vocês fizerem isto, eu garanto, ele mudará as vossas vidas para sempre.

Esse livro é plena luz, meus filhos. Permitam que o seu pensamento, o pensamento de vocês, estreito, alargue-se com a grandeza do que Kardec pôs em suas mãos com muito amor, com muita ternura e com imenso sacrifício. Aprendamos a ler este livro eJesus nos abençoará sempre. Aprendamos a ler este livro eJesus nos abençoará sempre.

Muita paz, do amigo espiritual de sempre.

Youtube

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s