Nova Geração 260 – Uniões

Livro dos Espíritos

Anjos guardiães. Espíritos protetores, familiares ou simpáticos 

496. O espírito que abandona seu protegido, não lhe fazendo mais o bem, pode fazer-lhe o mal?

“Os bons espíritos nunca fazem o mal; deixam que o façam aqueles que lhes tomam o lugar; então, acusais a sorte pelas desgraças que vos afligem, enquanto a culpa é vossa.”

497. O espírito protetor pode deixar seu protegido à mercê de um espírito que lhe deseje o mal?

“Para neutralizar a ação dos bons, há a união dos maus espíritos; porém, se o protegido o quiser, dará toda a força ao seu bom espírito. O bom espírito talvez encontre, em outra parte, uma boa vontade a auxiliar; aproveita para fazê-lo, enquanto aguarda seu re- torno para junto de seu protegido.”



Mensagem encerramento

Filhos e filhas, o Cristo esteja conosco! 

Muito bonita esta explicação dos Espíritos nobres da codificação e vocês sabem em que eles se inspiraram, ou melhor, o que eles estão explicando melhor para vocês?  

Um trecho muito curioso de Jesus de Nazaré que diz: dar-se-á àquele que tem e aquele que não tem se tirará!  

Ora! Não é isto que acabaram de estudar, meus filhos e filhas? É isto! Todos têm anjo da guarda, mas o indivíduo não quer nada… Fofoca, fazer o mal, estuda só para se exibir…

Resultado: o anjo da guarda se afasta, quer dizer, se tira aquilo que estava nas mãos dele.

O outro que tem, valoriza. O anjo da guarda olha para o outro e diz: eu vou ajudar o fulano, olha quanta coisa boa que está fazendo! Está se dedicando, quer ampliar o trabalho… Vou me juntar aos Espíritos que o ajudam.  

Entende? Aquele que não tem é porque não quis e perde. O que tem e quer, amplia-se… Muito bonito! Vocês já tinham entendido isto? Que a dinâmica dos anjos guardiães obedece inclusive este princípio, ensinado pelo Cristo?

Por isto, filhos, o bem se multiplica sempre, porque o bem como vocês dizem: não fica enganchado, atolado, não fica paralisado.

Se você quer o bem, ele floresce poderosamente, se não quer ele se afasta e vai florescer em outro canto, mas ele não para. Por isto é que o bem vence sempre, porque ele não para…  

Pode dizer, há, bloqueou o bem ali. Acontece. Ali o bem está bloqueado, mas não tenham dúvidas de que ele vai florescer poderosamente em outro lugar.

E posso dizer filhos, que isto ocorre com os indivíduos, com grupos de indivíduos, grupos de cientistas…. Acontece com centros espíritas, muitos centros tem uma equipe muito boa, mas ninguém quer trabalhar… Criam dificuldades, regras, é uma confusão de exibição. O que acontece? Aquela equipe passa a ser deslocada para outros trabalhos, que podem ser em outro centro espírita, mas quase sempre não é, porque a maioria dos centros já tem uma estrutura excelente.

Mas passa a dar suporte a outros trabalhos: mediúnicos, que não estão necessariamente em centros espíritas. Grupos familiares, domésticos, etc. 

Não esqueçam: não há aqui nenhum privilégio. Há sempre, filhos, sempre, sempre, a colheita que o Cristo já falou como funciona.

Se você apoia a união com os maus, o que vai colher? Porque se você é obediente ao mais alto, sério, solícito, responsável, fraterno, você vai ao redor de ti criar a união dos bons Espíritos. E você vai ter uma verdadeira equipe espiritual atuando ao seu redor.

E não só na hora da atividade mediúnica, da atividade espírita, mas no teu dia a dia, por isto é que queremos dizer: verdadeiro cristão é cristão em seu cotidiano, a cada instante e a cada momento. E este receberá a benção do mais alto, da companhia continuada dos bons Espíritos.  

Que vocês fiquem em paz,

Do amigo espiritual de sempre.  


Livro dos Espíritos 
Segunda Parte 
Capítulo IX Intervenção dos Espíritos no Mundo Corporal
-
1. Penetração dos espíritos no nosso pensamento.
2. Influência oculta dos espíritos nos nossos pensamentos e nas nossas ações.
3. Possessos.
4. Convulsionários.
5. Afeição dos espíritos por certas pessoas.
6. Anjos guardiães, espíritos protetores, familiares ou simpáticos.
7. Pressentimento.
8. Influência dos espíritos nos acontecimentos da vida.
9. Ação dos espíritos nos fenômenos da Natureza.
10. Os espíritos durante os combates.
Perguntas do capítulo 459 a 557

Categories: Nova Geração

O que você achou?